Ucrânia busca soldados no exterior Ucrânia busca soldados no exterior
O Antagonista

Ucrânia busca soldados no exterior

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 23.04.2024 11:47 comentários
Mundo

Ucrânia busca soldados no exterior

Diante da escassez de tropas, o governo ucraniano suspendeu nesta terça-feira, 23, os serviços consulares para homens em idade militar no exterior

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 23.04.2024 11:47 comentários 0
Ucrânia busca soldados no exterior
Reprodução/X

Diante da escassez de tropas, o governo da Ucrânia suspendeu nesta segunda-feira, 22, os serviços consulares para homens em idade militar no exterior, exceto aqueles necessários para seu retorno ao país.

A ação vem como resposta direta às necessidades crescentes de recrutamento motivadas pela invasão russa, que dura cerca de 25 meses.

Em comunicado, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Dmytro Kuleba, afirmou ter ordenado a medida para restaurar o que descreveu como uma “atitude justa” para os homens em idade de mobilização.

“A proteção dos direitos e interesses dos cidadãos ucranianos no estrangeiro sempre foi e continua sendo uma prioridade para o MNE [Ministério dos Negócios Estrangeiros]. Ao mesmo tempo, dadas as circunstâncias da agressão em grande escala da Rússia, a principal prioridade é proteger a nossa pátria da destruição.

Como é agora: um homem em idade de recrutamento foi para o exterior, mostrou ao seu Estado que não se importa com a sua sobrevivência, e depois vem e quer receber serviços deste estado. Não funciona desta forma. Nosso país está em guerra.

Além disso, a obrigação de atualizar os documentos nos centros de recrutamento já existia antes mesmo da aprovação da nova lei de mobilização. Se alguém acredita que enquanto alguém luta longe, na linha da frente e arrisca a sua vida por este Estado, outra pessoa permanece no estrangeiro, mas recebe serviços deste Estado, então não é assim que funciona.

A permanência no estrangeiro não exime o cidadão dos seus deveres para com a pátria. É por isso que ontem ordenei medidas para restaurar atitudes justas em relação aos homens em idade de recrutamento na Ucrânia e no estrangeiro. Isto será justo.

Em breve, o Ministério dos Negócios Estrangeiros prestará mais esclarecimentos sobre o procedimento de obtenção de serviços consulares no quadro legal para homens em idade de recrutamento em missões diplomáticas estrangeiras, à medida que nos aproximamos da entrada em vigor da lei ‘Sobre alterações a determinados atos legislativos da Ucrânia sobre Determinadas Questões do Serviço Militar, da Mobilização e do Registo Militar’, bem como após a sua entrada em vigor”, escreveu Kuleba na rede social X, antigo Twitter.

Ucrânia reduz idade de alistamento para 25 anos

No começo de abril, a Ucrânia reduziu a idade mínima de alistamento de 27 para 25 anos. A medida se aplica apenas a homens.

A redução da idade de alistamento integra um pacotão de medidas do governo do presidente, Volodymyr Zelensky, para aumentar o efetivo no campo de batalha, após pouco mais de dois anos de invasão em larga escala da Rússia.

Dentre outras medidas, estão a exclusão de certas isenções ao serviço militar e a criação de uma nova modalidade de recrutamento pela internet.

A Ucrânia conta com um milhão de soldados, incluindo Guarda Nacional e outras unidades, sendo que 300 mil estão no fronte de batalha.

Brasil

Governo Lula queimou mais de R$ 220 mi em vacinas da Covid

27.05.2024 13:27 4 minutos de leitura
Visualizar

São Gonçalo alcança recorde de elevação e prevê inundações em Pelotas

Visualizar

Onde assistir Al-Nassr x Al-Ittihad: confira detalhes da partida

Visualizar

Quem mais estava na mira dos irmãos Brazão

Visualizar

Onde assistir Al-Wehda x Al-Hilal: confira detalhes da partida

Visualizar

Lançamento de projétil Norte-Coreano acende alertas globais

Visualizar

Tags relacionadas

Dmytro Kuleba guerre na Ucrânia invasão à Ucrânia Ucrânia
< Notícia Anterior

Concurso TJ AL: 20 vagas imediatas e salários de até R$ 3 mil

23.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

"É um problema do Congresso", diz Lula sobre veto às 'saidinhas'

23.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Lançamento de projétil Norte-Coreano acende alertas globais

Lançamento de projétil Norte-Coreano acende alertas globais

27.05.2024 12:51 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
ICQ: O adeus de um gigante das mensagens instantâneas

ICQ: O adeus de um gigante das mensagens instantâneas

27.05.2024 12:13 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Deslizamento devastador em Papua-Nova Guiné: Milhares soterrados

Deslizamento devastador em Papua-Nova Guiné: Milhares soterrados

27.05.2024 12:05 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
A ajuda de 1 bilhão de euros da Espanha para Ucrânia

A ajuda de 1 bilhão de euros da Espanha para Ucrânia

27.05.2024 11:55 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.