Entre mercado e Mercadante, Haddad escolhe Prates Entre mercado e Mercadante, Haddad escolhe Prates
O Antagonista

Entre mercado e Mercadante, Haddad escolhe Prates

avatar
Rodrigo Oliveira
4 minutos de leitura 12.04.2024 13:57 comentários
Economia

Entre mercado e Mercadante, Haddad escolhe Prates

Nome do presidente do BNDES como eventual substituto de Prates ajudou a colocar o ministro da Fazenda contra a mudança

avatar
Rodrigo Oliveira
4 minutos de leitura 12.04.2024 13:57 comentários 0
Entre mercado e Mercadante, Haddad escolhe Prates
Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil

O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, ganhou sobrevida nesta semana após ganhar o apoio do ministro da Fazenda, Fernando Haddad. Em reunião com o presidente Lula, o ministro defendeu que a demissão de Prates teria uma repercussão ruim no mercado em um momento em que a equipe econômica busca acalmar os investidores viabilizando o pagamento de dividendos extraordinários da companhia.

Mas a defesa do atual presidente da petroleira, atende a outro interesse de Haddad. O ministro da Fazenda busca inviabilizar a indicação do presidente do BNDES, Aloizio Mercadante. Os dois têm divergências antigas em relação à condução da economia do país e conflitos dentro do PT paulista.

A ida de Mercadante para a Petrobras seria uma derrota pessoal para o ministro, uma vez que fortaleceria o rival que assumiria o comando da maior empresa do Brasil. Além disso, Haddad perderia força na interlocução com o mercado, tendo apenas um representante no Conselho de Administração da estatal, o secretário executivo adjunto da Fazenda, Rafael Dubeux.

Os acionistas minoritários também temem Mercadante na Presidência da petroleira, pois entendem que a cadeira seria ocupada por alguém com perfil mais disposto a efetivar missões do Planalto, unindo forças com os ministros Rui Costa (Casa Civil) e Alexandre Silveira (Minas e Energia), principais artífices da fritura pública de Jean Paul Prates desde o ano passado.

De acordo com fontes da companhia, Prates tem dito nos bastidores que Mercadante representaria uma volta ao passado e um atraso para a empresa. Os acionistas minoritários demonstrado concordância com o ex-senador e temem que uma eventual ida do presidente do BNDES para a petroleira prejudique o diálogo com a Diretoria da Petrobras

O mercado tem também pressionado auxiliares de Haddad por meio de conselheiros dos minoritários e fizeram chegar a Lula o pedido de permanência de Prates na companhia até, pelo menos, que os dividendos extraordinários sejam liberados pela União.

Francisco Petros, candidato dos minoritários que tenta permanecer no Conselho da Petrobras, lidera o movimento pela permanência de Jean Paul e tem buscado ampliar a articulação com assessores da Fazenda para angariar apoio na questão. Em entrevistas recentes, o minoritário também defendeu publicamente a permanência de Prates, elogiando a atuação do petista e pedindo que a governança da companhia seja respeitada.

Em outro front, Prates articula a distribuição de 100% dos dividendos extraordinários com a Fazenda e com representantes dos minoritários na Petrobras, além de viabilizar 20 bilhões de reais para pagar a dívida da petroleira com o Carf (Conselho de Administração de Recursos Fiscais). A movimentação seria um agrado aos investidores e ao caixa da União, ajudando Haddad a manter a meta fiscal de déficit zero desenhada para este ano.

Para aderir ao acordo CARF e liberar o pagamento, é necessário que ao menos um minoritário vote a favor da proposta. Dessa forma, os interlocutores de Haddad colocam como moeda de troca à permanência de Prates o apoio de Petros à proposta. Francisco Petros teria se comprometido a votar favoravelmente à medida após as eleições para renovação do Conselho da petroleira (no dia 25 de abril) para não prejudicar a própria candidatura.

Prates mantém um bom relacionamento com representantes dos minoritários, com a intenção da viabilizar a aprovação de medidas que não teriam o apoio de setores do governo. É frequente, por exemplo, a participação do presidente da Petrobras em jantares patrocinados pelo bilionário Juca Abdalla, conselheiro minoritário, antes das reuniões do Conselho, para definir o posicionamento em pautas.

Outro integrante dos minoritários que tenta blindar Prates é Marcelo Mesquita. Em entrevistas recentes, o conselheiro reclamou da troca constante de presidentes da petroleira nos últimos anos, dizendo que as mudanças no cargo têm sido prejudiciais para a Petrobras. Mesquita tem um posicionamento mais pró-mercado e chegou a defender a privatização da Petrobras em entrevista recente.

Mundo

Crusoé: Milei exonera chefe de gabinete

Caio Mattos, Da Cidade do México
27.05.2024 22:34 2 minutos de leitura
Visualizar

Adolescente suspeito de matar família é encontrado morto em SP

Visualizar

Advogado é assassinado com 23 tiros em frente ao fórum de Ibirité

Visualizar

Família come carne de urso e sofre ataque de vermes nos EUA

Visualizar

Operação em Roraima prende sobrinhos do governador com 145kg de skunk

Visualizar

A ganância no caso Marielle

Visualizar

Tags relacionadas

Alexandre Silveira Aloizio Mercadante Jean Paul Prates Lula Petrobras Rui Costa
< Notícia Anterior

Lula provoca Elon Musk com novo perfil

12.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Crusoé: Após deixar o PT, Requião vai para o Mobiliza

12.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Rodrigo Oliveira

Jornalista pela UnB (Universidade de Brasília), pós-graduado em Marketing &amp; Mídias Digitais pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) e especializado em finanças e negócios. É Analista de Valores Mobiliários (CNPI) certificado pela Apimec (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais) com quatro anos de experiência profissional no mercado financeiro.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Governo reduz teto do consignado do INSS pela oitava vez

Governo reduz teto do consignado do INSS pela oitava vez

27.05.2024 19:15 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Sem acordo, taxação das blusinhas da Shein pode ser alvo de PL específico

Sem acordo, taxação das blusinhas da Shein pode ser alvo de PL específico

Wilson Lima
27.05.2024 19:00 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ibovespa sobe levemente e interrompe sequência de quedas

Ibovespa sobe levemente e interrompe sequência de quedas

27.05.2024 18:35 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Governo mira cigarros para compensar desoneração da folha

Governo mira cigarros para compensar desoneração da folha

27.05.2024 17:47 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.