Luciano Bivar não é Júlio César Luciano Bivar não é Júlio César
O Antagonista

Luciano Bivar não é Júlio César

avatar
Rodolfo Borges
3 minutos de leitura 17.03.2024 10:16 comentários
Análise

Luciano Bivar não é Júlio César

Presidente do União Brasil acusou uma punhalada ao perder a sucessão para o vice Antonio Rueda, mas não deve aparecer nenhum Marco Antônio para vingá-lo

avatar
Rodolfo Borges
3 minutos de leitura 17.03.2024 10:16 comentários 0
Luciano Bivar não é Júlio César
Foto: Reprodução/X

Em meio a depoimentos sobre tramas golpistas e reflexões sobre o saldo da maior operação de combate à corrupção da história do Brasil, Luciano Bivar (foto) acusou uma punhalada

“A minha dor não é a perfuração do punhal nas minhas costas. A minha dor, como diz Júlio César, é saber quem apunhalou. Essa é que é a dor maior, que é uma dor insanável”, protestou o presidente do União Brasil ao perder a disputa pela reeleição.

Bivar, que é deputado federal por Pernambuco e fez carreira no futebol como presidente do Sport Club do Recife, referia-se a Antonio Rueda, que o venceu por unanimidade na eleição. Rueda era vice de Bivar no União desde 2022, quando partido foi criado pela fusão do PSL com o DEM.

Na convenção que decretou sua derrota, em 29 de fevereiro, Bivar disse que “não sabia que o inimigo dormia na cama” e denunciou “uma traição covarde, inominável e com desfaçatez da família”, já que ele apadrinhou Rueda, o responsável por tirá-lo do comando do partido.

Idos de março

Vencidos os idos de março — e as semelhanças com a história relatada por Shakespeare terminam aí —, já está claro que não vai aparecer nenhum Marco Antônio para vingar Bivar.

Na peça que cristalizou o enredo da morte de Júlio César, todos aqueles que conspiraram contra o ditador aspirante a imperador acabaram mortos no fim, após um discurso do general. O DEM de ACM Neto e Ronaldo Caiado, ao contrário, está renascendo.

Ainda que Rueda tenha se prestado ao papel de Brutus, Bivar vai ficando pelo caminho sem vingança, como mais um dos vários que surfaram a onda Jair Bolsonaro enquanto e da forma que puderam nos últimos anos.

Desunião

Em 2018, o PSL de Bivar e Bolsonaro elegeu 54 deputados. De lá para cá, desentendimentos, trocas de partido, a tentativa frustrada de criar o Aliança pelo Brasil, o abrigo de Valdemar Costa Neto ao ex-presidente da República e uma fusão que deu origem ao União e sustentou a candidatura presidencial da senadora Soraya Thronicke (Podemos-MS), que também já foi embora do partido.

“Covardes morrem muitas vezes antes de suas mortes. O valente só prova a morte uma vez. De todas as histórias que já ouvi, a que parece mais estranha é a de que os homens temam ao se ver com a morte, um fim necessário, que virá inevitavelmente”, diz o Júlio César de Shakespeare antes de levar as punhaladas.

É um consolo para quem ousou tentar a sorte como imperador.

Leia mais:

E a punhalada do União Brasil no governo Lula?

A ressurreição da turma do DEM

Mundo

Oposição reage sobre reparação por escravidão: "traição à pátria"

Alexandre Borges
25.04.2024 04:50 2 minutos de leitura
Visualizar

EUA enviam mísseis de longo alcance para Ucrânia

Alexandre Borges Visualizar

Estrangeiros em protestos antissemitas podem ser deportados

Alexandre Borges Visualizar

Musk em guerra judicial por super pacote de remuneração

Alexandre Borges Visualizar

Athletico-PR vence o Danubio pela Sul-Americana e segue 100%

Visualizar

Botafogo vence o Universitario pela Libertadores com golaço de Luiz Henrique

Visualizar

Tags relacionadas

ACM Neto Luciano Bivar Ronaldo Caiado União Brasil
< Notícia Anterior

Concurso SME Prefeitura de Ilhabela-SP: salário de até R$ 6.1 mil!

17.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Ajuda humanitária UNICEF é saqueada em meio a crise no Haiti

17.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Rodolfo Borges

Rodolfo Borges é jornalista formado pela Universidade de Brasília (UnB). Trabalhou em veículos como Correio Braziliense, Istoé Dinheiro, portal R7 e El País Brasil.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Governo deve respeitar a Polícia Civil, mas não se render ao corporativismo

Governo deve respeitar a Polícia Civil, mas não se render ao corporativismo

Carlos Graieb
24.04.2024 13:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Moraes & Messias, nova dupla nas paradas da Justiça? 

Moraes & Messias, nova dupla nas paradas da Justiça? 

Carlos Graieb
24.04.2024 11:05 5 minutos de leitura
Visualizar notícia
Não esculhambem o Brasileirão

Não esculhambem o Brasileirão

Rodolfo Borges
24.04.2024 10:04 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Não tentem descolar Zambelli de Bolsonaro

Não tentem descolar Zambelli de Bolsonaro

Carlos Graieb
23.04.2024 16:47 5 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.