"Estamos ultrapassando os limites da computação como conhecemos" "Estamos ultrapassando os limites da computação como conhecemos"
O Antagonista

“Estamos ultrapassando os limites da computação como conhecemos”

avatar
Alexandre Borges
4 minutos de leitura 20.03.2024 06:00 comentários
Tecnologia

“Estamos ultrapassando os limites da computação como conhecemos”

O CEO da Nvidia, Jensen Huang, anunciou que seu novo supercomputador, em associação com a Amazon, será seis vezes mais rápido que o planejado

avatar
Alexandre Borges
4 minutos de leitura 20.03.2024 06:00 comentários 0
“Estamos ultrapassando os limites da computação como conhecemos”
Jensen Huang – Presidente da Nvidia

A Nvidia, em colaboração com a Amazon, anunciou uma atualização significativa para o Projeto Ceiba, prometendo um aumento de seis vezes na capacidade de processamento deste futuro supercomputador.

O CEO da Nvidia, Jensen Huang, destacou a importância dessa evolução: “Com o Blackwell, estamos não apenas ultrapassando os limites da computação como conhecemos, mas também pavimentando o caminho para avanços significativos em pesquisa e desenvolvimento.” A Amazon Web Services (AWS) hospedará o supercomputador, marcando uma parceria estratégica entre as duas gigantes tecnológicas.

Este desenvolvimento tem implicações de longo alcance, não apenas para a Nvidia e Amazon, mas também para campos como a inteligência artificial, biologia digital e previsão climática. “O Ceiba abrirá novas fronteiras em nossa capacidade de resolver problemas complexos e conduzir pesquisas que eram inimagináveis até agora”, afirma um especialista da indústria.

O Projeto Ceiba inicialmente pretendia atingir uma capacidade de processamento de 65 exaflops. No entanto, com a incorporação da nova arquitetura Blackwell, a meta foi ajustada para 414 exaflops. “Exaflop” é uma medida de velocidade de processamento, que mede a capacidade de um computador realizar um quintilhão de operações de ponto flutuante por segundo.

Este avanço na capacidade de processamento do Projeto Ceiba tem o potencial de acelerar pesquisas e inovações em campos que dependem de grandes volumes de cálculos complexos, como inteligência artificial, análises climáticas, modelagens científicas e simulações de alta precisão.

Nvidia perto de valer US$ 2 trilhões

A Nvidia está perto de alcançar uma avaliação de mercado de US$ 2 trilhões, um marco alcançado apenas poucos meses após registrar US$ 1 trilhão. Esse crescimento é atribuído ao seu papel predominante na inovação em inteligência artificial (IA), com suas unidades de processamento gráfico (GPUs) abarcando mais de 80% do mercado.

A demanda pelas GPUs da Nvidia superou a oferta, levando a uma valorização significativa desses componentes. Consequentemente, empresas concorrentes estão empenhadas no desenvolvimento de chips alternativos, visto que a disponibilidade de GPUs da Nvidia se tornou um fator crítico no desenvolvimento de tecnologias de IA.

Fletcher Previn, CIO da Cisco, destacou a segurança na entrega desses chips, indicando que são transportados por carros-fortes devido à sua alta demanda e valor.

Jensen Huang, CEO da Nvidia, comentou sobre o impacto da IA generativa no setor, projetando um aumento no número de data centers globalmente nos próximos cinco anos. Esta expansão representa oportunidades significativas para a Nvidia no mercado.

A empresa anunciou vendas de US$ 22,1 bilhões no último trimestre, com expectativas de alcançar US$ 24 bilhões no próximo. Este resultado marca um aumento substancial em relação ao ano anterior, superando as projeções de analistas.

Originalmente focada em chips gráficos para jogos de PC, a Nvidia expandiu seu escopo para IA em 2006, permitindo que seus chips fossem utilizados em aplicações além de gráficos. Esse movimento estratégico colocou a Nvidia na vanguarda do desenvolvimento de IA.

O aumento na demanda por chips de IA levou não só a Nvidia, mas também competidores como AMD, ARM, Intel, e gigantes da computação em nuvem como Google e Amazon, a acelerarem o desenvolvimento de chips focados em IA.

Apesar da competição, analistas e executivos do setor apontam que as vantagens da Nvidia são reforçadas pela complexidade do software desenvolvido pela empresa ao redor de seus chips, estabelecendo uma base difícil de ser alcançada por concorrentes num futuro próximo.

Brasil

Brasil vai passar por nova onda de calor

22.04.2024 13:47 3 minutos de leitura
Visualizar

Polícia Federal desarticula rede de tráfico no Porto de Paranaguá

Visualizar

Onde assistir Milan x Inter de Milão: confira detalhes da partida

Visualizar

Lula instrui Haddad a ler menos e falar mais com o Congresso

Visualizar

A rachadinha do PCC no gabinete de um vereador

Visualizar

Onde assistir Bragantino x Grêmio: confira detalhes do Campeonato Feminino

Visualizar

< Notícia Anterior

Clássico-Rei: Ceará está invicto na Copa do Nordeste contra o Fortaleza desde 2001

19.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Chefe do Hamas era professor da UNRWA

20.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Alexandre Borges

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Lei que pode banir TikTok dos EUA aprovada na Câmara

Lei que pode banir TikTok dos EUA aprovada na Câmara

Alexandre Borges
22.04.2024 05:35 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Microsoft amplia parceria para investir em tecnologia no Oriente Médio

Microsoft amplia parceria para investir em tecnologia no Oriente Médio

21.04.2024 08:30 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Como a IA está sendo usada para criar playlists

Como a IA está sendo usada para criar playlists

21.04.2024 08:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Em um dia Mark Zuckerberg enriquece 3 bilhões com IA

Em um dia Mark Zuckerberg enriquece 3 bilhões com IA

20.04.2024 07:33 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.