O Antagonista

Gravadora de Taylor Swift e Anitta retira músicas do TikTok

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 31.01.2024 12:27 comentários
Cultura

Gravadora de Taylor Swift e Anitta retira músicas do TikTok

A gravadora Universal Music divulgou uma carta dizendo que as negociações para renovar o contrato com a plataforma não tiveram sucesso

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 31.01.2024 12:27 comentários 0
Gravadora de Taylor Swift e Anitta retira músicas do TikTok
Gravadora de Taylor Swift e Anitta retira músicas do TikTok

A gravadora Universal Music, responsável por representar grandes nomes da indústria musical como Taylor Swift e Anitta, anunciou, nesta terça-feira, 30, que irá remover as músicas de seus cantores da plataforma TikTok.

Em uma carta aberta divulgada pela empresa, alega-se que as negociações para renovar o contrato com a plataforma não tiveram sucesso e expirarão nesta quarta-feira, 31.

A Universal Music afirma ter sido intimidada pelo TikTok, que se mostrou resistente em ceder e abrir mão de suas propostas.

Remuneração inadequada aos artistas

Um dos principais pontos de desacordo entre as partes diz respeito à remuneração adequada dos artistas pela reprodução de suas músicas.

Segundo a gravadora, houve tentativas de convencer a rede social a aumentar os valores repassados aos músicos, porém, os representantes do TikTok teriam feito uma proposta abaixo do esperado.

De acordo com a Universal Music, o TikTok representa apenas cerca de 1% de sua receita total, evidenciando o baixo valor pago pela plataforma aos artistas e compositores, mesmo diante de sua enorme e crescente base de usuários, do rápido aumento da receita publicitária e da crescente dependência de conteúdo baseado em música.

Problemas com a Inteligência Artificial

A empresa também expressou preocupação com o uso nocivo da inteligência artificial e pediu que o TikTok adotasse medidas para proteger os artistas. No entanto, segundo a Universal Music, a resposta da plataforma foi inicialmente indiferente e depois intimidadora.

A gravadora afirma ainda que o TikTok removeu seletivamente músicas de artistas em início de carreira, enquanto mantinha os nomes já consolidados no mercado.

Segundo a Universal, essas táticas visam prejudicar artistas vulneráveis e forçá-los a aceitar um acordo desfavorável, que subestima a importância da música e prejudica tanto os artistas quanto seus fãs.

O que diz o TikTok

Em resposta, o TikTok emitiu uma nota afirmando que é triste e decepcionante ver a Universal Music Group colocar sua própria ganância acima dos interesses de seus artistas e compositores.

A plataforma também negou as acusações feitas pela gravadora, classificando-as como falsas.

Esportes

De Arrascaeta fala sobre possibilidade de jogar na Europa

05.03.2024 07:36 2 minutos de leitura
Visualizar

Concurso PM MG 2024: 180 Vagas para curso de formação de oficiais com salário inicial de R$7.175,30

Visualizar

Bolsa Família: saiba se os beneficiários precisam declarar Imposto de Renda

Visualizar

Superterça: última chance de Nikki Haley

Visualizar

Jornais destacam regulamentação do transporte por app

Visualizar

Vendas do iPhone despencam 24% na China; Huawei segue crescendo

Alexandre Borges Visualizar

Tags relacionadas

Taylor Swift TikTok Universal Music
< Notícia Anterior

Maduro quer “democracia” sem oposição

31.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Terceirização da Folha de Pagamento: veja quanto custa e se vale a pena

31.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Ilha de Cultura: 5 obras sobre a vida de escritor, com Raphael Montes

Ilha de Cultura: 5 obras sobre a vida de escritor, com Raphael Montes

01.03.2024 12:17 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Papa Francisco condena ideologia de gênero

Papa Francisco condena ideologia de gênero

Alexandre Borges
01.03.2024 10:52 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Protesto violento na UC Berkeley interrompe evento judaico

Protesto violento na UC Berkeley interrompe evento judaico

Alexandre Borges
29.02.2024 17:17 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Americanos discutem proibição de celular em sala de aula

Americanos discutem proibição de celular em sala de aula

Alexandre Borges
27.02.2024 10:13 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.