O Antagonista

As 17 visitas de executivos da J&F a um ministério de Lula

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 09.07.2024 13:46 comentários
Brasil

As 17 visitas de executivos da J&F a um ministério de Lula

Representantes da Âmbar Energia, do grupo dos irmãos Batista, foram recebidos 17 vezes fora da agenda oficial no Ministério de Minas e Energia antes de o governo editar medida provisória que beneficiou a empresa

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 09.07.2024 13:46 comentários 3
As 17 visitas de executivos da J&F a um ministério de Lula
Foto: Uarlei Valério/ MME

Executivos da Âmbar Energia, do grupo J&F, foram recebidos 17 vezes fora da agenda oficial no Ministério de Minas e Energia antes de o governo Lula editar uma medida provisória que beneficiou a empresa. A informação foi divulgada por reportagem do Estadão, por meio de resposta a um pedido via Lei de Acesso à Informação formulado pelo partido Novo.

Segundo o jornal, as reuniões com os executivos da empresa do grupo dos irmãos Wesley e Joesley Batista ocorreram entre junho de 2023 e maio deste ano e envolveram o ministro Alexandre Silveira (à direita na foto com Lula), o secretário-executivo Arthur Cerqueira, o secretário nacional de Energia Elétrica, Gentil Nogueira, e o ex-secretário-executivo Efrain Cruz.

“A última reunião foi entre o ministro Silveira e o presidente da Âmbar, Marcelo Zanatta, no dia 29 de maio, uma semana antes do texto da medida provisória sair do ministério e ir para a Casa Civil. O chefe da pasta também recebeu o executivo no dia 21 de maio. Nenhum desses encontros aparece na agenda oficial e pública de Alexandre Silveira”, diz o Estadão.

De acordo com os registros, Zanatta esteve no Ministério de Minas e Energia 13 vezes em menos de um ano. O diretor de Estratégia, Inteligência de Mercado e Regulatório da Âmbar, Cristiano Souza, visitou o local quatro vezes.

Conta de luz mais cara

O governo Lula publicou em 13 de junho uma medida provisória de socorro ao caixa da Amazonas Energia, distribuidora de energia elétrica do estado do Amazonas que há tempos tem dificuldades de caixa e está inadimplente com termelétricas fornecedoras, para cobrir os pagamentos devidos pela empresa às termelétricas recém-compradas pela Âmbar.

Os recursos do auxílio financeiro, sugerido em 7 de junho pelo ministro Alexandre Silveira, que adotou em seu ministério uma postura mais petista do que a de muitos petistas do governo, serão bancados pela conta de luz dos consumidores brasileiros.

A medida prevê que os consumidores brasileiros paguem o socorro financeiro por até 15 anos. No cálculo de operadores do mercado de energia, os custos podem variar de 2 bilhões a 2,7 bilhões reais por ano, com a possibilidade de passar de 30 bilhões de reais no final do prazo. 

Coincidência?

O Estadão lembra nesta terça-feira, 9, que, após a publicação da medida provisória, Silveira disse que o fato de a MP ter beneficiado os irmãos Batista foi “mera coincidência”. Questionado sobre o assunto em audiência na Câmara, o ministro disse o seguinte: “Eu aprendi com o ex-vice-presidente José Alencar que não importa a cor do gato, o que importa é que ele cace o rato”.

O Ministério de Minas e Energia disse ao jornal paulista que a medida provisória não foi discutida com a Âmbar, mas não informou o teor das reuniões. “É importante esclarecer ainda que o registro da entrada de pessoas nas dependências deste ministério não significa, necessariamente, que todas foram, de fato, recebidas pelas autoridades públicas, seja por falta de um agendamento prévio, seja por conflito de agendas”, alegou o ministério de Silveira.

A Âmbar também não revelou o que seus executivos foram fazer no Ministério de Minas e Energia. “São descabidas especulações a respeito da Medida Provisória 1.232 e o negócio realizado pela Âmbar. Não fazem sentido técnico e econômico, por diversos fatores. A Âmbar nunca tratou do tema com o Ministério de Minas e Energia”, disse a empresa em nota.

Fica no ar, portanto, o que os executivos da Âmbar foram fazer 17 vezes em um ministério do governo Lula. Sem detalhamento dos motivos ou registro formal das visitas, fica mais difícil acreditar em coincidências.

Mais Lidas

1

Atentado a Trump: autoridade confirma 2 mortos, incluindo atirador

Visualizar notícia
2

Trump é retirado de comício após disparos de arma de fogo

Visualizar notícia
3

Atentado a Trump, o que dizem autoridades do mundo inteiro

Visualizar notícia
4

"Nos vemos na posse", diz Bolsonaro em mensagem sobre Trump

Visualizar notícia
5

Crusoé: Como o atentado a Trump impacta a campanha nos EUA

Visualizar notícia
6

Elon Musk manifesta apoio a Trump após disparos

Visualizar notícia
7

"Senti a bala rasgando a pele", diz Trump sobre atentado

Visualizar notícia
8

Atentado a Trump é investigado como tentativa de assassinato

Visualizar notícia
9

“O que vimos hoje é inaceitável”, diz Lula, sobre atentado a Trump

Visualizar notícia
10

Biden sobre atentado a Trump: "Esse tipo de violência é doentia"

Visualizar notícia

Tags relacionadas

Alexandre Silveira Amazonas Energia âmbar energia governo Lula J&F Joesley Batista Ministério de Minas e Energia Wesley Batista
< Notícia Anterior

A Otan está se preparando para guerra?

09.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Ex-BBB Flay acusa ex-marido de ameaças

09.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (3)

Pedro Boer

2024-07-09 15:21:05

Mas... "Ninguém será declarado culpado antes de sentença penal condenatória transitada em julgado."


Clayton De Souza pontes

2024-07-09 14:04:02

Tem que ver as atas dessas reuniões. Se investigarem vão achar as digitais dos Batista nessa MP. Se houve benefícios pode procurar que vão achar as contrapartidas. Já vimos isso no Petrolão


Claudemir Silvestre

2024-07-09 14:01:39

Pois é …. A ROUBALHEIRA do dinheiro publico voltou e a imprensa quase na totalidade preocupada com as joias que Bolsonaro recebeu de presente 🤷🏻. E às joias que Lula recebeu de presente e que estavam em um cofre na Caixa Econômica Federal ??? Que fim teve ?? Porque Lula não foi indiciado ??


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Quem lacra não lucra? Maju Coutinho pode ser retirada do comando do Fantástico

Quem lacra não lucra? Maju Coutinho pode ser retirada do comando do Fantástico

13.07.2024 21:18 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
“O que vimos hoje é inaceitável”, diz Lula, sobre atentado a Trump

“O que vimos hoje é inaceitável”, diz Lula, sobre atentado a Trump

13.07.2024 21:06 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
BYD e GWM dominam top 10 de carros elétricos mais vendidos em 2024

BYD e GWM dominam top 10 de carros elétricos mais vendidos em 2024

13.07.2024 20:37 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Audi, BMW e outros carros usados com muito estilo por menos de R$ 50 Mil

Audi, BMW e outros carros usados com muito estilo por menos de R$ 50 Mil

13.07.2024 19:37 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.