O funk dos políticos O funk dos políticos
O Antagonista

O funk dos políticos

avatar
Mario Sabino
2 minutos de leitura 30.03.2022 14:41 comentários
Opinião

O funk dos políticos

A festa de aniversário do governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, do PL, partido pelo qual Jair Bolsonaro tentará reeleger presidente da República, tinha 2 mil convidados, segundo informa O Globo. O senador Flávio Bolsonaro estava entre eles. A festona contou com shows dos funkeiros MC Moringa e Leozinho, o cantor de pagode Mumuzinho, além da bateria da escola de samba Grande Rio e de Alcione. Parece que nenhum cobrou cachê. Filantropos desinteressados...

avatar
Mario Sabino
2 minutos de leitura 30.03.2022 14:41 comentários 0
O funk dos políticos
Reprodução/Instagram

A festa de aniversário do governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, do PL, partido pelo qual Jair Bolsonaro tentará reeleger presidente da República, tinha 2 mil convidados, segundo informa O Globo. O senador Flávio Bolsonaro estava entre eles. A festona contou com shows dos funkeiros MC Moringa e Leozinho, o cantor de pagode Mumuzinho, os cantores Alex Cohen e Belo, além de apresentações da bateria da escola de samba Grande Rio e da cantora Alcione (foto). Parece que nenhum cobrou cachê. Filantropos desinteressados. Não faz tanto tempo assim, um desses nomões, a cantora Alcione, fez um vídeo no qual disse: Presidente Bolsonaro, eu não votei no senhor e não me arrependo. Eu sou uma brasileira que não torço contra o governo, não sou burra”. Definitivamente, não.

A festa foi no Jockey Club do Rio, que certamente nunca teve noite tão esplendorosa. Além do ínclito Flávio Bolsonaro, estavam presentes Felipe Santa Cruz, ex-presidente da OAB, candidato ao governo do Rio pelo PSD e o presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), o reto e vertical André Ceciliano, do PT. O Globo publicou que havia 2 mil convidados e que o bufê era para 1.200 pessoas. Tudo bem: a fome ali era principalmente de viver.

Quem pagou a festa? De acordo com o jornal, “para quem perguntava a identidade do financiador do evento luxuoso, era respondido que tudo foi pago pelos secretários, que fizeram uma ‘vaquinha em gratidão ao governador’. Partindo-se do pressuposto que seja verdade, por que secretários teriam tanta gratidão a Cláudio Castro? Tenho a mania de fazer perguntas em excesso, por distorção profissional, acho.

O petista André Ceciliano esbaldou-se no funk — uso o verbo empregado por O Globo –, ao lado de deputado estadual Chico Machado, do PSD. Aos jornalistas presentes, o presidente da Alerj pediu para que ele não fosse filmado enquanto dançava o sofisticado gênero musical carioca. Entende-se: a liturgia do cargo exige.

Eu só queria reafirmar um ponto aos que ainda se engalfinham por causa dessa gente que luta por um Brasil melhor: em política, não existem inimigos. Existem samba, funk, suor, cerveja, uísque, vodca, camarão e muita, muita gratidão.

Esportes

Ronaldinho diz que vai abandonar a seleção na Copa América

14.06.2024 19:40 2 minutos de leitura
Visualizar

EUA designam grupo nórdico como nova organização terrorista

Visualizar

Criança de 12 anos é esfaqueada em shopping na Finlândia

Visualizar

Idoso internado com hemorroida tem vesícula retirada por engano

Visualizar

PL do aborto: ao acenar para oposição, Lira tirou o PT das cordas

Wilson Lima Visualizar

Incêndio devasta patrimônio histórico em Petrópolis

Visualizar

Tags relacionadas

Alcione André Ceciliano artigo Cláudio Castro Felipe Santa Cruz festa de aniversário Flávio Bolsonaro governador do rio Mario Sabino O Antagonista Partido dos Trabalhadores (PT) PL
< Notícia Anterior

Troca de ministro e ano eleitoral esfriam CPMI do 'Bolsolão do MEC'

30.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Rússia diz que Brics estará no centro da "nova ordem mundial"

30.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Mario Sabino

Mario Sabino é jornalista, escritor e sócio-fundador de O Antagonista. Escreve sobre política e cultura. Foi redator-chefe da revista Veja.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Orlando Tosetto na Crusoé: Um apelo, em nome de todos os orizófagos do país

Orlando Tosetto na Crusoé: Um apelo, em nome de todos os orizófagos do país

14.06.2024 15:57 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Josias Teófilo na Crusoé: A dama do cavalo alado

Josias Teófilo na Crusoé: A dama do cavalo alado

14.06.2024 15:50 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Qual é o verdadeiro Gabinete do Ódio: de Lula ou o de Bolsonaro?

Qual é o verdadeiro Gabinete do Ódio: de Lula ou o de Bolsonaro?

Madeleine Lacsko
13.06.2024 18:21 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Governo Lula ainda deve muitas explicações sobre a história do leilão do arroz

Governo Lula ainda deve muitas explicações sobre a história do leilão do arroz

Madeleine Lacsko
12.06.2024 18:09 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.