Com aval do Planalto, medicamentos terão reajuste de quase 11% Com aval do Planalto, medicamentos terão reajuste de quase 11%
O Antagonista

Com aval do Planalto, medicamentos terão reajuste de quase 11%

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 30.03.2022 09:42 comentários
Economia

Com aval do Planalto, medicamentos terão reajuste de quase 11%

Os preços dos medicamentos sofrerão reajuste de 10,89% no país a partir de amanhã. Segundo o Sindicato dos Produtos da Indústria Farmacêutica (Sindusfarma), o aumento foi autorizado pelo governo...

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 30.03.2022 09:42 comentários 0
Com aval do Planalto, medicamentos terão reajuste de quase 11%
Foto: Pexels

Os preços dos medicamentos sofrerão reajuste de 10,89% no país a partir de amanhã. Segundo o Sindicato dos Produtos da Indústria Farmacêutica (Sindusfarma), o aumento foi autorizado pelo governo Bolsonaro para a recomposição anual de preços dos remédios.

O porcentual é definido pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), o órgão interministerial responsável pela regulação do mercado de medicamentos. O aumento dos preços deve atingir cerca de 13 mil medicamentos, segundo o Sindusfarma.

Em nota, o sindicato afirma, no entanto, que o reajuste não é automático e nem imediato, “pois a grande concorrência entre as empresas do setor regula os preços: medicamentos com o mesmo princípio ativo e para a mesma classe terapêutica (doença) são oferecidos no país por vários fabricantes e em milhares de pontos de venda”. 

O índice leva em conta a inflação e o fator Y, divulgado na terça (29) pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), que calcula os custos de produção não captados pelo IPCA, como variação cambial, tarifas de eletricidade e variação de preços de insumos.

Esportes

Onde assistir Fluminense x Palmeiras: confira detalhes do Campeonato Feminino

20.05.2024 11:45 2 minutos de leitura
Visualizar

Abacaxi Rubyglow: Uma "fruta premium" por 2 mil reais

Visualizar

De mal a pior: veja como estão as perspectivas econômicas

Visualizar

Concurso MinC: analistas tem prova avaliatória adiada

Visualizar

Um juiz de garantias para o STF?

Visualizar

Javier Milei não vai pedir desculpas ao governo espanhol

Visualizar

Tags relacionadas

bolsonaro Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos economia Jair Bolsonaro medicamentos remédios Sindusfarma
< Notícia Anterior

Presidente do Banco Central passa a defender reajuste para servidores

30.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Daniel Silveira passa a noite na Câmara para não colocar tornozeleira eletrônica

30.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

De mal a pior: veja como estão as perspectivas econômicas

De mal a pior: veja como estão as perspectivas econômicas

20.05.2024 11:38 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Imposto de Renda 2024: guia completo para pagamento sem erros

Imposto de Renda 2024: guia completo para pagamento sem erros

20.05.2024 10:30 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Novidades no Bolsa Família 2024: confira calendário e ajustes

Novidades no Bolsa Família 2024: confira calendário e ajustes

20.05.2024 10:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Atraso no Saque-Aniversário de Maio do FGTS resolvido pela caixa

Atraso no Saque-Aniversário de Maio do FGTS resolvido pela caixa

20.05.2024 09:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.