TCU pede que Nísia devolva R$ 11 mi à União TCU pede que Nísia devolva R$ 11 mi à União
O Antagonista

TCU pede que Nísia devolva R$ 11 mi à União

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 18.12.2023 16:35 comentários
Brasil

TCU pede que Nísia devolva R$ 11 mi à União

A área técnica do Tribunal de Contas da União (TCU) propõe que a ministra da Saúde, Nísia Trindade, seja obrigada a ressarcir os cofres públicos em R$ 11 milhões por danos supostamente praticados ao erário...

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 18.12.2023 16:35 comentários 7
TCU pede que Nísia devolva R$ 11 mi à União
Foto Lula Marques/ Agência Brasil

A área técnica do Tribunal de Contas da União (TCU) pediu que a ministra da Saúde, Nísia Trindade, seja obrigada a ressarcir os cofres públicos em R$ 11 milhões por danos supostamente praticados ao erário.

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, o parecer emitido pela Secretaria-Geral de Controle Externo do tribunal aponta que a ministra não conseguiu comprovar a regularidade da aplicação dos recursos repassados pela União em um contrato firmado com a Fiocruz, quando ela era presidente da fundação.

De acordo com o auditor Sérgio Brandão Sanchez, responsável pelo parecer, foram identificados erros na metodologia de um estudo realizado pela Fiocruz sobre o uso de drogas na população brasileira, além do descumprimento de itens do edital do contrato.

O documento precisa ser aprovado pelo ministro relator do caso, Antonio Anastasia, e pelos demais integrantes do tribunal no plenário da corte. A data de julgamento ainda não foi definida.

Questionada sobre o assunto, a assessoria de imprensa do Ministério da Saúde informou, ao jornal paulistano, que as demandas serão tratadas pela Fiocruz, uma vez que o caso envolve a fundação.

Já a comunicação da Fiocruz afirmou que o processo do TCU está em andamento e segue os trâmites regulares estabelecidos pela administração pública federal. A fundação reiterou a lisura e o mérito científico do estudo e garantiu que apresentará as evidências necessárias para comprovar a regularidade do processo.

O processo aberto pelo TCU, conhecido como tomada de contas especial, foi instaurado pela Senad (Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas e Gestão de Ativos) em 2022, órgão vinculado ao Ministério da Justiça. A Senad contratou o estudo em 2014 por R$ 7,9 milhões, utilizando recursos do Fundo Nacional Antidrogas. A Fiocruz concorreu ao edital e foi selecionada.

A pesquisa, que ouviu quase 16 mil pessoas no país, concluiu que não há uma epidemia de uso de drogas no Brasil. O levantamento contou com a participação de 400 profissionais, entre pesquisadores da área de epidemiologia e estatística, entrevistadores de campo e equipe de apoio.

O governo de Michel Temer chegou a suspender o estudo em 2017, alegando que não era possível comparar os dados com levantamentos anteriores.

O estudo só foi liberado em agosto de 2019, após um acordo entre a Advocacia Geral da União (AGU), o Ministério da Justiça e a Fiocruz. Seu objetivo era estimar e avaliar os parâmetros epidemiológicos na população para embasar políticas de prevenção e controle do uso abusivo de drogas.

No entanto, segundo o Ministério da Justiça, as falhas no levantamento impossibilitaram a comparação dos dados com pesquisas anteriores, o que estava previsto no contrato.

O TCU concordou com as alegações da secretaria de que Nísia executou o contrato sem alcançar os objetivos estabelecidos no edital e deixou de tomar as providências necessárias. O tribunal considera que o resultado tornou o objeto inservível e sem funcionalidade, resultando em um prejuízo ao erário correspondente ao valor integral repassado.

O auditor Sanchez também afirmou que não há justificativas suficientes para elidir a irregularidade e que é razoável supor que a ministra tinha conhecimento da ilicitude de sua conduta.

Além disso, o auditor recomendou que todos os responsáveis pelo contrato apresentem alegações de defesa ou recolham o valor total do débito quantificado em relação à irregularidade, corrigido pela inflação, a ser devolvido ao Fundo Nacional Antidrogas.

A Fiocruz respondeu, por meio de nota, que os procedimentos administrativos e financeiros relacionados à pesquisa não foram questionados pelo financiador.

A fundação destacou ainda que o relatório da pesquisa já teve mais de 80 mil acessos e foi utilizado como referência em outras 345 pesquisas, reforçando sua importância para a comunidade acadêmica e para a sociedade.

Brasil

Bolsa Família: calendário de pagamento e novos benefícios

13.04.2024 05:30 3 minutos de leitura
Visualizar

Bolsa Família: libera mais benefícios e renda para famílias

Visualizar

Caso Neto x Sampaoli: apresentador não comparece a audiência judicial

Visualizar

Anne Dias na Crusoé: Tudo o que Musk fez pelo Brasil

Visualizar

Leonardo Barreto na Crusoé: O adulto na sala

Visualizar

Santos faz proposta de empréstimo por Patrick, do Galo

Visualizar

Tags relacionadas

AGU Fiocruz Ministério da Saúde Nísia Trindade TCU União
< Notícia Anterior

Lula faz confraternização de fim de ano com ministros do STF

18.12.2023 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Boulos e PSOL enganam sobre tarifa zero em São Paulo

18.12.2023 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (7)

Edson dos Santos Avancini

2023-12-19 08:01:43

Se isso não se tratar de uma fritura, é óbvio que Bruno Dantas, amigão do Lula, vai dar um jeito de esquecerem. Ou será que é uma retaliação de Dantas por não ter sido escolhido ao stf depois de tantos serviços prestados ao presidente? A ver.


Wanderlei Lopes De Lima

2023-12-19 06:59:39

Parece que as qualidades da ministra contribuíram para sua escolha por parte do Descondenado.


Jurandir Santana

2023-12-19 06:18:13

Imagina essa na pandemia sem licitação


Andre Luis Dos Santos

2023-12-19 02:24:04

Alguém tem duvida que vão livrar a cara dessa ministra?


Joaquim Arino Durán

2023-12-18 20:52:57

Logo será esquecido.


Claudemir Silvestre

2023-12-18 20:05:53

Não vai dar em nada … justiça brasileira tá falida e corrompida !!!


Paulo Fernando Domingues

2023-12-18 18:44:06

MUITO SIMPLES DE DESCOBRIR !! PASSE TODA A DOCUMENTAÇÃO PARA A EKONOMISTA DO ANO...


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Bolsa Família: calendário de pagamento e  novos benefícios

Bolsa Família: calendário de pagamento e novos benefícios

13.04.2024 05:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Bolsa Família: libera mais benefícios e renda para famílias

Bolsa Família: libera mais benefícios e renda para famílias

13.04.2024 05:05 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lula corta anúncios no X

Lula corta anúncios no X

12.04.2024 21:34 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Prisão de suspeitos por divulgação de vídeos íntimos de adolescente causa comoção

Prisão de suspeitos por divulgação de vídeos íntimos de adolescente causa comoção

12.04.2024 20:45 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.