O Antagonista

Ministro de Lula indiciado pela PF se faz de vítima

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 12.06.2024 12:54 comentários
Brasil

Ministro de Lula indiciado pela PF se faz de vítima

Em nota, Juscelino Filho afirmou que o indiciamento é “uma ação política e previsível”, que parte de uma apuração “que distorceu premissas, ignorou fatos e sequer ouviu a defesa sobre o escopo do inquérito”

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 12.06.2024 12:54 comentários 0
Ministro de Lula indiciado pela PF se faz de vítima
Foto: Vinicius Loures / Câmara dos Deputados

O Ministro das Comunicações do governo Lula, Juscelino Filho (União Brasil), bateu no liquidificador a sopa de lero-lero característica de políticos descobertos em esquemas não republicanos e, seguindo o exemplo do chefe em tempos passados, emitiu a seguinte nota sobre seu indiciamento por corrupção, feito pela Polícia Federal:

“A investigação, que deveria ser um instrumento para descobrir a verdade, parece ter se desviado de seu propósito original. Em vez disso, concentrou-se em criar uma narrativa de culpabilidade perante a opinião pública, com vazamentos seletivos, sem considerar os fatos objetivos.

O indiciamento é uma ação política e previsível, que parte de uma apuração que distorceu premissas, ignorou fatos e sequer ouviu a defesa sobre o escopo do inquérito.

É importante deixar claro que não há nada, absolutamente nada, que envolve minha atuação no Ministério das Comunicações, pautada sempre pela transparência, pela ética e defesa do interesse público.

Trata-se de um inquérito que devassou a minha vida e dos meus familiares, sem encontrar nada. A investigação revira fatos antigos e que sequer são de minha responsabilidade enquanto parlamentar.

No exercício do cargo como deputado federal, apenas indiquei emendas parlamentares para custear obras. A licitação, realização e fiscalização dessas obras são de responsabilidade do Poder Executivo e dos demais órgãos competentes.

Durante o meu depoimento, o delegado responsável não fez questionamentos relevantes sobre o objeto da investigação. Além disso, o encerrou abruptamente após apenas 15 minutos, sem dar espaço para esclarecimentos ou aprofundamento.

Isso suscita dúvidas sobre sua isenção, repetindo um modus operandi que já vimos na Operação Lava-Jata e que causou danos irreparáveis a pessoas inocentes.

É importante lembrar que o indiciamento não implica em culpa. A Justiça é a única instância competente para julgar, e confio plenamente na imparcialidade do Poder Judiciário. Minha inocência será comprovada ao final desse processo, e espero que o amplo direito de defesa e a presunção de inocência sejam respeitados.”

O Antagonista resume o lero-lero dos políticos patrimonialistas adotado por Juscelino:

“narrativa de culpabilidade”,
“vazamentos seletivos”,
“ação política”,
“fatos antigos”,
“dúvidas sobre isenção”,
“modus operandi Lava Jato”,
“danos irreparáveis a inocentes”,
“confio na imparcialidade do Judiciário”,
“inocência será comprovada”,
“atuação ética”.

O indiciamento do ministro de Lula

A Polícia Federal indiciou o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Ele foi investigado pelo desvio de emendas parlamentares, no período em que atuava como deputado federal, para a pavimentação das ruas de Vitorino Freire, no interior do Maranhão, cidade comandada por sua irmã Luanna Rezende.

Segundo a Folha de S.Paulo, o indiciamento é baseado em um relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) sobre uma das obras ter beneficiado propriedades da família do ministro.

O documento aponta que a pavimentação de 80% de uma estrada financiada com emendas parlamentares de Juscelino beneficiaria apenas o ministro das Comunicações do governo Lula (PT) e seus familiares.

A CGU também afirma que o trecho entre as propriedades da família do ministro beneficiado com a pavimentação já havia sido favorecido por uma obra de 2,5 milhões de reais em 2017.

Mais Lidas

1

Bruninho Samudio, filho de Bruno e Eliza, assina com o Botafogo

Visualizar notícia
2

Atirador avisou: "13 de julho será minha estreia"

Visualizar notícia
3

Governo Lula faz as contas para reduzir rombo

Visualizar notícia
4

"Israel deve focar em túneis e quebrar espinha dorsal do Hamas"

Visualizar notícia
5

Em discurso emocional, JD Vance defende trabalhadores americanos

Visualizar notícia
6

Segundo 7 de Setembro de Lula poderá custar até R$ 7,4 milhões

Visualizar notícia
7

Conheça a praia eleita a Joia do Sudeste

Visualizar notícia
8

Receita intercepta carga de cocaína avaliada em R$ 90 milhões

Visualizar notícia
9

Bolsonaro e Ramagem, juntos pela Prefeitura do Rio de Janeiro

Visualizar notícia
10

Flávio Bolsonaro muda PEC das praias após tsunami de críticas

Visualizar notícia

Tags relacionadas

corrupção Juscelino Filho Ministério das Comunicações
< Notícia Anterior

Lenda da NBA: Jerry West morre aos 86 anos

12.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Zenit aceita negociar Claudinho com o Flamengo

12.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Porto Velho é considerada a pior capital do Brasil de acordo com índice IPS

Porto Velho é considerada a pior capital do Brasil de acordo com índice IPS

18.07.2024 10:17 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Leia na íntegra a nova versão da PEC das praias

Leia na íntegra a nova versão da PEC das praias

18.07.2024 10:15 5 minutos de leitura
Visualizar notícia
Nova CFMOTO 675 SR-R é a ascensão das motos esportivas econômicas

Nova CFMOTO 675 SR-R é a ascensão das motos esportivas econômicas

18.07.2024 10:04 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Justiça reduz pena de acusado pela morte de cinegrafista

Justiça reduz pena de acusado pela morte de cinegrafista

18.07.2024 09:52 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.