Crusoé: O grupo terrorista que aparece no protesto "pró-Palestina" da USP Crusoé: O grupo terrorista que aparece no protesto "pró-Palestina" da USP
O Antagonista

Crusoé: O grupo terrorista que aparece no protesto “pró-Palestina” da USP

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 08.05.2024 20:11 comentários
Brasil

Crusoé: O grupo terrorista que aparece no protesto “pró-Palestina” da USP

Grupo é vinculado à Frente Popular pela Libertação da Palestina (FPLP), organização reconhecida como terrorista por Estados Unidos, Japão, Canadá, Reino Unido e Israel

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 08.05.2024 20:11 comentários 0
Crusoé: O grupo terrorista que aparece no protesto “pró-Palestina” da USP
Foto: Reprodução

No acampamento antissemita e “pró-Palestina” erguido no Departamento de História e Geografia da Universidade de São Paulo, USP, vídeos mostravam faixas com a palavra “Samidoun” (foto).

Nesta terça, 8, a ONG StandWithUs publicou um documento denunciando a participação da Samidoun no protesto.

A rede Samidoun, que apoia a ocupação dos estudantes, é um grupo promovido por membros da Frente Popular pela Libertação da Palestina (FPLP), organização reconhecida como terrorista por países como Estados Unidos, Japão, Canadá, Reino Unido e Israel“, diz um relatório da StandWithUs.

A FPLP promove a destruição de Israel mas, ao contrário do Hamas, não é um grupo religioso.

O que é a rede Samidoun?

A Samidoun foi fundada no Canadá em 2011, por membros da FPLP, e se autodenomina como uma rede internacional de organizadores e ativistas em solidariedade aos presos palestinos.

A organização promove eventos que enaltecem terroristas, principalmente membros da Jihad Islâmica Palestina e da FPLP.

Leila Khaled, presa pelo sequestro de dois aviões nos anos de 1969 e 1970, foi uma das pessoas que praticaram terrorismo e que marcaram presença em eventos realizados pelo grupo“, diz a StandWithUs.

Leia mais aqui; assine Crusoé e apoie o jornalismo independente.

Brasil

200 placas de bronze são furtadas de cemitério em Paiçandu, Paraná

20.05.2024 13:14 2 minutos de leitura
Visualizar

Exército recua e reduz acesso de PMs a armas de uso restrito

Visualizar

Apple é forçada a reduzir preços na China para confrontar Huawei

Visualizar

Presidente do Corinthians viaja a Europa para vender Wesley

Visualizar

Maduro fecha hotéis que recebem Corina Machado e aliados

Visualizar

Jorge Jesus se aproxima de renovação com o Al-Hilal

Visualizar

Tags relacionadas

Crusoé Israel Palestina Samidoun Terrorismo USP
< Notícia Anterior

Concurso Caixa 2024: Pedido de adiamento por inundações no RS

08.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Operação antiterrorismo detém três na Inglaterra

08.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

200 placas de bronze são furtadas de cemitério em Paiçandu, Paraná

200 placas de bronze são furtadas de cemitério em Paiçandu, Paraná

20.05.2024 13:14 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Exército recua e reduz acesso de PMs a armas de uso restrito

Exército recua e reduz acesso de PMs a armas de uso restrito

20.05.2024 13:05 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Mais de 920 pessoas deixam suas casas após chuvas em SC

Mais de 920 pessoas deixam suas casas após chuvas em SC

20.05.2024 12:18 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Capotamento na Dutra revela carga de maconha e motorista foge do hospital

Capotamento na Dutra revela carga de maconha e motorista foge do hospital

20.05.2024 12:09 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.