O Antagonista

Shiva X Maomé: Hindus já podem adorar em mesquita contestada

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 01.02.2024 12:07 comentários
Mundo

Shiva X Maomé: Hindus já podem adorar em mesquita contestada

Um tribunal indiano decidiu que os hindus podem adorar dentro de uma mesquita contestada, um veredito que poderá aumentar as tensões religiosas com os muçulmanos

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 01.02.2024 12:07 comentários 0
Shiva X Maomé: Hindus já podem adorar em mesquita contestada
Foto: Reprodução/Instagram

Tribunal indiano decidiu que os hindus podem adorar dentro de uma mesquita contestada, um veredito que poderá aumentar as tensões religiosas e galvanizar novas reivindicações contra outros locais de culto muçulmanos.

A mesquita Gyanvapi, na cidade sagrada de Varanasi, foi construída no século XVII pelo imperador mongol Aurangzeb e tem sido usada pelos muçulmanos para orações desde então.
Desde 2021, a mesquita tem sido sujeita a dezenas de petições legais de hindus que lutam pelo direito de rezar ali, alegando que é o local de um antigo templo hindu e que divindades hindus estavam presentes lá. Eles também alegaram que os sacerdotes hindus haviam adorado no porão da mesquita até 1993.

Lei dos locais de culto

O comitê da mesquita tem lutado contra o caso, argumentando que ela tem sido usada exclusivamente por muçulmanos há centenas de anos e é protegida pela Lei dos Locais de Culto. A lei, promulgada logo após a independência da Índia, congelou o estatuto de todos os locais de culto religioso tal como existiam em 15 de Agosto de 1947 e proibiu a sua conversão a qualquer outra fé.

Como as disputas legais contra a mesquita chegaram a 24 petições, um juiz ordenou que o local fosse vistoriado, tendo sido encontrado lá um ícone religioso do deus hindu Shiva, sendo então a área isolada. O comité da mesquita, por sua vez, argumentou que não se tratava de um ícone religioso, mas sim de uma fonte para lavar os pés.

Na semana passada, uma pesquisa arqueológica ordenada pelo tribunal divulgou um relatório dizendo ter encontrado evidências de que “existia um grande templo hindu antes da construção da estrutura existente” no século XVII. Na quarta-feira, 31 de janeiro, o tribunal superior de Allahabad decidiu que os peticionários hindus poderiam adorar no porão da mesquita. O juiz disse que as barreiras ao redor da mesquita deveriam ser removidas até o final da semana para dar lugar aos devotos hindus.

Horas depois da ordem ser aprovada, a administração local removeu parte das barricadas que cercavam Gyanvapi e abriu caminho para os sacerdotes hindus realizarem uma oração no porão, após a qual lâmpadas foram acesas ao redor da parede sul da mesquita, com dezenas de devotos hindus presente.

Na semana passada, o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, inaugurou o templo Ram Mandir em Ayodhya, construído no local de uma antiga mesquita que tinha sido igualmente contestada como local sagrado para os hindus.

Brasil

PF indicia Zambelli e hacker Walter Delgatti

29.02.2024 19:53 2 minutos de leitura
Visualizar

Ex-embaixador dos EUA confessa ser espião de Cuba por 40 anos

Visualizar

Procon notifica HBO após mudanças no streaming

Visualizar

Corinthians avança em negociação para quitar dívida da Neo Química Arena

Visualizar

Tiroteio na Universidade de Johannesburg deixa estudante ferido

Visualizar

Incêndio devastador em Bangladesh deixa mais de 40 mortos

Visualizar

Tags relacionadas

índia islamismo
< Notícia Anterior

Oposição critica fala de Lula sobre “humanizar o combate a pequenos crimes”

01.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Ataque com substância corrosiva em Londres deixa 12 feridos

01.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

O Antagonista é um dos principais sites jornalísticos de informação e análise sobre política do Brasil. Sua equipe é composta por jornalistas profissionais, empenhados na divulgação de fatos de interesse público devidamente verificados e no combate às fake news.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Ex-embaixador dos EUA confessa ser espião de Cuba por 40 anos

Ex-embaixador dos EUA confessa ser espião de Cuba por 40 anos

29.02.2024 19:50 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Tiroteio na Universidade de Johannesburg deixa estudante ferido

Tiroteio na Universidade de Johannesburg deixa estudante ferido

29.02.2024 19:21 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Incêndio devastador em Bangladesh deixa mais de 40 mortos

Incêndio devastador em Bangladesh deixa mais de 40 mortos

29.02.2024 19:16 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
EUA refutam preparação nuclear da Rússia frente a ameaças de Putin

EUA refutam preparação nuclear da Rússia frente a ameaças de Putin

29.02.2024 18:24 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.