O Antagonista

Áudios em que Janones sugere rachadinha são confirmados pela PF

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 25.06.2024 15:58 comentários
Brasil

Áudios em que Janones sugere rachadinha são confirmados pela PF

O Instituto Nacional de Criminalística analisou nos áudio elementos como padrões fonéticos, vícios de pronúncia e expressões recorrentes

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 25.06.2024 15:58 comentários 0
Áudios em que Janones sugere rachadinha são confirmados pela PF
Foto: Reprodução/X André Janones

A Polícia Federal confirmou que os áudios em que o deputado federal André Janones (Avant-MG, foto) sugere rachadinha em seu gabinete são verdadeiros, o próprio parlamentar já havia confirmado a autenticidade do material.

De acordo com reportagem do Estadão, o Instituto Nacional de Criminalística analisou elementos como padrões fonéticos, vícios de pronúncia e expressões recorrentes. O resultado foi uma correspondência quase integral – o penúltimo grau em uma escala que vai de -4 a +4.

Para finalizar as investigações, o delegado responsável pelo caso, Roberto Santos Costa, vai analisar a quebra de sigilos bancário e fiscal de Janones e seus assessores parlamentares.

As suspeitas contra o parlamentar vieram à tona após a revelação de gravações em que Janones defendia a assessores o pagamento de suas despesas de campanha com rachadinha. Na conversa, gravada em fevereiro de 2019, o deputado mineiro disse que iria conversar com algumas pessoas para “ajudar a pagar as contas” de sua campanha à prefeitura de Ituiutaba, em 2016.

Depoimentos sobre a rachadinha

Até agora, vários assessores foram convocados a prestar depoimentos. Embora haja quem negue a devolução de salários, os áudios mostraram-se divergentes, contribuindo para a percepção de inconsistência nas versões apresentadas. Esses relatos desencontrados levantam mais suspeitas, e novas testemunhas deverão ser ouvidas nas próximas semanas.

Ao se defender das acusações de rachadinha, o deputado federal caiu em contradição ao dizer que não era deputado ao cobrar parte do salário de servidores para pagar as contas da campanha eleitoral de 2016, quando concorreu à prefeitura de Ituiutaba e foi derrotado.

Segundo áudio revelado pelo Metrópoles, ele afirmou que participaria de uma sessão no plenário da Câmara após a reunião com os integrantes de seu gabinete.

“Não sei se vocês viram aí nas notícias do Facebook. Já tem uma porrada de deputado que apresentou projeto de lei ontem. Ontem tinha uma fila de 100 deputados apresentando projeto de lei. Eu sequer sabia de disso.

Por que eu não sabia? Porque não contratei nenhum especialista em técnico legislativo. Hoje tem plenário à tarde. Eu não sei o que eu vou fazer lá. Vou chegar lá e vou ficar perdido. Não sei como que é, o que eu vou fazer, que horas que eu falo, que assunto que vai ser. Por quê? Porque não contratei ninguém de plenário”, disse Janones.

O deputado tentou minimizar o pedido de rachadinha dizendo que a sua sugestão foi vetada por sua advogada e não foi colocada em prática.

“A história: eu (quando ainda não era deputado), disse para algumas pessoas (que ainda não eram meus assessores) que eles ganhariam um salário maior do que os outros, para que tivessem condições de arcar com dívidas assumidas por eles durante a eleição de 2016. Ao final, a minha sugestão foi vetada pela minha advogada e, por isso, não foi colocada em prática. Fim da história”, escreveu no X, antigo Twitter.

Boulos salva Janones de acusação de rachadinha

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara decidiu arquivar a acusação de rachadinha contra Janones (Avante-MG, foto) no dia 5 deste mês. O parecer do relator Guilherme Boulos (PSOL-SP), que votou pelo arquivamento do caso sob a alegação de que o aliado foi gravado sugerindo o esquema a funcionários quando ainda não estava em vigor seu atual mandato, foi apoiado por 12 deputados — apenas cinco votaram contra.

Boulos reapresentou sua argumentação, para dizer que não chegou a tratar do mérito da acusação apresentada contra Janones — baseada em gravações nas quais o próprio deputado sugere rachadinha a funcionários —, mas apenas da alegação de que seu aliado tinha sugerido o esquema fora do atual mandato, e, portanto, não poderia perder a cadeira conquistada nas eleições de 2022.

Mais Lidas

1

"O melhor antídoto para a ideologia 'woke' é conhecer a verdade"

Visualizar notícia
2

Lula aplaudirá banho de sangue prometido por Maduro, diz Mourão

Visualizar notícia
3

Crusoé: Os crimes da areia

Visualizar notícia
4

Israel intercepta míssil lançado pelos Houthis no Iêmen

Visualizar notícia
5

Bolsonaro teve 6 encontros com suposto informante da Receita

Visualizar notícia
6

Crescem indícios de que chefe militar do Hamas foi morto, dizem FDI

Visualizar notícia
7

Correspondentes estrangeiros condenam ameaças de Maduro

Visualizar notícia
8

Lulopetismo faz do Brasil um anão diplomático cada vez menor

Visualizar notícia
9

Campanha de Trump já se prepara para Kamala Harris

Visualizar notícia
10

Pesquisas dão vantagem a Trump sobre Biden

Visualizar notícia

Tags relacionadas

André Janones Guilherme Boulos Investigação Polícia Federal rachadinha
< Notícia Anterior

Eurocopa 2024: Áustria surpreende e vence a Holanda

25.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Katy Perry: Lançamento com uma surpresa para fãs brasileiros

25.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

São Paulo registra 72 pontos de cracolândia

São Paulo registra 72 pontos de cracolândia

21.07.2024 14:15 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Mulher processa Gusttavo Lima após perder carro na enchente

Mulher processa Gusttavo Lima após perder carro na enchente

21.07.2024 13:56 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lulopetismo faz do Brasil um anão diplomático cada vez menor

Lulopetismo faz do Brasil um anão diplomático cada vez menor

Ricardo Kertzman
21.07.2024 12:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Eleições em BH: Quanto pesa a influência de Bolsonaro, Lula, Zema, Aécio e Kalil

Eleições em BH: Quanto pesa a influência de Bolsonaro, Lula, Zema, Aécio e Kalil

Ricardo Kertzman
21.07.2024 12:26 5 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.