STF manda SP seguir regras do Ministério da Justiça sobre câmeras corporais STF manda SP seguir regras do Ministério da Justiça sobre câmeras corporais
O Antagonista

STF manda SP seguir regras do Ministério da Justiça sobre câmeras corporais

avatar
Wesley Oliveira
3 minutos de leitura 10.06.2024 17:07 comentários
Brasil

STF manda SP seguir regras do Ministério da Justiça sobre câmeras corporais

Decisão foi proferida por Luís Roberto Barroso, relator de uma ação sobre o uso do equipamento nas operações policiais do estado

avatar
Wesley Oliveira
3 minutos de leitura 10.06.2024 17:07 comentários 0
STF manda SP seguir regras do Ministério da Justiça sobre câmeras corporais
Foto: Divulgação/GESP

O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta segunda-feira, 10, que o governo de São Paulo siga as regras estabelecidas pelo Ministério da Justiça sobre câmeras corporais na Polícia Militar. O magistrado é o relator de uma ação sobre o uso do equipamento nas operações policiais do estado.

Para o ministro, o processo licitatório do estado para a compra dos equipamentos deve seguir as diretrizes do Ministério da Justiça, de acordo com as quais o acionamento das câmeras pode ser feito de modo automático, com gravação ininterrupta, ou configurado para “responder a determinadas ações, eventos, sinais específicos ou geolocalização”.

Além disso, o processo deverá observar os critérios de armazenamento do material captado pelas câmeras corporais durante as operações. Na decisão, Barroso reforçou a importância dos equipamentos para as ações de segurança.

“Considero essencial reforçar a importância e a relevância da continuidade da política pública do uso de câmeras corporais por policiais militares, no contexto da segurança pública. Esse ponto, inclusive, me parece ser um consenso entre todas as partes envolvidas na presente ação, que abordaram as inúmeras vantagens do uso de câmeras pelos policiais, tanto em sua própria garantia como para a contenção de eventuais abusos”, afirmou o ministro.

Ao STF, o governo Tarcísio de Freitas (Republicanos) se comprometeu a implementar o uso de câmeras em operações policiais ainda em 2024. De acordo com o governo, a efetiva instalação dos equipamentos e capacitação dos operadores está prevista para setembro.

Edital publicado pela Secretaria de Segurança de SP para a aquisição de novos equipamentos previa que os próprios policiais militares decidam, a critério deles, quando ligar o equipamento, optando por gravar ou não uma ocorrência. Há a alternativa de que as câmeras sejam acionadas de forma remota por agentes do Centro de Operações da PM (Copom).

Ainda nesta segunda, a PM de São Paulo divulgou uma nova portaria com regras de utilização das câmeras corporais. O texto, que segue as diretrizes do Ministério da Justiça e Segurança, aponta que os policiais deverão usar o equipamento em todas as ações policiais, “com prioridade para o emprego de tropas equipadas com o dispositivo em operações de grande porte ou de preservação da ordem pública”.

Mundo

EUA e Coreia do Sul em alerta máximo para ameaça nuclear

16.06.2024 16:25 3 minutos de leitura
Visualizar

Amazon estaria com dificuldade de melhorar a Alexa

Visualizar

Justiça mantém presidente do Solidariedade na prisão

Visualizar

Crusoé: como Ramaphosa conseguiu se manter no poder

Visualizar

Aviação executiva tem crescimento exponencial no Brasil

Visualizar

CRICIÚMA X BAHIA: confira os horários e onde assistir ao jogo do Brasileirão

Visualizar

Tags relacionadas

câmeras corporais governo Tarcísio de Freitas Luís Roberto Barroso Polícia Militar de São Paulo Supremo Tribunal Federal
< Notícia Anterior

Luis Zubeldía e a sólida trajetória no São Paulo com 11 partidas invictas

10.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Salvador: Mulher salta de prédio em fuga de agressões

10.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wesley Oliveira

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Justiça mantém presidente do Solidariedade na prisão

Justiça mantém presidente do Solidariedade na prisão

16.06.2024 15:59 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Aviação executiva tem crescimento exponencial no Brasil

Aviação executiva tem crescimento exponencial no Brasil

16.06.2024 15:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Pelo menos 20 mil pessoas foram resgatadas no Rio Grande do Sul

Pelo menos 20 mil pessoas foram resgatadas no Rio Grande do Sul

16.06.2024 15:20 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Falta de vacinação em gestantes tem riscos sérios para bebês

Falta de vacinação em gestantes tem riscos sérios para bebês

16.06.2024 14:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.