Alerj não endossou suspensão de deputada “madrinha” de milícia Alerj não endossou suspensão de deputada “madrinha” de milícia
O Antagonista

Alerj não endossou suspensão de deputada “madrinha” de milícia

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 27.12.2023 08:02 comentários
Brasil

Alerj não endossou suspensão de deputada “madrinha” de milícia

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) ainda não marcou a sessão plenária para definir se a deputada Helena Pinto de Barros, conhecida como Lucinha (PSD), será suspensa de...

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 27.12.2023 08:02 comentários 0
Alerj não endossou suspensão de deputada “madrinha” de milícia
Foto: Alerj

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) ainda não marcou a sessão plenária para definir se a deputada Helena Pinto de Barros, conhecida como Lucinha (PSD), será suspensa de maneira definitiva das atividades parlamentares.

Em 18 de dezembro, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) determinou o afastamento de Lucinha do cargo por tempo indeterminado. A Justiça também proibiu a deputada de frequentar a sede do poder legislativo.

Lucinha é apontada como braço político de uma das maiores e mais violentas milícias cariocas, a de Campo Grande, Santa Cruz e Paciência, na Zona Oeste do Rio. O grupo era comandado por Luiz Antônio da Silva Braga, o Zinho. Ele estava foragido desde 2018 e se entregou à Polícia Federal no último domingo, 24.

A rendição de Zinho se deu em um acordo entre a defesa dele e a secretaria de Segurança do estado do Rio de Janeiro após a expedição de mandados de busca e apreensão contra Lucinha dentro da Operação Batismo, da PF em conjunto com a Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ).

A influência da deputada do PSD dentro da milícia é tanta que ela é conhecida como “madrinha” pelos paramilitares.

O ofício com as determinações do desembargador Benedicto Abicair foi encaminhado ao presidente da Alerj, o deputado Rodrigo Bacellar (PL). O documento consta como recebido desde o dia 18 passado. A sessão precisaria ter sido agendada em até 24h para confirmar o afastamento de Lucinha do cargo.

A Alerj, no entanto, alega que só irá acatar a decisão judicial após a Procuradoria Legislativa se manifestar sobre o caso.

Em 2018, 10 deputados estaduais do Rio de Janeiro foram afastados das funções por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), durante a Operação Lava Jato, que também mirou o estado.

Leia mais:

A deputada e o miliciano, muito além da amizade

Pequenas milícias, grandes negócios: o “CEO das cobranças” de Zinho

Brasil

Enfermeira desaparecida é encontrada: "Encontrei uma amiga virtual"

23.06.2024 22:49 2 minutos de leitura
Visualizar

Guardas civis relatam problemas de saúde pela cracolândia

Visualizar

Inverno aumenta chances de problemas cardíacos

Visualizar

Motivo da saída: Patricia Abravanel pede desculpas à Eliana

Visualizar

Conheça as composições de Maiara, dupla de Maraisa

Visualizar

Chrystian e Ralf não se viam há 4 anos

Visualizar

Tags relacionadas

Alerj Justiça do Rio de Janeiro miliciano polícia federal stf Zinho
< Notícia Anterior

É muito panfleto, deputados

27.12.2023 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

PF prende no Paraná irmão do traficante mais procurado da América Latina

27.12.2023 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Enfermeira desaparecida é encontrada: "Encontrei uma amiga virtual"

Enfermeira desaparecida é encontrada: "Encontrei uma amiga virtual"

23.06.2024 22:49 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Guardas civis relatam problemas de saúde pela cracolândia

Guardas civis relatam problemas de saúde pela cracolândia

23.06.2024 22:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
La Niña pode trazer efeitos enormes para o Brasil

La Niña pode trazer efeitos enormes para o Brasil

23.06.2024 20:55 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Paraná perde área para Santa Catarina

Paraná perde área para Santa Catarina

23.06.2024 20:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.