O uso petista da Petrobras O uso petista da Petrobras
video destaque
05.04.2024

O uso petista da Petrobras

A área técnica concluiu que o contrato em que a Petrobras se dispôs a perder quase meio bilhão de reais para salvar a Unigel “não faz sentido empresarial, lógico ou econômico”

A área técnica do Tribunal de Contas da União (TCU) concluiu que o contrato em que a Petrobras se dispôs a perder quase meio bilhão de reais em oito meses para salvar a Unigel, fabricante de fertilizantes, da bancarrota “não faz sentido empresarial, lógico ou econômico”.

No documento, finalizado em março, os técnicos do TCU rebateram o argumento de que o contrato promoveria o retorno da estatal, comandada por Jean Paul Prates, ao segmento.

“Essa justificativa releva tão somente a intenção da estatal em retornar, sem a devida preparação, a um segmento que já apresentou prejuízos bilionários, de forma que contratar empresa em situação econômico-financeira crítica e assumir riscos mercadológicos desfavoráveis não faz sentido empresarial, lógico ou econômico”, diz o parecer.

Felipe Moura Brasil e Carlos Graieb comentam:

video destaque

O uso petista da Petrobras

A área técnica concluiu que o contrato em que a Petrobras se dispôs a perder quase meio bilhão de reais para salvar a Unigel “não faz sentido empresarial, lógico ou econômico”

A área técnica do Tribunal de Contas da União (TCU) concluiu que o contrato em que a Petrobras se dispôs a perder quase meio bilhão de reais em oito meses para salvar a Unigel, fabricante de fertilizantes, da bancarrota “não faz sentido empresarial, lógico ou econômico”.

No documento, finalizado em março, os técnicos do TCU rebateram o argumento de que o contrato promoveria o retorno da estatal, comandada por Jean Paul Prates, ao segmento.

“Essa justificativa releva tão somente a intenção da estatal em retornar, sem a devida preparação, a um segmento que já apresentou prejuízos bilionários, de forma que contratar empresa em situação econômico-financeira crítica e assumir riscos mercadológicos desfavoráveis não faz sentido empresarial, lógico ou econômico”, diz o parecer.

Felipe Moura Brasil e Carlos Graieb comentam:

Vídeos mais vistos

1

O imposto do streaming e a predileção por pilantragem

Imagem
0 vídeos
15.05.2024 18:58 4 minutos de leitura
2

O oportunismo de Janja na tragédia do RS

Imagem
0 vídeos
15.05.2024 20:58 1 minuto de leitura
3

Um circo em torno das fake news

Imagem
0 vídeos
13.05.2024 18:40 3 minutos de leitura
4

Boulos defendia cadeia para Bolsonaro por rachadinha, mas aliviou Janones

Imagem
0 vídeos
16.05.2024 20:19 4 minutos de leitura
5

A semelhança entre Janja e Carlos Bolsonaro

Imagem
0 vídeos
17.05.2024 18:46 4 minutos de leitura

Playlists

Antagonista Docs

Antagonista Meeting

Entrevistas

Ilha de Cultura

Latitude

Meio-Dia em Brasília

Narrativas Antagonista com Madeleine Lackso

Papo Antagonista com Felipe Moura Brasil

Ver mais playlists

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.