video destaque
06.07.2024

Latitude#85: Le Pen ainda não ganhou

Eleição na França ainda não acabou; menos de 15% dos assentos em disputa foram definidos; com o restante em disputa neste domingo, 7 de julho

A França está no meio de eleições legislativas inéditas na história recente do país.

No primeiro turno, no domingo passado, 30 de junho, o país registrou pela primeira vez uma preferência do eleitorado pelo partido de direita populista Rassemblement National, “Reagrupamento Nacional” em português.

A legenda liderada pela deputada Marine Le Pen recebeu 33% dos votos, enquanto a principal coalizão da esquerda saiu em segundo, com 28%

O partido de centro do presidente da França, Emmanuel Macron, ficou num decepcionante terceiro lugar, com 21% dos votos.

Entretanto, a eleição ainda não acabou. Menos de 15% dos assentos em disputa foram definidos.

O restante dependerá do segundo turno, que ocorre neste domingo, 7 de julho.

As eleições para a Assembleia Nacional, equivalente à Câmara dos Deputados na França, são realizadas a nível distrital, com um deputado representando cada distrito, como nos Estados Unidos.

A diferença é que, se nenhum candidato recebe mais de 50% dos votos no distrito, a eleição vai para um segundo turno entre os dois ou três mais votados.

De um total de 577 assentos na Assembleia Nacional, o Rassemblement National garantiu 38 no primeiro turno; a esquerda, 32; e Macron, apenas dois.

O episódio do podcast Latitude deste sábado, 22 de junho, analisa a situação entre turnos da eleição na França em entrevista com o professor de relações internacionais Leandro Gabiati, do Ibmec de Brasília.

“Ainda temos um cenário bastante fragmentado, a diferença do Brasil onde há uma polarização bastante clara e definida entre a esquerda e a direita”, diz Gabiati.

O professor também discute a ascensão de Le Pen a partir de movimentação ao centro, em um processo chamado pelos franceses de “desdiabolização“.

Gabiati ainda comenta a decadência política de Macron na França e a dificuldade para uma aliança entre o presidente e a esquerda contra Le Pen.

O Latitude é um podcast semanal sobre os principais fatos da política internacional e da diplomacia brasileira que vai ao ar todos os sábados, às 18 horas.

O conteúdo integral do programa é exclusivo para assinantes de O Antagonista e da revista Crusoé, que poderão assisti-lo no YouTube.

LATITUDE, UM PODCAST PARA SITUAR VOCÊ NO MUNDO

Assista ao Latitude completo abaixo:

video destaque

Latitude#85: Le Pen ainda não ganhou

Eleição na França ainda não acabou; menos de 15% dos assentos em disputa foram definidos; com o restante em disputa neste domingo, 7 de julho

A França está no meio de eleições legislativas inéditas na história recente do país.

No primeiro turno, no domingo passado, 30 de junho, o país registrou pela primeira vez uma preferência do eleitorado pelo partido de direita populista Rassemblement National, “Reagrupamento Nacional” em português.

A legenda liderada pela deputada Marine Le Pen recebeu 33% dos votos, enquanto a principal coalizão da esquerda saiu em segundo, com 28%

O partido de centro do presidente da França, Emmanuel Macron, ficou num decepcionante terceiro lugar, com 21% dos votos.

Entretanto, a eleição ainda não acabou. Menos de 15% dos assentos em disputa foram definidos.

O restante dependerá do segundo turno, que ocorre neste domingo, 7 de julho.

As eleições para a Assembleia Nacional, equivalente à Câmara dos Deputados na França, são realizadas a nível distrital, com um deputado representando cada distrito, como nos Estados Unidos.

A diferença é que, se nenhum candidato recebe mais de 50% dos votos no distrito, a eleição vai para um segundo turno entre os dois ou três mais votados.

De um total de 577 assentos na Assembleia Nacional, o Rassemblement National garantiu 38 no primeiro turno; a esquerda, 32; e Macron, apenas dois.

O episódio do podcast Latitude deste sábado, 22 de junho, analisa a situação entre turnos da eleição na França em entrevista com o professor de relações internacionais Leandro Gabiati, do Ibmec de Brasília.

“Ainda temos um cenário bastante fragmentado, a diferença do Brasil onde há uma polarização bastante clara e definida entre a esquerda e a direita”, diz Gabiati.

O professor também discute a ascensão de Le Pen a partir de movimentação ao centro, em um processo chamado pelos franceses de “desdiabolização“.

Gabiati ainda comenta a decadência política de Macron na França e a dificuldade para uma aliança entre o presidente e a esquerda contra Le Pen.

O Latitude é um podcast semanal sobre os principais fatos da política internacional e da diplomacia brasileira que vai ao ar todos os sábados, às 18 horas.

O conteúdo integral do programa é exclusivo para assinantes de O Antagonista e da revista Crusoé, que poderão assisti-lo no YouTube.

LATITUDE, UM PODCAST PARA SITUAR VOCÊ NO MUNDO

Assista ao Latitude completo abaixo:

Mais lidas

Filmes novos vs filmes antigos 

José Inácio Pilar
Imagem Item
Visualizar notícia

Celso Amorim toma invertidas, nos EUA, ao relativizar ditaduras

Felipe Moura Brasil
Imagem Item
Visualizar notícia

Que tal taxar os memes de Haddad?

Rodolfo Borges
Imagem Item
Visualizar notícia

Michelle Bolsonaro aciona STF contra Gleisi Hoffmann

Imagem Item
Visualizar notícia

Israel bombardeia porto no Iêmen após ataque em Tel Aviv

Imagem Item
Visualizar notícia

Playlists

Antagonista Docs

Antagonista Meeting

Entrevistas

Ilha de Cultura

Latitude

Meio-Dia em Brasília

Narrativas Antagonista com Madeleine Lackso

Papo Antagonista com Felipe Moura Brasil

Ver mais playlists

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.