O Antagonista

Após espionagem da Abin, Anatel vai apurar conduta da Tim, Claro e Vivo

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 01.02.2024 16:34 comentários
Brasil

Após espionagem da Abin, Anatel vai apurar conduta da Tim, Claro e Vivo

Investigações da Polícia Federal apontam que as telefônicas teriam sido atingidas pelo monitoramento feito pelo software espião FirstMile

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 01.02.2024 16:34 comentários 0
Após espionagem da Abin, Anatel vai apurar conduta da Tim, Claro e Vivo
Foto: Anatel/Divulgação

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou que abriu processos administrativos para investigar se as operadoras de telefonia Tim, Claro e Vivo sabiam ou se omitiram sobre o esquema de espionagem de celulares de autoridades pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Investigações da Polícia Federal apontam que as telefônicas teriam sido atingidas pelo monitoramento feito pelo software espião “FirstMile”.

De acordo com as investigações, A chamada Abin pararela teria sido criada durante a gestão de Alexandre Ramagem (PL-RJ) como diretor da agência. A espionagem teria ocorrido contra adversários políticos do ex-presidente Jair Bolsonaro e as informações repassadas ao vereador carioca Carlos Bolsonaro (PL-RJ).

Segundo a Anatel, a investigação busca esclarecer se houve conhecimento e cooperação das prestadoras de serviços de telefonia com a Abin e investigar possíveis falhas que poderiam permitir acessos indevidos. As empresas afirmaram não ter conhecimento prévio ou comunicação com a agência sobre o esquema.

“Também informaram terem implementado soluções de bloqueio quanto a possíveis acessos indevidos por meio dos protocolos de interconexão internacional. Além disso, informaram terem realizado testes para confirmar a suficiência da solução”, disse a Anatel em nota.

Ainda de acordo com a Anatel, a implementação de soluções de segurança pode ocorrer não apenas como reação a incidentes, mas também como medida preventiva e parte da gestão de riscos, em conformidade com as regulamentações setoriais.

“As prestadoras têm fornecido informações à Agência sobre o tema e foi acordada nova rodada de testes sobre a suficiência das soluções de bloqueio implementadas. Eventual constatação de indícios de descumprimento de obrigações enseja a abertura de processos sancionadores, que respeitam o devido processo legal de defesa e contraditório”, afirmou a agência.


Esportes

Estátua de Daniel Alves é vandalizada em Juazeiro, sua cidade natal

28.02.2024 22:00 2 minutos de leitura
Visualizar

A "epidemia geral" de Barroso

Visualizar

Flamengo considera vender Gabigol para lucrar com o atacante

Visualizar

Lula continua a ecoar o Hamas: “Genocídio”

Visualizar

Atacante Yuri Alberto visita crianças com câncer no GACC

Visualizar

Shows de arrecadação eleitoral com artistas, determina TSE

Visualizar

Tags relacionadas

Abin paralela anatel claro Tim Vivo
< Notícia Anterior

Concurso Nacional Unificado: vagas dos bloco de nível médio

01.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Crusoé: EUA sancionam colonos judeus na Cisjordânia

01.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

O Antagonista é um dos principais sites jornalísticos de informação e análise sobre política do Brasil. Sua equipe é composta por jornalistas profissionais, empenhados na divulgação de fatos de interesse público devidamente verificados e no combate às fake news.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

A "epidemia geral" de Barroso

A "epidemia geral" de Barroso

28.02.2024 21:15 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lula continua a ecoar o Hamas: “Genocídio”

Lula continua a ecoar o Hamas: “Genocídio”

28.02.2024 20:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Shows de arrecadação eleitoral com artistas, determina TSE

Shows de arrecadação eleitoral com artistas, determina TSE

28.02.2024 20:16 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
STF vai decidir futuro da Uber no Brasil

STF vai decidir futuro da Uber no Brasil

28.02.2024 19:52 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.