O Antagonista

Explode o número de refugiados no Brasil, com venezuelanos e cubanos

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 13.06.2024 13:02 comentários
Brasil

Explode o número de refugiados no Brasil, com venezuelanos e cubanos

A maioria dos refugiados é de países ditatoriais. 97,5% são migrantes vindos da Venezuela, enquanto 1,2% são cubanos

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 13.06.2024 13:02 comentários 0
Explode o número de refugiados no Brasil, com venezuelanos e cubanos
Foto: Fabio Pozzebom/Agência Brasil

No ano passado, o governo brasileiro reconheceu 77.193 novas pessoas como refugiadas, de acordo com dados divulgados pelo Observatório das Migrações Internacionais (OBMigra), vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). Deste total, 97,5% eram migrantes vindos da Venezuela, enquanto 1,2% eram cubanos.

O relatório do OBMigra revelou que, até 2023, o número de pessoas refugiadas no Brasil chegou a pelo menos 143.033, representando um aumento de 117,2% em comparação com o ano anterior.

Em relação ao gênero, os homens correspondem a 51,7% do total de refugiados reconhecidos pelo Brasil, enquanto as mulheres representam 47,6%.

Faixa etária dos refugiados

Quanto à faixa etária, 44,3% das pessoas que tiveram seu refúgio reconhecido eram crianças, adolescentes e jovens com até 18 anos de idade. Tanto os homens (35,4%) quanto as mulheres (37,2%) estavam concentrados na faixa etária inferior a 15 anos.

Refugiados são pessoas que deixam seus países de origem de forma forçada, com o retorno representando risco para sua integridade física. O refúgio é uma proteção legal internacional oferecida para casos de perseguição por motivos de raça, religião, nacionalidade ou opiniões políticas. Além disso, também é oferecido a pessoas provenientes de países com graves violações dos direitos humanos.

Historicamente, o Brasil tem recebido um número crescente de pedidos de refúgio. Em 2023, foram registradas 58.628 solicitações de abrigo, um aumento de 8.273 solicitações em relação a 2022.

Solicitações de refúgio

De acordo com o OBMigra, no período entre 2011 e 2013, foram feitos 406.695 pedidos de refúgio para o Brasil. Em 2023, o Conare, órgão do Ministério da Justiça e Segurança Pública responsável por deliberar sobre refugiados, analisou 138.359 pedidos.

A região Norte foi a que registrou o maior número de solicitações, representando 72% do total, seguida pelas regiões Sudeste (8,9%), Sul (6,4%) e Centro-Oeste (1,7%).

Os estados que receberam o maior número de pedidos foram Roraima (71.198), Amazonas (19.663) e Acre (6.565). Em São Paulo, os solicitantes de reconhecimento como refugiados são principalmente da Venezuela (2.137), Angola (1.950), Afeganistão (873), China (863) e Bangladesh (647), revelando uma diversidade de origens além das observadas na região Norte do país.

Pessoas de 150 países solicitaram refúgio no Brasil

Na quarta-feira, 12, aproximadamente 300 pessoas aguardavam no Aeroporto Internacional de São Paulo para solicitar refúgio.

O Brasil recebeu pedidos de refúgio de cidadãos de 150 países diferentes. Os venezuelanos representaram 50,3% dos pedidos (29.467), seguidos pelos cubanos com 19,6% (11.479) e angolanos com 6,7% (11.479). Os países que mais solicitaram abrigo foram Venezuela, Cuba, Angola, Vietnã e Colômbia.

Ao analisar o gênero, os homens foram responsáveis pela maioria dos pedidos de refúgio ao governo brasileiro em 2023, correspondendo a 58,5% do total (34.281), enquanto as mulheres representaram 41,5% (24.319).

Mais Lidas

1

"O melhor antídoto para a ideologia 'woke' é conhecer a verdade"

Visualizar notícia
2

Lula aplaudirá banho de sangue prometido por Maduro, diz Mourão

Visualizar notícia
3

Crusoé: Os crimes da areia

Visualizar notícia
4

Israel intercepta míssil lançado pelos Houthis no Iêmen

Visualizar notícia
5

Bolsonaro teve 6 encontros com suposto informante da Receita

Visualizar notícia
6

Correspondentes estrangeiros condenam ameaças de Maduro

Visualizar notícia
7

Crescem indícios de que chefe militar do Hamas foi morto, dizem FDI

Visualizar notícia
8

Jerônimo Teixeira na Crusoé: Impressões sobre um atentado

Visualizar notícia
9

Campanha de Trump já se prepara para Kamala Harris

Visualizar notícia
10

Crusoé: os nanicos também debatem nos EUA

Visualizar notícia

Tags relacionadas

Cuba ditadura Ministério da Justiça e Segurança Pública Nicolás Maduro refugiados refugiados venezuelanos Venezuela
< Notícia Anterior

Saques do Abono Salarial PIS/Pasep começam em junho

13.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Roubo massivo em escola deixa prejuízo de R$ 350 Mil

13.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Lulopetismo faz do Brasil um anão diplomático cada vez menor

Lulopetismo faz do Brasil um anão diplomático cada vez menor

Ricardo Kertzman
21.07.2024 12:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Eleições em BH: Quanto pesa a influência de Bolsonaro, Lula, Zema, Aécio e Kalil

Eleições em BH: Quanto pesa a influência de Bolsonaro, Lula, Zema, Aécio e Kalil

Ricardo Kertzman
21.07.2024 12:26 5 minutos de leitura
Visualizar notícia
CLT Premium: o que significa esse termo viral?

CLT Premium: o que significa esse termo viral?

21.07.2024 12:25 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Crianças são flagradas sendo aviãozinho de drogas no DF

Crianças são flagradas sendo aviãozinho de drogas no DF

21.07.2024 12:13 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.