Dívida bruta do país atinge maior patamar desde 2022 Dívida bruta do país atinge maior patamar desde 2022
O Antagonista

Dívida bruta do país atinge maior patamar desde 2022

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 06.05.2024 12:25 comentários
Economia

Dívida bruta do país atinge maior patamar desde 2022

A dívida pública alcançou 75,7% do Produto Interno Bruto (PIB), o equivalente a R$ 8,3 trilhões no mês passado

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 06.05.2024 12:25 comentários 0
Dívida bruta do país atinge maior patamar desde 2022
Imagem: divulgação

A dívida bruta do governo, considerada o indicador mais importante de solvência, alcançou 75,7% do Produto Interno Bruto (PIB), o equivalente a R$ 8,3 trilhões em março. Esses números representam um aumento de 0,2 pontos percentuais em relação ao mês anterior. A informação foi divulgada pelo Banco Central nesta segunda-feira, 6.

Esse é o maior patamar desde abril de 2022, quando estava em 76,33% do PIB. A dívida bruta é calculada levando em consideração as contas do governo federal, INSS, governos estaduais e municipais.

Contas do setor público

As contas do setor público consolidado, que engloba governo federal, estados, municípios e empresas estatais, registraram um saldo positivo de R$ 1,2 bilhão em março de 2024. No mesmo mês de 2023, houve um déficit de R$ 14,2 bilhões.

No detalhamento das contas, o governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) e as empresas estatais tiveram saldos negativos de R$ 1,9 bilhão e R$ 343 milhões, respectivamente. Já os governos regionais apresentaram um superávit de R$ 3,4 bilhões no terceiro mês deste ano.

Receitas maiores que as despesas

O superávit primário considera que as receitas foram maiores do que as despesas, sem levar em conta o pagamento dos juros da dívida pública. Por outro lado, o déficit primário é quando as despesas superam as receitas.

No acumulado dos últimos doze meses, o setor público consolidado registrou um déficit de R$ 252,9 bilhões, equivalente a 2,29% do PIB. Esses números mostram a necessidade de uma análise cautelosa e medidas para equilibrar as contas públicas e reduzir o endividamento do país.

Resultados fiscais

O setor público consolidado do Brasil registrou um resultado primário superavitário de R$1,2 bilhão em março, uma melhora significativa em relação ao déficit de R$14,2 bilhões registrado no mesmo mês do ano passado. Esses dados foram divulgados pelo governo e apontam para um cenário mais favorável para as contas públicas.

Os números mostram que tanto o Governo Central quanto as empresas estatais ainda apresentaram déficits, de R$1,9 bilhão e R$343 milhões, respectivamente. No entanto, os governos regionais conseguiram alcançar um superávit de R$3,4 bilhões. Esses resultados indicam um esforço conjunto para equilibrar as finanças públicas.

No acumulado dos últimos doze meses, o setor público consolidado acumula um déficit de R$252,9 bilhões, o que representa 2,29% do Produto Interno Bruto (PIB). Apesar disso, é importante ressaltar que esse valor é 0,15 ponto percentual inferior ao déficit acumulado até fevereiro deste ano. Essa redução é um sinal positivo de que as medidas adotadas estão surtindo efeito na busca pelo equilíbrio fiscal.

Brasil

Bebê é atingida por bala perdida em Hospital do Recife

27.05.2024 12:19 2 minutos de leitura
Visualizar

"Não consigo enxergar ninguém vendendo nada pelo Instagram"

Rodrigo Oliveira Visualizar

ICQ: O adeus de um gigante das mensagens instantâneas

Visualizar

Deslizamento devastador em Papua-Nova Guiné: Milhares soterrados

Visualizar

Endrick faz nesta semana último jogo pelo Palmeiras

Visualizar

Encargos trabalhistas no Brasil: impacto na economia e informalidade

Visualizar

Tags relacionadas

dívida bruta economia PIB Resultados ficais setor público consolidado
< Notícia Anterior

Como condenação de pré-candidato do União atrapalha PL no Rio

06.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Onde assistir Al-Ahli x Al-Hilal: confira detalhes da partida

06.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

"Não consigo enxergar ninguém vendendo nada pelo Instagram"

"Não consigo enxergar ninguém vendendo nada pelo Instagram"

Rodrigo Oliveira
27.05.2024 12:15 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Encargos trabalhistas no Brasil: impacto na economia e informalidade

Encargos trabalhistas no Brasil: impacto na economia e informalidade

27.05.2024 12:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
MEIs: prazo final da DASN-SIMEI! evite multas e regularize já

MEIs: prazo final da DASN-SIMEI! evite multas e regularize já

27.05.2024 11:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Operação metamorfose: Polícia Federal desbarata fraude no INSS

Operação metamorfose: Polícia Federal desbarata fraude no INSS

27.05.2024 11:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.