Crusoé: o desabafo da meteorologia Crusoé: o desabafo da meteorologia
O Antagonista

Crusoé: o desabafo da meteorologia

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 09.05.2024 11:46 comentários
Brasil

Crusoé: o desabafo da meteorologia

Instituto que previu tempestades e alagamentos no Rio Grande do Sul diz que não gostaria de dar as notícias que dá - e que todos os seus funcionários perderam as casas

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 09.05.2024 11:46 comentários 0
Crusoé: o desabafo da meteorologia
Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

O instituto de meteorologia MetSul, que tem apontado a piora das condições climáticas no Rio Grande do Sul nos últimos anos, fez um relato tocante na noite desta quinta-feira, 8, a respeito dos alagamentos que atingem quase todo o estado. Todos os funcionários da empresa, responsável por prever as situações apocalípticas vista no estado, perderam suas casas pela própria tempestade.

“Todos os nossos estão fora de casa. Cem por cento da empresa. Pior, alguns dos nossos perderam seus lares por completo e não poderão viver por meses onde criavam seus filhos até a semana passada”, escreveu o MetSul, em suas redes sociais. Vocês acham que nos compadece prever mais chuva ou enchente? Prever mais desastre que toca a nós e aos nossos familiares? “

“Saibam que todas estas previsões que temos divulgado, que quase só trazem más ou péssimas notícias nestes dias, temos escrito com profundo enojo. Exclusivamente por dever de ofício e profissionalismo. Nada mais”, continua a mensagem.

Com a possibilidade de novas tempestades no final da semana, o instituto aponta que será um processo penoso de recuperação ao estado. “Não será nesta semana ou na próxima que vamos retomar um mínimo de normalidade”, concluem.

As tempestades que atingem o Rio Grande do Sul desde a semana passada, causando a cheia de diversas bacias hidrográficas pelo estado, levaram a uma cheia histórica que deixou embaixo d’água mais de 300 municípios gaúchos, incluindo a capital Porto Alegre. Até o momento, foram confirmadas 107 mortes. Há ainda 136 desaparecidos e 374 feridos pelo evento climático extremo.

O risco se mantém, segundo o MetSul. Na capital, o nível do Guaíba está em 5,03 m, com atual tendência de queda – o nível de transbordo, no entanto, é de 3 metros, podendo levar até o final do mês para que a cidade volte ao nível normal. No sul do estado, o alerta para alta da Lagoa dos Patos está mantido.

Leia mais aqui; assine Crusoé e apoie o jornalismo independente.

Brasil

Um ministério para Rodrigo Pacheco?

Wilson Lima
23.05.2024 16:10 2 minutos de leitura
Visualizar

Bairro volta a alagar após fortes chuvas em Porto Alegre

Visualizar

STJ começa a julgar luta entre bancos e poupadores

Visualizar

Chuvas fazem Porto Alegre suspender aulas novamente

Visualizar

TSE libera distribuição de santinhos em feiras; mas se não causar poluição visual

Visualizar

TSE multa bolsonaristas por associarem Lula ao satanismo

Visualizar

Tags relacionadas

Chuvas no Rio Grande do Sul Crusoé Meteorologia Metsul
< Notícia Anterior

Crise no RS: governo antecipa benefícios sociais e restituição do IR

09.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Hospital dos EUA sofre ataque hacker e interrompe operações clínicas

09.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Um ministério para Rodrigo Pacheco?

Um ministério para Rodrigo Pacheco?

Wilson Lima
23.05.2024 16:10 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Bairro volta a alagar após fortes chuvas em Porto Alegre

Bairro volta a alagar após fortes chuvas em Porto Alegre

23.05.2024 15:44 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Chuvas fazem Porto Alegre suspender aulas novamente

Chuvas fazem Porto Alegre suspender aulas novamente

23.05.2024 15:35 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
TSE libera distribuição de santinhos em feiras; mas se não causar poluição visual

TSE libera distribuição de santinhos em feiras; mas se não causar poluição visual

23.05.2024 15:34 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.