STJ liberta homem que passou 11 anos preso em Pernambuco à espera do julgamento STJ liberta homem que passou 11 anos preso em Pernambuco à espera do julgamento
O Antagonista

STJ liberta homem que passou 11 anos preso em Pernambuco à espera do julgamento

avatar
Gabriela Coelho
2 minutos de leitura 21.03.2022 07:30 comentários
Brasil

STJ liberta homem que passou 11 anos preso em Pernambuco à espera do julgamento

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por unanimidade, relaxou a prisão de um homem preso preventivamente há cerca de 11 anos pela suposta prática dos crimes de tráfico de drogas, associação para o narcotráfico e associação criminosa...

avatar
Gabriela Coelho
2 minutos de leitura 21.03.2022 07:30 comentários 0
STJ liberta homem que passou 11 anos preso em Pernambuco à espera do julgamento
Foto: Agência Brasil

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por unanimidade, relaxou a prisão de um homem preso preventivamente há cerca de 11 anos pela suposta prática dos crimes de tráfico de drogas, associação para o narcotráfico e associação criminosa.

O ministro Rogerio Schietti Cruz, relator do habeas corpus, considerou “manifestamente desproporcional” o tempo de prisão preventiva do acusado.

Alegando que o réu responde a outros processos criminais e que o caso dos autos envolve mais de 40 acusados, o Tribunal de Justiça de Pernambuco negou o pedido de liberdade apresentado pela Defensoria Pública de Pernambuco. Ao STJ, a defensoria reiterou que o excesso de prazo para o término da instrução do processo afronta o princípio da razoabilidade.

“Apesar de o processo ser complexo, não é razoável a manutenção da prisão cautelar do acusado, sem julgamento sequer em primeiro grau, pelo astronômico prazo de mais de 11 anos, superior ao somatório das penas mínimas previstas para cada um dos delitos imputados ao réu (que totaliza, na espécie, dez anos e quatro meses)”, disse o ministro.

Segundo o ministro, não é admissível que se utilize a situação da Covid para justificar o “exacerbado tempo decorrido para que se conclua a instrução processual”, uma vez que a prisão provisória do réu ocorreu em novembro de 2010, quase dez anos antes do início da pandemia.

“Chega a ser desrespeitosa à inteligência essa pretensa justificativa para a longa duração do processo e da prisão provisória. Além disso, o fato de o acusado ter antecedentes criminais, embora possa justificar a prisão preventiva, pelo risco de reiteração delitiva, não permite que o processo se prolongue por tempo indeterminado”, disse.

Considerando que tem sido recorrente no STJ o reconhecimento de excesso de prazo em processos criminais provenientes de Pernambuco, a Sexta Turma aprovou proposta do relator para determinar que a situação seja comunicada à Corregedoria Nacional de Justiça, para a adoção das providências cabíveis.

Mundo

Nova lei na Louisiana exige os Dez Mandamentos em escolas públicas

20.06.2024 19:54 2 minutos de leitura
Visualizar

São João no Recife 2024: Veja a programação completa

Visualizar

Marido de Cleo sofre traumatismo craniano após acidente

Visualizar

Cancelamento do Nubank: público já percebe que ataques são orquestrados

Madeleine Lacsko Visualizar

Batida frontal de trens no Chile deixa 2 mortos e vários feridos

Visualizar

Crusoé: A "profunda decepção" dos EUA com Netanyahu

Visualizar

Tags relacionadas

excesso de prazo preso STJ
< Notícia Anterior

Às vésperas das eleições, governadores dão reajustes de R$ 28 bilhões

21.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Soldados russos saqueiam; assista

21.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Gabriela Coelho

É jornalista formada pelo UniCEUB, em Brasília. Tem especialização em gestão de crise e redes sociais. Passou pelas redações do Jornal de Brasília, Globo, Revista Consultor Jurídico e CNN Brasil. Conhece o mundo do Judiciário há alguns anos, desde quando ainda era estagiária do TSE. Gosta dessa adrenalina jurídica entre pedidos e decisões. Brasiliense, cobriu as eleições nacionais de 2010, 2014 e 2018 e municipais de 2012 e 2020.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

São João no Recife 2024: Veja a programação completa

São João no Recife 2024: Veja a programação completa

20.06.2024 19:49 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Moraes arquiva inquérito sobre big techs na campanha contra PL das fake news

Moraes arquiva inquérito sobre big techs na campanha contra PL das fake news

20.06.2024 18:43 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Toffoli não descriminaliza, e julgamento sobre maconha no STF segue aberto

Toffoli não descriminaliza, e julgamento sobre maconha no STF segue aberto

20.06.2024 18:33 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Os 12 meses das queimadas do "amor" no Pantanal

Os 12 meses das queimadas do "amor" no Pantanal

20.06.2024 17:43 4 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.