Está tudo decidido (mas não está) Está tudo decidido (mas não está)
O Antagonista

Está tudo decidido (mas não está)

avatar
Diogo Mainardi
2 minutos de leitura 25.03.2022 08:31 comentários
o despertador do Diogo

Está tudo decidido (mas não está)

A pesquisa do Datafolha é igualzinha às da Quaest e do BTG, publicadas na última semana. Lula teve, respectivamente, 43%, 44% e 43%. Bolsonaro teve 26%, 26% e 29%. Moro teve 8%, 7% e 8%. Os outros candidatos repetiram seus números, dentro da margem de erro. E os jornalistas repetiram suas análises. Eu repito as minhas, fora da margem de erro, como sempre. Lula perdeu uns pontinhos contra Bolsonaro. No segundo turno, de acordo com o Datafolha, ele teve 4 pontos a menos. Mas é bom notar que ele perdeu também 3 pontos contra Moro, 2 pontos contra Ciro e 3 pontos contra Doria...

avatar
Diogo Mainardi
2 minutos de leitura 25.03.2022 08:31 comentários 0
Está tudo decidido (mas não está)
Foto: Paulo Pinto/Agência PT

A pesquisa do Datafolha é igualzinha às da Quaest e do BTG, publicadas na última semana. 

Lula teve, respectivamente, 43%, 44% e 43%. Bolsonaro teve 26%, 26% e 29%. Moro teve 8%, 7% e 8%. Os outros candidatos repetiram seus números, dentro da margem de erro. E os jornalistas repetiram suas análises. Eu repito as minhas, fora da margem de erro, como sempre. 

Lula perdeu uns pontinhos contra Bolsonaro. No segundo turno, de acordo com o Datafolha, ele teve 4 pontos a menos. Mas é bom notar que ele perdeu também 3 pontos contra Moro, 2 pontos contra Ciro e 3 pontos contra Doria. Até outubro, Lula deve perder mais do que isso, pois uma parte do eleitorado ainda se lembra do departamento de propinas da Odebrecht. Apesar disso, ele pode comemorar os resultados das pesquisas, porque continua disparado em primeiro lugar e porque Bolsonaro, do qual ele depende para apagar seu passado, conta com uma leve brisa a seu favor.

Com brisa ou sem brisa, Bolsonaro arrebanha apenas um quarto dos eleitores. É um número bisonho para um presidente da República. E é ainda mais bisonho quando se considera que ele precisa de 50% dos votos para se eleger. O que eu escrevi depois da pesquisa do BTG vale também para a pesquisa do Datafolha: Bolsonaro é o rejeitado dos rejeitados. No segundo turno, contra qualquer candidato, ele não chega nem aos 40% dos votos. Moro, de acordo com o Datafolha, derrota-o por 42% a 34%. Ciro Gomes, por 46% a 37%. Nem contra João Doria, que tem 1% dos votos, Bolsonaro consegue atingir os 40 pontos: ele fica nos 39. 

A Terceira Via deprimiu-se com a pesquisa e ela está certa: o resultado é deprimente mesmo. Não para a Terceira Via, e sim para os eleitores. Os candidatos que podem ser postos no tal bloco centrista somam uns 14% do total. É pouco, claro, mas quando o segundo colocado tem apenas 26%, nem é tão ruim assim. O total de eleitores nem-nem, incluindo aqueles que votam nulo ou em branco, soma 29%. A demanda por um candidato da Terceira Via é grande, o que falta é a oferta. 

Os números congelados das pesquisas dão a impressão de que a coisa já está decidida: Lula eleito no segundo turno, com mais de 20 pontos de vantagem sobre Bolsonaro, na conta dos votos válidos. Mas o eleitor muda. De fato, até aquele que diz que não vai mudar pode acabar mudando.

Brasil

Crusoé: Eduardo Leite vê tombo na arrecadação de ICMS do estado

20.06.2024 20:04 2 minutos de leitura
Visualizar

Fluminense em crise: a luta de Fernando Diniz por sobrevivência no Brasileirão

Visualizar

Nova lei na Louisiana exige os Dez Mandamentos em escolas públicas

Visualizar

São João no Recife 2024: Veja a programação completa

Visualizar

Marido de Cleo sofre traumatismo craniano após acidente

Visualizar

Cancelamento do Nubank: público já percebe que ataques são orquestrados

Madeleine Lacsko Visualizar

Tags relacionadas

bolsonaro ciro Datafolha Doria Lula Moro pesquisas terceira via
< Notícia Anterior

STF suspende julgamento sobre lei que reserva emprego a vítimas de violência doméstica

25.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Homem é detido com R$ 500 mil em dinheiro vivo em São Paulo

25.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Diogo Mainardi

Diogo Mainardi é jornalista, escritor e sócio-fundador de O Antagonista. Escreve sobre política e cultura. Foi colunista da revista Veja e fez parte da equipe do programa Manhattan Connection.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Saindo de mansinho

Saindo de mansinho

Diogo Mainardi
10.08.2022 14:34 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
A campanha do TCU

A campanha do TCU

Diogo Mainardi
10.08.2022 06:33 1 minuto de leitura
Visualizar notícia
Gostinho de morte

Gostinho de morte

Diogo Mainardi
10.08.2022 06:04 1 minuto de leitura
Visualizar notícia
O supermercado do voto

O supermercado do voto

Diogo Mainardi
09.08.2022 06:43 1 minuto de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.