Nunes Marques nega pedido para liberar presos do 8 de janeiro Nunes Marques nega pedido para liberar presos do 8 de janeiro
O Antagonista

Nunes Marques nega pedido para liberar presos do 8 de janeiro

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 06.03.2024 12:42 comentários
Brasil

Nunes Marques nega pedido para liberar presos do 8 de janeiro

O pedido apresentado a Marques era um habeas corpus com a imposição de medidas cautelares, e para que o caso fosse julgado na Justiça Federal

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 06.03.2024 12:42 comentários 0
Nunes Marques nega pedido para liberar presos do 8 de janeiro
Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

O ministro Kassio Nunes Marques (foto), indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, negou o pedido de um instituto para libertar os presos envolvidos nos ataques ocorridos em 8 de janeiro do ano passado.

O pedido apresentado a Nunes Marques era um habeas corpus solicitando a soltura dos detidos em 8 de janeiro, com a imposição de medidas cautelares, e para que o caso fosse julgado pela Justiça Federal.

Em sua decisão, o ministro rejeitou o pedido, alegando que não pode conceder habeas corpus contra uma determinação de outro membro do Supremo Tribunal Federal.

O que diz Nunes Marques?

Segundo a Folha de S. Paulo, O ministro Kassio afirmou que a jurisprudência da Suprema Corte estabelece que não se deve conhecer habeas corpus quando este é impetrado contra uma decisão de um ministro do STF ou contra um acórdão das turmas ou do plenário da corte.

Até o momento, 116 pessoas já foram condenadas pelos ataques ocorridos em 8 de janeiro, recebendo penas que variam de 3 a 17 anos de prisão. A Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentou mais de 1.400 denúncias contra os acusados dos ataques golpistas. No entanto, parte desses acusados pode se beneficiar de acordos de persecução penal, evitando assim julgamentos no STF.

Investigações

A Polícia Federal está atualmente conduzindo quatro frentes de investigação em relação aos ataques aos três poderes. Uma dessas frentes tem como objetivo identificar os possíveis autores intelectuais dos ataques, incluindo ações do ex-presidente Bolsonaro. Outra frente visa mapear os financiadores e responsáveis pela logística do acampamento e transporte dos apoiadores de Bolsonaro para Brasília.

A terceira linha de investigação da PF concentra-se nos vândalos, buscando identificar e individualizar a conduta de cada um dos envolvidos na depredação dos prédios da capital federal. Esses indivíduos já foram denunciados pela Procuradoria-Geral da República.

Por fim, a quarta linha de apuração da Polícia Federal investiga as autoridades omissas durante os eventos ocorridos em 8 de janeiro, que facilitaram a atuação dos golpistas.

Mundo

Crusoé: ambientalistas atiram tinta laranja sobre Stonehenge

19.06.2024 16:38 2 minutos de leitura
Visualizar

Caetano Veloso não possui exclusividade sobre a Tropicália

Visualizar

Danilo, da Seleção Brasileira, mira Santos ou Flamengo caso volte ao Brasil

Visualizar

Projeto que libera cassinos no Brasil avança e vai ao plenário do Senado

Wesley Oliveira Visualizar

Confira os jogadores mais valiosos da Copa América

Visualizar

Nunes chama partidos da base para apresentar seu vice

Wesley Oliveira Visualizar

Tags relacionadas

8 de janeiro habeas corpus Kassio Nunes Marqques PGR STF
< Notícia Anterior

Choquei escapa de indiciamento, mas errou

06.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Pastor do PL vai assumir Comissão da Família na Câmara

06.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Caetano Veloso não possui exclusividade sobre a Tropicália

Caetano Veloso não possui exclusividade sobre a Tropicália

19.06.2024 16:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Projeto que libera cassinos no Brasil avança e vai ao plenário do Senado

Projeto que libera cassinos no Brasil avança e vai ao plenário do Senado

Wesley Oliveira
19.06.2024 16:29 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Nunes chama partidos da base para apresentar seu vice

Nunes chama partidos da base para apresentar seu vice

Wesley Oliveira
19.06.2024 16:21 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
José de Abreu vai processar famosos por ofensas que recebeu

José de Abreu vai processar famosos por ofensas que recebeu

19.06.2024 16:15 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.