Algoritmo compara áudio em tempo real com spots veiculados, diz auditoria Algoritmo compara áudio em tempo real com spots veiculados, diz auditoria
O Antagonista

Algoritmo compara áudio em tempo real com spots veiculados, diz auditoria

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 25.10.2022 20:55 comentários
Brasil

Algoritmo compara áudio em tempo real com spots veiculados, diz auditoria

A auditoria anexada ao pedido de processo administrativo da coordenação da campanha de Jair Bolsonaro, para apurar as 154 mil inserções de rádio a menos que a do ex-presidente Lula, detalha a metodologia utilizada pela empresa Audiency. O documento foi entregue menos de 24 horas do prazo estipulado pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Alexandre de Moraes...

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 25.10.2022 20:55 comentários 0
Algoritmo compara áudio em tempo real com spots veiculados, diz auditoria
Foto: Adriano Machado/Crusoé

A auditoria anexada ao pedido de processo administrativo da coordenação da campanha de Jair Bolsonaro, para apurar as 154 mil inserções de rádio a menos que a do ex-presidente Lula, detalha a metodologia utilizada pela empresa Audiency. O documento foi entregue em menos de 24 horas, prazo estipulado pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Alexandre de Moraes. 

O documento assinado por Anacleto Angelo Ortigara, Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina, afirma que “que há fidedignidade dos dados
citados, bem como que, todas as formas de operações da empresa Audiency Brasil Tecnologia Ltda, podem ser demonstradas a qualquer tempo às autoridades competentes.

De acordo com a descrição da metodologia, a Audiency cria um algoritmo/código que captura o áudio emitido em tempo real pelo streaming público das emissoras, transformando-o em dados binários. Esses arquivos binários  são processados e  comparados com áudios cadastrados no banco de dados da plataforma por espelhamento. A armazenagem em banco de dados, com guarda dos dados pós-processados possibilitam, inclusive, buscas retroativas.

A esse processo de acompanhamento chamamos de checking de mídia ou auditagem de campanha e é ele que nos assegura o controle das veiculações da campanha, verificando o número de publicações ocorridas“, explica Anacleto em documento anexado à petição inicial. “Para que se realize esse acompanhamento, é fundamental termos dados que balizem as análises, e esses dados, quando devidamente tratados, abastecem um completo banco de dados com informações estratégicas importantíssimas, que permitem ao anunciante e sua agência avaliar a qualidade e eficácia de sua campanha publicitária, e o retorno do investimento realizado.”

A Audiency se colocou à disposição para fazer uma demonstração do sistema  – em tempo real e off line- , submetendo-se a responder todas as questões de natureza técnica ao TSE tendo disponibilizado, inclusive, o acesso com login e senha a técnicos e/ou profissionais designados pela corte eleitoral, para a efetivação de testes.

A defesa da campanha de Jair Bolsonaro apresentou, ainda, dez pastas de arquivos de mídia disponibilizadas num drive com gravações da programação das rádios Extremo Sul, Povo, Clube, Viva Voz, 89 FM, Bispa FM, Hits FM e Integração comprovando a não veiculação do número correto de inserções da campanha do atual presidente.

Segue link de acesso público da plataforma google drive, por meio do qual o digno Relator, sua assessoria ou o corpo técnico do Tribunal, poderão ter amplo e irrestrito acesso a todos os dados referentes à veiculação de inserções de rádio, que balizaram o estudo técnico apresentado, incluídos aqueles expressamente referidos na decisão ora em exame“, diz trecho da petição referindo-se às mídias.

Reprodução
Reprodução

 

 

 

 

 

 

 

Mundo

O que mudou com a reforma da lei de migração na UE?

14.04.2024 15:20 3 minutos de leitura
Visualizar

Rafael Cabral, goleiro do Cruzeiro, negocia saída do clube

Visualizar

Afinal, quem é Elon Musk?

Visualizar

Quanto cada time ganhou na Libertadores 2023

Visualizar

Entenda a nova lei das saidinhas

Visualizar

Quando ganharão os medalhistas de Paris 2024

Visualizar

Tags relacionadas

Alexandre de Moraes eleições 2022 Jair Bolsonaro
< Notícia Anterior

Covid: Brasil registra 84 mortes em 24 horas, diz consórcio

25.10.2022 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Bolsonaro promete fazer obras nas cidades em que for mais votado

25.10.2022 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Entenda a nova lei das saidinhas

Entenda a nova lei das saidinhas

14.04.2024 14:30 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Como o PCC se infiltra nas organizações

Como o PCC se infiltra nas organizações

14.04.2024 14:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
“Procurei a palavra condenação, mas não encontrei”

“Procurei a palavra condenação, mas não encontrei”

14.04.2024 13:54 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Crusoé: Para o Itamaraty, a vítima é o Irã

Crusoé: Para o Itamaraty, a vítima é o Irã

14.04.2024 12:37 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.