O Antagonista

Deputado quer impor limites ao Judiciário em reforma do Código Penal

avatar
Wilson Lima
2 minutos de leitura 06.02.2024 08:33 comentários
Brasil

Deputado quer impor limites ao Judiciário em reforma do Código Penal

O novo código penal foi apresentado ainda pelo ex-presidente da República e do Senado José Sarney

avatar
Wilson Lima
2 minutos de leitura 06.02.2024 08:33 comentários 1
Deputado quer impor limites ao Judiciário em reforma do Código Penal
Relator LDO 2024, deputado Danilo Forte - Foto: Bruno Spada/Câmara dos Deputados

O deputado federal Danilo Forte (União-CE) quer aproveitar a tramitação do projeto de lei que cria o novo Código Penal para estabelecer limites ao Poder Judiciário. Essas vedações abrangeriam tanto juízes de primeira e segunda instância quanto magistrados de Cortes Superiores, como STJ e STF.

Esse novo código penal foi apresentado ainda pelo ex-presidente da República e do Senado José Sarney. Desde então, tem tramitação conjunta entre Câmara e Senado.

Em dezembro do ano passado, o deputado federal Thiago Flores (MDB-RO) solicitou a criação de uma comissão especial para tratar do tema. Forte também é a favor de uma ampla discussão por meio de um colegiado, que também reúna integrantes do Poder Judiciário e não somente integrantes do Legislativo.

As limitações a juízes ainda estão sob análise do parlamentar, mas a ideia é aproveitar a discussão em torno dos recentes abusos do Poder Judiciário para estabelecer uma espécie de muro de contenção em determinadas decisões – principalmente as monocráticas. Além disso, há a visão de que se essa discussão for comandada pelo Centrão ela será mais pragmática e despida de questões ideológicas.

Na semana passada, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), recebeu líderes da oposição ao governo Lula em que eles cobraram uma atitude mais enérgica da Câmara frente aos abusos do Supremo Tribunal Federal. Nesta segunda-feira, 5, durante a retomada dos trabalhos do Poder Legislativo, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), também deu duros recados ao Judiciário e sinalizou que pautas anti-STF devem avançar em 2024.

“Combateremos privilégios e discutiremos temas muito relevantes, como decisões judiciais monocráticas, mandatos de Ministros do Supremo Tribunal Federal e reestruturação de carreiras jurídicas, considerando as especificidades e a dedicação exclusiva inerentes ao Poder Judiciário”, disse Pacheco. 

Ainda no ano passado, senadores aprovaram uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita decisões monocráticas dos ministros da Corte. O projeto, no entanto, está parado na Câmara.

Esportes

Alexandre Pato fala sobre os bastidores da sua saída do São Paulo

28.02.2024 23:00 2 minutos de leitura
Visualizar

Estátua de Daniel Alves é vandalizada em Juazeiro, sua cidade natal

Visualizar

A "epidemia geral" de Barroso

Visualizar

Flamengo considera vender Gabigol para lucrar com o atacante

Visualizar

Lula continua a ecoar o Hamas: “Genocídio”

Visualizar

Atacante Yuri Alberto visita crianças com câncer no GACC

Visualizar

< Notícia Anterior

Ilhas disputadas: Patrulhas conflitantes de China e Japão aumentam tensão no Mar da China Oriental

06.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Suspeita de feminicídio em Itupeva: Marido é detido após morte misteriosa da esposa

06.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wilson Lima

Wilson Lima é jornalista formado pela Universidade Federal do Maranhão. Trabalhou em veículos como Agência Estado, Portal iG, Congresso em Foco, Gazeta do Povo e IstoÉ. Acompanha o poder em Brasília desde 2012, tendo participado das coberturas do julgamento do mensalão, da operação Lava Jato e do impeachment de Dilma Rousseff. Em 2019, revelou a compra de lagostas por ministros do STF.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (1)

AEC

2024-02-06 10:54:00

Não acredito muito que alguma coisa seja feita...


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

A "epidemia geral" de Barroso

A "epidemia geral" de Barroso

28.02.2024 21:15 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lula continua a ecoar o Hamas: “Genocídio”

Lula continua a ecoar o Hamas: “Genocídio”

28.02.2024 20:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Shows de arrecadação eleitoral com artistas, determina TSE

Shows de arrecadação eleitoral com artistas, determina TSE

28.02.2024 20:16 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
STF vai decidir futuro da Uber no Brasil

STF vai decidir futuro da Uber no Brasil

28.02.2024 19:52 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.