Lixo atômico Lixo atômico
O Antagonista

Lixo atômico

avatar
Claudio Dantas
2 minutos de leitura 07.03.2022 18:28 comentários
Opinião

Lixo atômico

Há quatro anos, Vladimir Putin anunciou que seu governo havia desenvolvido e já estava testando uma nova linha de armas nucleares estratégicas, com capacidade para driblar as defesas dos EUA. Em discurso televisionado, pouco antes da eleição que confirmaria seu quarto mandato de seis anos, o presidente russo exibiu vídeos e animações de mísseis balísticos intercontinentais, mísseis de cruzeiro movidos a energia nuclear e até drones submarinos...

avatar
Claudio Dantas
2 minutos de leitura 07.03.2022 18:28 comentários 0
Lixo atômico
Reprodução/RT

Há quatro anos, Vladimir Putin anunciou que seu governo havia desenvolvido e já estava testando uma nova linha de armas nucleares estratégicas, com capacidade para driblar as defesas dos EUA. Em discurso televisionado, pouco antes da eleição que confirmaria seu quarto mandato de seis anos, o presidente russo exibiu vídeos e animações de mísseis balísticos intercontinentais, mísseis de cruzeiro movidos a energia nuclear e até drones submarinos. 

“Você não ouviu nosso país na época. Ouça-nos agora”, disse Putin na ocasião, dirigindo-se ao governo dos EUA, que em 2001 deixou o tratado de mísseis antibalísticos de 1972. “Gostaria de dizer àqueles que vêm tentando escalar a corrida armamentista nos últimos 15 anos para obter vantagens unilaterais sobre a Rússia e impor restrições e sanções… A tentativa de conter a Rússia falhou”, emendou o tirano.

Três meses depois, o jornal The Guardian publicou que a Federação de Cientistas Americanos (FAS) havia identificado, em imagens de satélite, obras de modernização de um bunker de armazenamento de armas nucleares em Kaliningrado, enclave da costa do Báltico entre Polônia e Lituânia. “Ele tem todas as características de locais típicos de armazenamento de armas nucleares russas”, disse Hans Kristensen, diretor do projeto de informação nuclear da FAS.

A reforma teria começado em 2016 e se enquadraria, segundo militares russos, no discurso de Putin de bloquear a expansão da Otan no leste europeu. Moscou também anunciou o posicionamento em Kaliningrado de sistemas móveis de mísseis balísticos de curto alcance (Iskander-M), capazes de transportar ogivas convencionais e nucleares — o que violaria, segundo os EUA, o tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário de 1987.

Dois anos atrás, o próprio Kremlin divulgou transcrição de uma reunião entre Putin e altos funcionários da defesa sobre a modernização da infraestrutura de comando e controle nuclear do país. Os relatos na mídia russa sugeriam que o bunker estaria quase concluído. Segundo o The Eurasian Times, a instalação seria no Monte Kosvinsky ou no Monte Yamantau, ambos nos Urais.

Dá para entender a cautela da Otan neste momento, incompreensível é que tenhamos chegado até aqui.

Economia

FED mantém taxa em 5,5% e aguarda dados para iniciar cortes

12.06.2024 16:25 2 minutos de leitura
Visualizar

Vem aí? Neymar posta foto com a camisa do Flamengo e Gabigol responde

Visualizar

Tesla Cybertruck, o carro 'indestrutível' de Elon Musk, passeia pelo Morro do Macaco

Visualizar

Filho de Simone Mendes diverte web ao dar respostas sobre o Dia dos Namorados

Visualizar

Governo e bancada evangélica travam o PL dos cassinos na CCJ do Senado

Wesley Oliveira Visualizar

Atlético-MG pode ter 8 desfalques em jogo contra Palmeiras

Visualizar

Tags relacionadas

guerra na Ucrânia guerra nuclear Rússia Vladimir Putin
< Notícia Anterior

Chanceler da Ucrânia fala em "coordenação intensa" com os EUA

07.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Governo estuda congelar emergencialmente preço dos combustíveis

07.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Claudio Dantas

Claudio Dantas é diretor-geral de Jornalismo de O Antagonista. Com mais de duas décadas cobrindo o poder, já atuou nas redações de EFE, Correio Braziliense, Folha de S. Paulo e IstoÉ. Ganhou os prêmios Esso, Embratel e Direitos Humanos. Está entre os jornalistas mais influentes do Twitter e venceu três vezes o iBest de melhor veículo de política.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Com professores, fica claro que o problema de Lula não é o marketing, é a realidade

Com professores, fica claro que o problema de Lula não é o marketing, é a realidade

Madeleine Lacsko
11.06.2024 18:57 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
O que esperar do Parlamento Europeu após a vitória da direita

O que esperar do Parlamento Europeu após a vitória da direita

Madeleine Lacsko
10.06.2024 19:40 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Milei vai dar refúgio na Argentina aos fugitivos do 8 de janeiro?

Milei vai dar refúgio na Argentina aos fugitivos do 8 de janeiro?

Madeleine Lacsko
07.06.2024 18:09 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Leonardo Barreto na Crusoé: Quem tem medo da polarização?

Leonardo Barreto na Crusoé: Quem tem medo da polarização?

07.06.2024 15:52 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.