O Twitter do senhor embaixador russo O Twitter do senhor embaixador russo
O Antagonista

O Twitter do senhor embaixador russo

avatar
Mario Sabino
4 minutos de leitura 25.03.2022 18:23 comentários
Opinião

O Twitter do senhor embaixador russo

A França convocou o embaixador russo em Paris, Alexei Mechkov, para explicações sobre postagens na sua conta no Twitter, com caricaturas consideradas "inaceitáveis" pelo governo francês. Uma das caricaturas mostra europeus de joelhos, lambendo as nádegas do Tio Sam. O texto que acompanha a caricatura é "A solidariedade europeia assim como ela é".  Outra apresenta a Europa como uma doente deitada numa mesa de operação, cheia de picadas aplicadas pelo Tio Sam, designado "Império das Mentiras", e uma figura com um chapéu com as cores e as estrelas da União Europeia, chamada "Doutor EuroReich". Ambos injetam na moribunda Europa seringas de "neonazismo", "russofobia", e "sanções"...

avatar
Mario Sabino
4 minutos de leitura 25.03.2022 18:23 comentários 0
O Twitter do senhor embaixador russo
Reprodução

A França convocou o embaixador russo em Paris, Alexei Mechkov, para explicações sobre postagens na sua conta no Twitter, com caricaturas consideradas “inaceitáveis” pelo governo francês. Uma delas mostra europeus de joelhos, lambendo as nádegas do Tio Sam. O texto que acompanha a caricatura é “A solidariedade europeia assim como ela é”.  Outra apresenta a Europa como uma doente deitada numa mesa de operação, cheia de picadas aplicadas pelo Tio Sam, com o crachá “Império das Mentiras”, e uma figura com um chapéu com as cores e as estrelas da União Europeia, com o crachá “Doutor EuroReich”. Ambos injetam na moribunda Europa seringas de “neonazismo”, “russofobia”, e “sanções”. Estão desenhadas, ainda, seringas de “Covid 19” (bem de acordo com o que pensam adeptos de teorias conspiratórias sobre a doença) e Otan.  O texto da postagem é “A Europa em 2022”. Aí está a postagem com uma das caricaturas:

Reprodução/Twitter

 

 

 

 

 

 

 

 

Os tuítes foram apagados depois que Alexei Mechkov, atendendo à convocação, esteve no Ministério das Relações Exteriores da França, hoje de manhã. De acordo com o comunicado divulgado pela embaixada russa, a questão do Twitter “foi abordada, entre outros pontos” e, da sua parte, Alexei Mechkov “chamou a atenção dos nossos colegas franceses para as provocações e os atos de vandalismo contra as representações diplomáticas russas na França”. As “provocações” e “atos de vandalismo” são protestos mais do que normais numa democracia.

Alexei Mechkov foi entrevistado no canal do notícias francês BFM há duas semanas. Mesmo confrontado com as imagens do bombardeio criminoso do hospital infantil em Mariupol, a cidade mártir, o embaixador negou a responsabilidade do exército russo. Os jornalistas que o entrevistavam ficaram espantados com tamanha desfaçatez, mas os homens de Vladimir Putin (foto), assim como o próprio, só macaqueiam o que faziam os seus camaradas da União Soviética. O cinismo soviético foi brilhantemente sintetizado numa frase de Alexander Soljenítsin, o escritor russo que, prêmio Nobel de Literatura de 1970, denunciou as barbaridades cometidas pelo regime comunista nos gulags. Alexander Soljenítsin ficou preso num gulag durante 8 anos, a partir de 1945, acusado de fazer propaganda antissoviética. A frase dele é a seguinte: “Nós sabemos que eles mentem, eles sabem também que eles mentem, eles sabem que nós sabemos que eles mentem, nós sabemos também que eles sabem que nós sabemos, e, no entanto, eles continuam a mentir”.

As caricaturas reproduzidas por Alexei Mechkov no Twitter são igualmente uma boa síntese, mas do putinismo, como pode ser chamado o pensamento (ou a falta dele) de Vladimir Putin. Não é uma ideologia, mas uma colcha de retalhos, com definiram os franceses Isabelle Mandraud e Julien Théron, no livro Putin, A Estratégia da Desordem, ao qual já fiz referência em outro artigo. No livro, eles citam a historiadora francesa François Thom: “Putin não inventou nada. Ele recuperou alguns elementos eslavófilos, alguns elementos provenientes da nova direita europeia e os transplantou para um substrato soviético. A base é o ódio do mundo ocidental liberal, sobretudo dos Estados Unidos. Como os dirigentes soviéticos, ele está pronto para reduzir os soviéticos à miséria, desde que ele realize as suas ambições em política externa”.

Os tuítes não poderiam ser mais didáticos dessa colcha de retalhos antiocidental que exclui ter apartamentos de luxo em Londres e Paris, contas bancárias na Inglaterra, na Suíça e nos Estados Unidos, iates majestosos no Mediterrâneo e casas magníficas na Côte d’Azur francesa e na Riviera italiana.

Mundo

Aos 60 anos, Alejandra Rodríguez brilha no Miss Universo Argentina 2024

25.05.2024 23:00 3 minutos de leitura
Visualizar

Zhongnanhai: A Casa Branca chinesa

Visualizar

Leptospirose no RS: 4 mortes e 76 casos confirmados

Visualizar

Corredor humanitário do RS atinge 7 Km de congestionamento

Visualizar

Toni Kroos se despede do Santiago Bernabéu com o Real Madrid

Visualizar

Em último jogo de Mbappe, PSG vence a copa da França

Visualizar

Tags relacionadas

Alexander Soljenítsin Alexei Mechkov artigo caricatura convocação de embaixador russo embaixador russo em Paris Françoise Thom governo francês guerra na Ucrânia Isabelle Mandraud Julien Théron Mario Sabino O Antagonista putinismo
< Notícia Anterior

Filha de pastor do Bolsolão do MEC obteve auxílio emergencial

25.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Covid: Brasil registra 256 mortes em 24 horas, diz Conass

25.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Mario Sabino

Mario Sabino é jornalista, escritor e sócio-fundador de O Antagonista. Escreve sobre política e cultura. Foi redator-chefe da revista Veja.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Lula dá tratamento desigual a brasileiros vítimas do Hamas e moradores de Gaza

Lula dá tratamento desigual a brasileiros vítimas do Hamas e moradores de Gaza

Madeleine Lacsko
24.05.2024 17:21 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Novo recorde? Três processos da Lava Jato são extintos num único dia

Novo recorde? Três processos da Lava Jato são extintos num único dia

Madeleine Lacsko
23.05.2024 20:07 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
TSE surpreende e absolve Moro: o que terá acontecido?

TSE surpreende e absolve Moro: o que terá acontecido?

Madeleine Lacsko
22.05.2024 17:34 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Moraes só quer liberdade para feticídio e linguagem neutra

Moraes só quer liberdade para feticídio e linguagem neutra

Catarina Rochamonte
21.05.2024 07:11 4 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.