A queda de braço sobre a CPI da Braskem no Senado A queda de braço sobre a CPI da Braskem no Senado
O Antagonista

A queda de braço sobre a CPI da Braskem no Senado

avatar
Wesley Oliveira
2 minutos de leitura 04.12.2023 16:18 comentários
Brasil

A queda de braço sobre a CPI da Braskem no Senado

O pedido de CPI para investigar a Braskem foi apresentado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), adversário político de Rodrigo Cunha em Alagoas...

avatar
Wesley Oliveira
2 minutos de leitura 04.12.2023 16:18 comentários 0
A queda de braço sobre a CPI da Braskem no Senado
Waldemir Barreto/Agência Senado

O presidente do Senado em exercício, Rodrigo Cunha (Podemos-AL), afirmou nesta segunda-feira, 4, que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Braskem “surgiu de maneira viciada”. O pedido de instalação do colegiado foi apresentado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), adversário político de Cunha em Alagoas.

De acordo com Cunha, a intenção da CPI seria buscar respostas para os questionamentos acerca de quem teria deixado de fazer seu papel e, assim, contribuído para o possível desmoronamento do solo em Maceió. Entretanto, haveria um conflito de interesses entre “investigado e investigador”.

“Começam a gerar dúvidas de quem será o investigado e de quem será o investigador. A propositura, da forma em que foi colocada, surgiu de maneira viciada. Esse, acredito, é o motivo que os líderes não deram sequência”, apontou o senador.

Como noticiamos, a crise gerada pelo afundamento do solo em Maceió virou alvo de disputa entre diversos adversários políticos de Alagoas. O pedido de CPI da Braskem já foi lido em plenário, mas até o momento, apenas o MDB indicou os integrantes para a comissão.

Entre os pontos citados por Cunha, para justificar essa crítica, estão que o filho de Renan Calheiros, o ministro dos Transportes Renan Filho, era governador de Alagoas, quando licenças ambientais foram renovadas para a empresa, além de o próprio Renan ter presidido no passado uma empresa que fazia o mesmo tipo de exploração.

“Houve uma licença ambiental sendo renovada constantemente pelo estado de Alagoas e o governador, à época, era o Renan Filho, que é senador, hoje ministro do Transporte, e filho do Renan Calheiros, que é propositor desta ação”, alegou Cunha.

Cunha está como presidente em exercício do Senado por ocupar a segunda-vice presidente. O presidente, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) e o vice, Veneziano Vital do Rego (MDB-PB), estão na Cúpula do Clima, nos Emirados Árabes em Dubai.

Mundo

Dona do "Call of Duty" é acusada de homicídio culposo por tiroteio em escola dos EUA

24.05.2024 22:26 3 minutos de leitura
Visualizar

Google revisa IA para corrigir erros bizarros

Visualizar

Inmet alerta: Junho deve ser a salvação do Rio Grande do Sul

Visualizar

Ivan Sant'anna na Crusoé: Terra de fronteira – Primeira parte

Visualizar

Boeing e NASA superam desafios e preparam 1° voo tripulado da Starliner

Visualizar

Rodolfo Borges na Crusoé: Um goleiro nunca é o bastante

Visualizar

Tags relacionadas

Alagoas Braskem Maceió Rodrigo Cunha
< Notícia Anterior

Celso Sabino diz que afundamento em Maceió não afeta pontos turísticos

04.12.2023 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Câmara restringe acesso de influencer que discutiu com Nikolas Ferreira

04.12.2023 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wesley Oliveira

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Inmet alerta: Junho deve ser a salvação do Rio Grande do Sul

Inmet alerta: Junho deve ser a salvação do Rio Grande do Sul

24.05.2024 21:37 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Facções avisam que vão vingar morte de crianças em BH

Facções avisam que vão vingar morte de crianças em BH

24.05.2024 20:58 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ministério Público vai recorrer de absolvição de Cláudio Castro

Ministério Público vai recorrer de absolvição de Cláudio Castro

24.05.2024 20:57 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Brasil ultrapassa 3 mil mortes por dengue em 2024

Brasil ultrapassa 3 mil mortes por dengue em 2024

24.05.2024 20:44 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.