O Antagonista

TSE: Eleitor que deixou de votar em 2020 não sofrerá consequências

avatar
Gabriela Coelho
2 minutos de leitura 25.03.2022 07:30 comentários
Brasil

TSE: Eleitor que deixou de votar em 2020 não sofrerá consequências

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prorrogou a suspensão, por prazo indeterminado, das consequências para os eleitores que deixaram de votar nas eleições 2020 e não apresentaram justificativas ou não pagaram a multa...

avatar
Gabriela Coelho
2 minutos de leitura 25.03.2022 07:30 comentários 0
TSE: Eleitor que deixou de votar em 2020 não sofrerá consequências
Foto: Antonio Augusto/Secom/TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prorrogou a suspensão, por prazo indeterminado, das consequências para os eleitores que deixaram de votar nas eleições 2020 e não apresentaram justificativas ou não pagaram a multa.  

Com a decisão, o eleitor que não compareceu às urnas em 2020 poderá votar normalmente nas eleições deste ano.

Na prática, a ausência do voto ou justificativa também não vai impedir o cidadão de obter passaporte ou carteira de identidade; inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, e neles ser investido ou empossado; renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo; e receber remuneração de função ou emprego público.

O tribunal priorizou a segurança sanitária, de forma a evitar qualquer medida que acarretasse drástico aumento do comparecimento de eleitores aos cartórios eleitorais para formalizar justificativa eleitoral ou o pagamento da multa por não comparecimento às urnas.

O presidente da Corte e relator da instrução, ministro Edson Fachin, afirmou que, diante da persistência da pandemia não se pode exigir que o cidadão se exponha a risco para regularizar a situação eleitoral.

“O TSE adotou as medidas necessárias para propiciar a melhor segurança sanitária possível a todos os participantes do processo eleitoral.. Entre essas medidas, está a garantia aos eleitores de que não sofrerão restrições a direitos civis durante o período em que não há condições normais de comparecimento ao cartório eleitoral, realização de pagamento bancários ou qualquer providencia necessária à regularização da ausência aos turnos das eleições de 2020”, disse.

Segundo Fachin, a “prorrogação também permitirá que a Justiça Eleitoral aguarde decisão do Congresso Nacional quanto à anistia das multas aplicadas aos eleitores que deixaram de votar, ou se for o caso, elabore futura norma de transição sobre a matéria”.

Mais Lidas

1

O que esperar de Trump após o atentado?

Visualizar notícia
2

Áudio: Bolsonaro se ofereceu para falar com chefe da Receita sobre Flávio

Visualizar notícia
3

A reação "imbecil" de Janones ao atentado a Trump

Visualizar notícia
4

Trump escapou por um triz

Visualizar notícia
5

Bolsonaro relativizou "tráfico de influência" em reunião sobre blindar Flávio

Visualizar notícia
6

Trump escolhe vice pró-Putin

Visualizar notícia
7

Ibovespa tem 11ª alta consecutiva, na maior sequência em 14 anos

Visualizar notícia
8

J.D. Vance, novo vice de Trump, já o chamou de analgésico

Visualizar notícia
9

Objetivo de investigações era "me atingir moralmente", diz Bolsonaro

Visualizar notícia
10

Fafá de Belém faz show em cadeira de rodas em Portugal

Visualizar notícia

Tags relacionadas

ano eleitoral eleições eleitor medidas sanitárias TSE
< Notícia Anterior

Pastor do 'bolsolão do MEC' investiu R$ 450 mil em empresas

25.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Ministério da Economia prepara MP contra AliExpress e Shopee

25.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Gabriela Coelho

É jornalista formada pelo UniCEUB, em Brasília. Tem especialização em gestão de crise e redes sociais. Passou pelas redações do Jornal de Brasília, Globo, Revista Consultor Jurídico e CNN Brasil. Conhece o mundo do Judiciário há alguns anos, desde quando ainda era estagiária do TSE. Gosta dessa adrenalina jurídica entre pedidos e decisões. Brasiliense, cobriu as eleições nacionais de 2010, 2014 e 2018 e municipais de 2012 e 2020.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Bolsonaro relativizou "tráfico de influência" em reunião sobre blindar Flávio

Bolsonaro relativizou "tráfico de influência" em reunião sobre blindar Flávio

15.07.2024 22:06 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ramagem sobre gravação: "Havia conhecimento de Bolsonaro"

Ramagem sobre gravação: "Havia conhecimento de Bolsonaro"

15.07.2024 21:35 5 minutos de leitura
Visualizar notícia
Bajaj tem impressionante crescimento no mercado brasileiro em 2024

Bajaj tem impressionante crescimento no mercado brasileiro em 2024

15.07.2024 20:37 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Previsão do Tempo: Instabilidade climática na costa brasileira

Previsão do Tempo: Instabilidade climática na costa brasileira

15.07.2024 19:41 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.