Milton Ribeiro: Bolsonaro não pediu atendimento preferencial a ninguém Milton Ribeiro: Bolsonaro não pediu atendimento preferencial a ninguém
O Antagonista

Milton Ribeiro: Bolsonaro não pediu atendimento preferencial a ninguém

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 22.03.2022 16:22 comentários
Brasil

Milton Ribeiro: Bolsonaro não pediu atendimento preferencial a ninguém

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, negou há pouco, por meio de nota oficial, que tenha facilitado acesso a recursos da pasta após eventuais pedidos do presidente Jair Bolsonaro. Como registramos mais cedo, áudios obtidos pela Folha de S.Paulo...

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 22.03.2022 16:22 comentários 0
Milton Ribeiro: Bolsonaro não pediu atendimento preferencial a ninguém
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, negou há pouco, por meio de nota oficial, que tenha facilitado acesso a recursos da pasta após eventuais pedidos do presidente Jair Bolsonaro.

Como registramos mais cedo, áudios obtidos pela Folha de S.Paulo revelam como o governo Bolsonaro dá prioridade a prefeituras em que pedidos de liberação de verba são negociados por pastores.

O próprio ministro da Educação deixa isso claro em uma das gravações ao afirmar a um dos prefeitos em reunião no Ministério da Educação que o encontro “foi um pedido especial que o presidente da República fez para mim sobre a questão do [pastor] Gilmar”.

“Diferentemente do que foi veiculado, a alocação de recursos federais ocorre seguindo a legislação orçamentária, bem como os critérios técnicos do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE). Não há nenhuma possibilidade de o ministro determinar alocação de recursos para favorecer ou desfavorecer qualquer município ou estado”, disse o ministro.

“Registro ainda que o Presidente da República não pediu atendimento preferencial a ninguém, solicitou apenas que pudesse receber todos que nos procurassem, inclusive as pessoas citadas na reportagem. Da mesma forma, recebo pleitos intermediados por parlamentares, governadores, prefeitos, universidades, associações públicas e privadas. Todos os pedidos são encaminhados para avaliação das respectivas áreas técnicas, de acordo com legislação e baseada nos princípios da legalidade e impessoalidade”, acrescentou.

Após a revelação da Folha, deputados estão pressionando o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), a convocar o ministro a prestar esclarecimentos. Ele também foi alvo de duas queixa-crime na Procuradoria-Geral da República por suposta prática de ato de improbidade administrativa e crime de tráfico de influência.

Leia na íntegra a manifestação do ministro da Educação:

Diferentemente do que foi veiculado, a alocação de recursos federais ocorre seguindo a legislação orçamentária, bem como os critérios técnicos do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Não há nenhuma possibilidade de o ministro determinar alocação de recursos para favorecer ou desfavorecer qualquer município ou estado.

Registro ainda que o Presidente da República não pediu atendimento preferencial a ninguém, solicitou apenas que pudesse receber todos que nos procurassem, inclusive as pessoas citadas na reportagem. Da mesma forma, recebo pleitos intermediados por parlamentares, governadores, prefeitos, universidades, associações públicas e privadas. Todos os pedidos são encaminhados para avaliação das respectivas áreas técnicas, de acordo com legislação e baseada nos princípios da legalidade e impessoalidade.

Desde fevereiro de 2021, foram atendidos in loco 1.837 municípios em todas as regiões do País, em reuniões eminentemente técnicas organizadas por parlamentares e gestores locais, registradas na agenda pública do Ministério, estabelecendo relação direta entre o MEC e os entes federados. Os atendimentos técnicos, conduzidos por servidores da autarquia, permitem esclarecimento dos procedimentos para planejamento e acesso aos recursos disponibilizados via FNDE, por meio do Plano de Ações Articuladas (PAR 4).

Seguindo os princípios de transparência, integridade e governança, obedecendo orientação dos Órgãos de Controle Federais (CGU e TCU), esta gestão apresentou o Painel de Investimentos, buscando o aperfeiçoamento da gestão dos recursos públicos, pois muitos prefeitos ainda desconhecem sua carteira de projetos e quais recursos estão disponíveis em suas contas. O Painel está disponível a qualquer cidadão que deseja acompanhar os recursos de seu município.

Independente de minha formação religiosa, que é de conhecimento de todos, reafirmo meu compromisso com a laicidade do Estado, compromisso esse firmado por ocasião do meu discurso de posse à frente do Ministério da Educação. Ressalto que não há qualquer hipótese e nenhuma previsão orçamentária que possibilite a alocação de recursos para igrejas de qualquer denominação religiosa.

Por fim, reafirmo o meu compromisso republicano de exercer as atribuições desta Pasta em prol do Interesse Público e do futuro da Educação do Brasil.

Milton Ribeiro

Brasil

Concurso Câmara de Palmares: salários de até R$ 3.2 mil

16.06.2024 11:37 3 minutos de leitura
Visualizar

Vale-Gás: o segredo para o alívio imediato da sua conta

Visualizar

O enigma do encolhimento das baleias-cinzentas

Visualizar

Policia investiga se Serginho Chulapa teria agredido a esposa

Visualizar

MEC prorroga inscrições do Enem 2024 para gaúchos

Visualizar

Novidades no concurso do COREN PR: se inscreva até 24 de junho

Visualizar

Tags relacionadas

MEC Milton Ribeiro
< Notícia Anterior

MPF pede que Justiça condene Bolsonaro e Wal do Açaí por improbidade

22.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Políticos acionam PGR contra ministro da Educação

22.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

O Antagonista é um dos principais sites jornalísticos de informação e análise sobre política do Brasil. Sua equipe é composta por jornalistas profissionais, empenhados na divulgação de fatos de interesse público devidamente verificados e no combate às fake news.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Concurso Câmara de Palmares: salários de até R$ 3.2 mil

Concurso Câmara de Palmares: salários de até R$ 3.2 mil

16.06.2024 11:37 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Vale-Gás: o segredo para o alívio imediato da sua conta

Vale-Gás: o segredo para o alívio imediato da sua conta

16.06.2024 11:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
MEC prorroga inscrições do Enem 2024 para gaúchos

MEC prorroga inscrições do Enem 2024 para gaúchos

16.06.2024 11:04 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Novidades no concurso do COREN PR: se inscreva até 24 de junho

Novidades no concurso do COREN PR: se inscreva até 24 de junho

16.06.2024 11:04 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.