O Antagonista

“Clara perseguição política à família Bolsonaro”, diz Feliciano, sobre operação da PF

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 29.01.2024 14:57 comentários
Brasil

“Clara perseguição política à família Bolsonaro”, diz Feliciano, sobre operação da PF

O deputado federal Marco Feliciano foi às redes sociais criticar a operação da PF contra Carlos Bolsonaro

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 29.01.2024 14:57 comentários 0
“Clara perseguição política à família Bolsonaro”, diz Feliciano, sobre operação da PF
Bruno Spada/Câmara dos Deputados

O deputado federal Marco Feliciano (PL-SP) foi às redes sociais criticar a operação da PF desencadeada nesta segunda-feira, 29, que mirou o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do ex-presidente Jair Bolsonaro.

“É no mínimo estranho que após a família Bolsonaro ter feito uma live com meio milhão de visualizações em tempo real, a PF brasileira vem dar busca e apreensão no mesmo lugar contra o vereador Carlos Bolsonaro. Eles buscam uma coisa para tentar achar uma outra coisa. Eles querem enganar a quem?”, disse o parlamentar.

“Isso demonstra uma clara perseguição política à família Bolsonaro. O fim disso serão máscaras caídas e as inocências provadas. Aí só restaram os pedidos formais de desculpas”, acrescentou.

Como foi a operação da PF?

Como mostramos mais cedo, o vereador Carlos Bolsonaro foi alvo de uma operação da PF que investiga o uso político de instrumentos da Abin (Agência Brasileira de Inteligência). A ação desta segunda-feira, 29, é um desdobramento da operação Vigilância Aproximada, desencadeada na semana passada e que mirou o deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ).

Carlos Bolsonaro, mais conhecido como Carluxo, é investigado por ter supostamente sido beneficiado das informações produzidas pela chamada “Abin paralela”. Segundo a PF, o ex-diretor-geral da Abin utilizou o software First Mile para monitorar aproximadamente 1,5 mil pessoas. Todas de forma ilegal.

Os crimes investigados

“Nesta nova etapa, a Polícia Federal busca avançar no núcleo político, identificando os principais destinatários e beneficiários das informações produzidas ilegalmente no âmbito da Abin, por meio de ações clandestinas. Nessas ações eram utilizadas técnicas de investigação próprias das polícias judiciárias, sem, contudo, qualquer controle judicial ou do Ministério Público”, informou a PF em nota oficial.

A nota diz ainda que “os investigados podem responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de invasão de dispositivo informático alheio, organização criminosa e interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemática sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei”.

Esportes

Corinthians é eliminado do Paulistão após vitória da Inter de Limeira

02.03.2024 23:06 2 minutos de leitura
Visualizar

Navalny: o sopro de liberdade que desafia Putin

Catarina Rochamonte Visualizar

Confira os adversários de Grêmio e Inter nas quartas de final do Gauchão

Visualizar

Augusto Melo confirma que dívida do Corinthians com Rojas é de R$ 8 milhões

Visualizar

Casal preso por vaquinha online falsa para criança com câncer no RJ

Visualizar

Turista brasileira sofre estupro coletivo na Índia

Visualizar

Tags relacionadas

Carlos Bolsonaro delação PF Marco Feliciano
< Notícia Anterior

Plano de 'Abin paralela' foi revelado por Bebianno em 2020

29.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

"Estão pescando em piscina", diz Bolsonaro

29.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Casal preso por vaquinha online falsa para criança com câncer no RJ

Casal preso por vaquinha online falsa para criança com câncer no RJ

02.03.2024 21:41 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Influencer é preso por aplicar golpe de criptomoedas

Influencer é preso por aplicar golpe de criptomoedas

02.03.2024 21:30 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Projeto de lei quer Uber com no máximo 12 horas de trabalho

Projeto de lei quer Uber com no máximo 12 horas de trabalho

02.03.2024 21:09 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
“No escuro”, defesa de Bolsonaro reclama de constrangimento

“No escuro”, defesa de Bolsonaro reclama de constrangimento

02.03.2024 19:56 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.