Situação na Ucrânia se agrava e Otan tenta aumentar apoio Situação na Ucrânia se agrava e Otan tenta aumentar apoio
O Antagonista

Situação na Ucrânia se agrava e Otan tenta aumentar apoio

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 03.04.2024 11:21 comentários
Mundo

Situação na Ucrânia se agrava e Otan tenta aumentar apoio

A Otan está engajada em fazer mais pela Ucrânia, mas os seus membros não querem ser arrastados para uma guerra mais ampla com uma potência militar com armas nucleares como a Rússia.

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 03.04.2024 11:21 comentários 2
Situação na Ucrânia se agrava e Otan tenta aumentar apoio
Reprodução/Instagram

A Otan debate plano para fornecer apoio militar adicional de longo prazo à Ucrânia e insta o Congresso dos EUA a aprovar financiamento adicional para a Ucrânia.

À medida que tropas russas mais bem armadas assumem o controlo do campo de batalha, a Otan está debatendo um plano para fornecer apoio militar mais previsível à Ucrânia nos próximos anos.

Acreditamos firmemente que o apoio à Ucrânia deve ser menos dependente de ofertas voluntárias de curto prazo e mais dependente de compromissos de longo prazo da Otan”, disse o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, antes de presidir a uma reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da aliança em Bruxelas.

Na quarta-feira, 3 de abril, a Ucrânia reduziu a idade de recrutamento militar de 27 para 25 anos para ajudar a reabastecer as suas fileiras esgotadas após mais de dois anos de guerra. A escassez de infantaria combinada com uma grave escassez de munições ajudou a dar a iniciativa às tropas russas.

Stoltenberg disse que é necessário um “quadro institucional” formal à medida que a guerra se arrasta e que a Otan pode fornecê-lo.

A razão pela qual fazemos isto é a situação no campo de batalha na Ucrânia. É grave“, disse Stoltenberg aos repórteres. “Vemos como a Rússia está pressionando e como eles tentam vencer esta guerra apenas esperando que nós saiamos.”


A Otan está engajada em fazer mais pela Ucrânia, mas os seus membros não estão preparados para oferecer ao país a sua última garantia de segurança: a adesão. Nem querem ser arrastados para uma guerra mais ampla com uma potência militar com armas nucleares como a Rússia.

Ao abrigo do novo plano, que deverá ser aprovado pelo Presidente dos EUA, Joe Biden, e pelos seus homólogos na sua próxima cimeira em Washington, em Julho, a Otan coordenaria os esforços de apoio do lado militar da Ucrânia, avaliando as necessidades da Ucrânia, recolhendo promessas e realizando reuniões.


David Cameron ecoa apelo da Otan



O Ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, David Cameron, apelou a todos os membros da Otan para que cumpram o compromisso de gastar dois por cento do PIB na defesa. A declaração foi feita em 3 de abril, ao chegar a um evento da Otan em Bruxelas: “A coisa mais importante que podemos fazer para garantir que esta aliança continue a crescer e a fortalecer-se é garantir que todos nós gastemos mais de dois por cento do nosso PIB na defesa”.

Muitos países estão fazendo isso agora, mas precisamos que todos os países o façam. Francamente, esta é a melhor coisa que podemos fazer para garantir que o encontro da Otan em Washington, neste verão, seja um sucesso e é também a melhor forma de nos prepararmos para as eleições americanas no outono, qualquer que seja o seu resultado”, continuou o ex-primeiro ministro do Reino Unido.

Os comentários foram vistos como uma tentativa de manter Donald Trump como aliado, tendo em vista que o candidato presidencial dos EUA tem sido um crítico dos membros da Otan que não estão cumprindo os compromissos de gastos.

A conferência de Washington referida por Cameron acontecerá em 9 a 11 de Julho, uma semana antes da Convenção Nacional Republicana, onde se espera que Trump seja escolhido como candidato do partido à presidência.

Brasil

Bolsa Família: calendário de pagamento e novos benefícios

13.04.2024 05:30 3 minutos de leitura
Visualizar

Bolsa Família: libera mais benefícios e renda para famílias

Visualizar

Caso Neto x Sampaoli: apresentador não comparece a audiência judicial

Visualizar

Anne Dias na Crusoé: Tudo o que Musk fez pelo Brasil

Visualizar

Leonardo Barreto na Crusoé: O adulto na sala

Visualizar

Santos faz proposta de empréstimo por Patrick, do Galo

Visualizar

Tags relacionadas

Guerra da Ucrânia OTAN
< Notícia Anterior

Supremo retoma análise de recursos sobre decisões tributárias

03.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Governo pode embutir novos subsídios em MP de redução da conta de luz

03.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

O Antagonista é um dos principais sites jornalísticos de informação e análise sobre política do Brasil. Sua equipe é composta por jornalistas profissionais, empenhados na divulgação de fatos de interesse público devidamente verificados e no combate às fake news.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (2)

Alexandre Ataliba Do Couto Resende

2024-04-03 15:19:50

Notícia desconectada dos eventos da guerra. Parece propaganda Russa disfarçada.


Marcelo Augusto Monteiro Ferraz

2024-04-03 12:07:08

Aja o quanto antes, OTAN, sob pena de a próxima geração da Europa Ocidental passar a falar russo!! As chances dessa tragédia acontecer se ampliam com eventual eleição do topete de Wall Street, cúmplice do gambá de São Petersburgo!


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Anne Dias na Crusoé: Tudo o que Musk fez pelo Brasil

Anne Dias na Crusoé: Tudo o que Musk fez pelo Brasil

12.04.2024 21:59 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ex-embaixador dos EUA preso por espionar para Cuba

Ex-embaixador dos EUA preso por espionar para Cuba

12.04.2024 20:04 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Luto no K-Pop: Park Boram falece aos 30 anos

Luto no K-Pop: Park Boram falece aos 30 anos

12.04.2024 19:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Crusoé: Seis meses depois

Crusoé: Seis meses depois

12.04.2024 19:23 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.