Brasil é "a maior lavanderia de dinheiro do mundo", diz doleiro Vinícius Claret Brasil é "a maior lavanderia de dinheiro do mundo", diz doleiro Vinícius Claret
O Antagonista

Brasil é “a maior lavanderia de dinheiro do mundo”, diz doleiro Vinícius Claret

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 20.10.2020 13:06 comentários
Brasil

Brasil é “a maior lavanderia de dinheiro do mundo”, diz doleiro Vinícius Claret

Na opinião do doleiro Vinícius Claret, o Brasil é "a maior lavanderia de dinheiro do mundo". Segundo ele, falta fiscalização da Receita Federal e do Banco Central e é necessária uma lei para proibir o pagamento de boletos por terceiros...

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 20.10.2020 13:06 comentários 0
Brasil é “a maior lavanderia de dinheiro do mundo”, diz doleiro Vinícius Claret
Reprodução

Na opinião do doleiro Vinícius Claret, o Brasil é “a maior lavanderia de dinheiro do mundo”. Segundo ele, falta fiscalização da Receita Federal e do Banco Central e é necessária uma lei para proibir o pagamento de boletos por terceiros.

“Nós pagávamos esses boletos e, diante de uma comissão, fazíamos a transferência para as contas dos Chebat na Suíça. Mas o dinheiro já estava em nossas contas [no mesmo paraíso fiscal]”, conta. O dinheiro obtido com o pagamento dos boletos era usado para comprar mais dólares e reais.

Os Chebat são os doleiros Marcelo e Renato, que trabalhavam para a Odebrecht.

Ex-sócio de Dario Messer, o “doleiro dos doleiros”, segundo a Lava Jato, Claret é o delator que deu origem à Operação Câmbio, Desligo, um dos braços da Lava Jato no Rio.

Em entrevista ao UOL, ele disse que doleiros e lavadores estão enviando dinheiro para o exterior por meio de operações falsas de importação. “Como não tem compliance nessas empresas, o dinheiro vai e a mercadoria nunca chega”, disse.

Claret disse ainda que se arrepende da delação e que foi traído por Messer: “O Messer mandou assinar o acordo e sumiu para o Paraguai. Me arrependo por ter entregue pessoas amigas. Mas não estou nem aí por ter ajudado a colocar o Cabral na cadeia”. Claret ficou um ano preso no Uruguai enquanto Dario Messer estava escondido no Paraguai.

 

Mundo

Crusoé: Venezuela desconvida observadores da UE a farsa eleitoral

28.05.2024 20:07 2 minutos de leitura
Visualizar

Com ciúmes, homem mata cachorro a facadas e coloca na porta da ex

Visualizar

Santos desiste de Marcelo Grohe

Visualizar

Elon Musk vs Yann LeCun: Choque de gigantes na IA

Visualizar

Bilionários farão nova expedição submarina ao Titanic

Visualizar

Lula recebe Joesley no Planalto, puro suco de Brasil

Madeleine Lacsko Visualizar

Tags relacionadas

Câmbio Desligo doleiro importações de fachada Lava Jato pagamento de boletos Vinícius Claret
< Notícia Anterior

Bolsonaro indica novos diretores para Anvisa e ANP

20.10.2020 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Chico Rodrigues retifica comunicado e vai se afastar por 121 dias

20.10.2020 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Com ciúmes, homem mata cachorro a facadas e coloca na porta da ex

Com ciúmes, homem mata cachorro a facadas e coloca na porta da ex

28.05.2024 20:01 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Bebê abandonada em selva no Panamá volta ao Brasil após 5 meses

Bebê abandonada em selva no Panamá volta ao Brasil após 5 meses

28.05.2024 19:29 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Derrota de Lula: Congresso derruba veto ao PL das saidinhas

Derrota de Lula: Congresso derruba veto ao PL das saidinhas

Wesley Oliveira
28.05.2024 19:22 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Gusttavo Lima para show: "Quem tá fumando maconha?"

Gusttavo Lima para show: "Quem tá fumando maconha?"

28.05.2024 18:57 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.