O Antagonista

Abin paralela: PF adia depoimento do general Augusto Heleno

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 06.02.2024 08:44 comentários
Brasil

Abin paralela: PF adia depoimento do general Augusto Heleno

A oitiva iria ocorrer no âmbito das investigações sobre a existência de um esquema de monitoramento ilegal dentro da Abin

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 06.02.2024 08:44 comentários 1
Abin paralela: PF adia depoimento do general Augusto Heleno
Foto: Carolina Antunes/PR

A Polícia Federal (PF) adiou o depoimento do general Augusto Heleno, ex-ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que estava marcado para acontecer nesta terça-feira, 6.

A oitiva iria ocorrer no âmbito das investigações sobre o caso da Abin paralela. O adiamento atendeu a um pedido da defesa do ex-ministro, que solicitou acesso aos autos da investigação que apura a existência de um esquema de monitoramento ilegal dentro da Abin.

Como ministro do GSI, Heleno era responsável pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin) durante o governo Bolsonaro.

Na época, o órgão de inteligência era comandado por Alexandre Ramagem (PL-RJ).

Entenda o caso

O deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ), que foi chefe da Abin entre julho de 2019 a março de 2022, foi alvo, em 25 de janeiro, de uma operação da Polícia Federal que investiga o suposto monitoramento ilegal de autoridades e adversários do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Como noticiou O Antagonista quando o caso foi revelado, a Abin na gestão Bolsonaro usou ferramentas de geolocalização em dispositivos móveis, como celulares e tablets, sem a devida autorização judicial e sem o conhecimento dos alvos.

O programa foi adquirido no final do governo Temer, poucos dias antes da posse de Jair Bolsonaro, e foi utilizado até parte do terceiro ano de seu mandato.

Em 29 de janeiro, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), o Carluxo, foi alvo de uma operação da Polícia Federal (PF) no âmbito das investigações sobre a Abin paralela.

Foram executados oito mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro, Brasília, Formosa e Salvador.

Além de Carluxo, a PF também executou buscas contra dois assessores parlamentares e um policial federal. Os assessores e o agente da PF são apontados como intermediários entre a Abin e o vereador.

Segundo apurou O Antagonista junto a policiais federais, há a suspeita de que alguns relatórios paralelos da Abin foram produzidos a pedido de Carluxo justamente para atacar adversários políticos com uma estrutura montada no Palácio do Planalto.

Esportes

Craque Neto detona responsável pela eliminação do Corinthians: "maior culpado"

04.03.2024 23:00 2 minutos de leitura
Visualizar

Vasco acerta contratação do atacante Clayton Silva, de Portugal

Visualizar

Cuca concede primeira entrevista oficial como técnico do Athletico

Visualizar

Rafael Cardoso pede desculpas em caso de agressão contra idoso

Visualizar

Os brasileiros sabem da roubalheira

Visualizar

Amigo de Robinho é multado por tumultuar andamento do processo

Visualizar

Tags relacionadas

ABIN Abin paralela Augusto Heleno General Augusto Heleno Polícia Federal
< Notícia Anterior

Suspeita de feminicídio em Itupeva: Marido é detido após morte misteriosa da esposa

06.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Tarcísio garante que não se arrependeu de parceria com Lula

06.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (1)

Angelo Sanchez

2024-02-06 15:52:24

A perseguição continua, qualquer nome que surgir por indicação de Bolsonaro nas próximas eleições municipais, será alvo de nojentos juristas de um supremo tribunal federal que tem um partido político para defender e ataca qualquer tipo de oposição deste governo comandado pelo descondenado Lulaladrão. Seguindo a mesma cartilha do ditador venezuelano e sua corte de magistrados corrompidos.


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Rafael Cardoso pede desculpas em caso de agressão contra idoso

Rafael Cardoso pede desculpas em caso de agressão contra idoso

04.03.2024 21:41 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
iFood contesta fala de ministro de Lula: “Não é verdadeira”

iFood contesta fala de ministro de Lula: “Não é verdadeira”

04.03.2024 21:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Cabo da PM de Goiás é preso após atirar contra carro de policial no DF

Cabo da PM de Goiás é preso após atirar contra carro de policial no DF

04.03.2024 20:57 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Hamas está “honrado” com falas de Lula, diz líder do grupo terrorista

Hamas está “honrado” com falas de Lula, diz líder do grupo terrorista

04.03.2024 20:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.