O que foram fazer Lula e Bolsonaro no exterior O que foram fazer Lula e Bolsonaro no exterior
O Antagonista

O que foram fazer Lula e Bolsonaro no exterior

avatar
André Marsiglia Santos
4 minutos de leitura 20.11.2021 18:32 comentários
Opinião

O que foram fazer Lula e Bolsonaro no exterior

Todo mundo está falando sobre a viagem de Lula (foto) à Europa e a de Bolsonaro ao Oriente Médio. Mas sabe o que realmente foram fazer por lá, amigo leitor? Nada. Ao menos nada do que os dois contaram. Acontece que as viagens dos políticos sempre servem a outra finalidade que não a oficial. Estas últimas, por exemplo, foram noticiadas como relevantes tours de busca por apoios estratégicos ao Brasil de negócios...

avatar
André Marsiglia Santos
4 minutos de leitura 20.11.2021 18:32 comentários 0
O que foram fazer Lula e Bolsonaro no exterior
Reprodução/Lula/YouTube

Todo mundo está falando sobre a viagem de Lula (foto) à Europa e a de Bolsonaro ao Oriente Médio. Mas sabe o que realmente foram fazer por lá, amigo leitor? Nada. Ao menos nada do que os dois contaram.

Acontece que as viagens dos políticos sempre servem a outra finalidade que não a oficial. Estas últimas, por exemplo, foram noticiadas como relevantes tours de busca por apoios estratégicos ao Brasil e de negócios.

Balela, pura balela. Vão para fora, apertam mãos, tiram fotos e contam em suas redes sociais que foram fechar contratos muito importantes, e que são muito respeitados. Que nada. Voltam como foram, com a bagagem cheia de vento. Ou de presentes.

Os negócios e eventos de que participam por lá não diferem muito daqueles a que comparecemos no último dia só para receber o certificado e impressionar o patrão. O patrão, no caso deles, somos nós. Quer dizer, nosso voto, afinal, conosco pouco ou nada se importam. Somos cidadãos objetos. Nos usam e depois nos descartam na porta da igreja.

Nas oportunidades em que os dois não estiveram a passeio, ou entre os seus, e precisaram se expor de verdade, Lula, questionado, padeceu de preocupante amnésia, um tipo raro, que só inibe a lembrança de fatos jurídicos. Esqueceu-se por completo dos motivos pelos quais foi processado e preso, lembrando-se apenas de que foi inocentado, fato que não aconteceu.

Já Bolsonaro, do púlpito, insistiu em empurrar grafeno e nióbio para os gringos, com a mesma desenvoltura científica com que Dilma ansiava por estocar vento, e com a mesma verdade com que um ambulante nos recomenda a última bugiganga que lhe restou no balaio para poder ir logo embora para casa.

Exceção foi Lula ter sido recebido com pompa por Macron. Mas tenho para mim que isso foi muito mais para alfinetar Bolsonaro do que para legitimar Lula. Afinal, Bolsonaro já é conhecido lá fora como o chato inconveniente que fala mal da mulher dos outros e que evitamos a todo custo. Os pés de Angela Merkel que o digam.

No mais, como Lula sabe que, neste país miserável, seus eleitores andam comendo sopa de ossos, apostou suas fichas em que acharíamos chic seu rendez-vous cheio de oh là là e lhe saberíamos dar o devido valor por isso.

Bolsonaro, o nosso Aladim sem gênio, apostou que nos distrairíamos com mil e uma noites falando com um, falando com outro, e não falando nada com nada, em meio a palácios e corredores suntuosos que aprendemos a ver nos filmes, quando ainda tínhamos dinheiro para ver filmes.

A lembrança da corrupção e da miséria parece que se dissipa de nosso olhar com os ares franceses e aquelas noites árabes. A fome se distrai com o circo. E a isso nossos políticos nos acostumaram bem.

Quando retornarem e a campanha do ano que vem iniciar para valer, abandonarão o estrangeiro e viajarão apenas pelo Brasil. Se o exterior é uma espécie de botox na imagem pública, correr por nossas terras é que lhes rende mesmo votos. Até lá, farão de conta que são personagens do mundo, viajados, edulcorando nossa realidade.

Que o façam. Quem sabe nos enganam de forma tão convincente que amanhã acordamos com um café de sultão na mesa triste da cozinha ou até mesmo, ao sermos abordados pela polícia, não ouçamos um sonoro: Bonjour, monsieur. Ça va bien? Quem sabe.

Mundo

“Bridgerton”: elenco se reúne em première dos novos episódios; veja looks

12.06.2024 21:20 3 minutos de leitura
Visualizar

Países mais ameaçados pelo aumento do nível do mar

Visualizar

Taylor Swift e Billie Eilish aparecem em lista de apostas do Spotify; veja

Visualizar

Argentina à beira do caos: Governo indica tentativa de golpe

Visualizar

Thiago Motta é anunciado como novo técnico da Juventus

Visualizar

Larissa Manoela se declara para o marido: “Vida, meu eterno namorado”

Visualizar

Tags relacionadas

André Marsiglia Santos Angela Merkel eleição de 2022 Emannuel Macron Europa Jair Bolsonaro Lula Oriente Médio viagens
< Notícia Anterior

Covid: Brasil registra 217 mortes em 24 horas, diz Conass

20.11.2021 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Moro volta a criticar governo Bolsonaro: "Sabotou combate à corrupção"

20.11.2021 00:00 4 minutos de leitura
avatar

André Marsiglia Santos

André Marsiglia Santos é advogado constitucionalista especializado em liberdades de expressão e de imprensa. Membro da Comissão de Liberdade de Imprensa da OAB-SP, e da Comissão de Mídia e Entretenimento do Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP), Consultor Jurídico da Associação Nacional de Editores (ANER) e membro da 4ª câmara de julgamento do Conselho de Ética do CONAR. Idealizador da L+: Speech and Press e sócio do Lourival J Santos Advogados.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Governo Lula ainda deve muitas explicações sobre a história do leilão do arroz

Governo Lula ainda deve muitas explicações sobre a história do leilão do arroz

Madeleine Lacsko
12.06.2024 18:09 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Com professores, fica claro que o problema de Lula não é o marketing, é a realidade

Com professores, fica claro que o problema de Lula não é o marketing, é a realidade

Madeleine Lacsko
11.06.2024 18:57 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
O que esperar do Parlamento Europeu após a vitória da direita

O que esperar do Parlamento Europeu após a vitória da direita

Madeleine Lacsko
10.06.2024 19:40 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Milei vai dar refúgio na Argentina aos fugitivos do 8 de janeiro?

Milei vai dar refúgio na Argentina aos fugitivos do 8 de janeiro?

Madeleine Lacsko
07.06.2024 18:09 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.