Reitora de Columbia não admite que "do rio ao mar" é antissemita Reitora de Columbia não admite que "do rio ao mar" é antissemita
O Antagonista

Reitora de Columbia não admite que “do rio ao mar” é antissemita

avatar
Alexandre Borges
3 minutos de leitura 18.04.2024 05:21 comentários
Mundo

Reitora de Columbia não admite que “do rio ao mar” é antissemita

Durante audiência sobre antissemitismo no Congresso americano, a muçulmana Minouche Shafik, presidente da Universidade Columbia, foi acusada de negligente em relação aos judeus do campus

avatar
Alexandre Borges
3 minutos de leitura 18.04.2024 05:21 comentários 0
Reitora de Columbia não admite que “do rio ao mar” é antissemita
Foto: Divulgação

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos realizou uma audiência nesta quarta-feira, 17, sobre o antissemitismo no campus da Universidade de Columbia.

Minouche Shafik, reitora da universidade, recusou-se a classificar o slogan “Do rio ao mar, a Palestina será livre” como antissemita, descrevendo-o apenas como “doloroso” e expressou desejo de não ouvir tal frase no campus. Claire Shipman, copresidente do conselho, destacou que os recentes eventos revelam uma crise moral e falhas nos sistemas da universidade.

O slogan “Do rio ao mar, a Palestina será livre” é antissemita porque simboliza o controle palestino sobre todo o território dentro das fronteiras de Israel, do Rio Jordão ao Mar Mediterrâneo. Este grito de guerra é associado a grupos terroristas como a Frente Popular para a Libertação da Palestina (PFLP) e o Hamas.

O Hamas, em particular, chamou pela destruição de Israel em seu estatuto governamental original de 1988 e foi responsável pelo ataque terrorista de 7 de outubro de 2023 contra civis israelenses, que resultou na morte de mais de 1.200 pessoas, marcando o dia mais mortal para os judeus desde o Holocausto. Esse slogan também é comum entre ativistas pró-palestinos, especialmente em ambientes universitários, e pede o estabelecimento de um Estado Palestino que apaga o Estado de Israel e seu povo.

Virginia Foxx, presidente da Comissão de Educação e Trabalho da Câmara, acusou Minouche Shafik, muçulmana nascida no Egito e naturalizada britânica, de negligência na proteção de estudantes judeus e de permitir que a universidade se tornasse um palco para apoiadores do terrorismo.

A audiência foi convocada após incidentes de antissemitismo que aumentaram desde o massacre promovido pelo Hamas em 7 de outubro. Durante a sessão, estudantes judeus relataram os preconceitos enfrentados. David Greenwald, copresidente do conselho da universidade, e o professor David Schizer, também apresentaram depoimentos.

A audiência segue discussões semelhantes ocorridas em dezembro, envolvendo outras instituições como Harvard e MIT, onde presidentes das universidades também se recusaram a condenar explicitamente chamados por genocídio contra judeus. Após a audiência de dezembro, presidentes das universidades de Harvard e da Pensilvânia renunciaram.

A administração de Columbia cancelou uma discussão de um grupo estudantil pró-palestino que buscava justificar o massacre de 7 de outubro. A universidade investiga atualmente dois professores por declarações discriminatórias, em meio a um ambiente de crescente preocupação com a segurança e respeito mútuo no campus.

Brasil

Bolsa Família: novos benefícios de Auxílio Médio

23.05.2024 05:00 3 minutos de leitura
Visualizar

Crusoé: Nove pessoas morrem em acidente em comício no México

Caio Mattos, Da Cidade do México Visualizar

China inicia exercícios militares ao redor de Taiwan

Visualizar

Acusado de estupro de criança, marido de cantora gospel é preso nos EUA

Visualizar

Câmara dos Deputados aprova moção de repúdio a Madonna, Anitta e Pabllo Vittar

Visualizar

Escândalo no RBD: Desvio de R$5 Milhões em na Turnê

Visualizar

< Notícia Anterior

Atleta é afastado da NBA por escândalo com apostas

18.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Abono Salarial PIS/Pasep: calendário de pagamento e saiba se você tem direito

18.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Alexandre Borges

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Crusoé: Nove pessoas morrem em acidente em comício no México

Crusoé: Nove pessoas morrem em acidente em comício no México

Caio Mattos, Da Cidade do México
23.05.2024 04:04 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
China inicia exercícios militares ao redor de Taiwan

China inicia exercícios militares ao redor de Taiwan

22.05.2024 22:26 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Acusado de estupro de criança, marido de cantora gospel é preso nos EUA

Acusado de estupro de criança, marido de cantora gospel é preso nos EUA

22.05.2024 22:08 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Nvidia tem receita recorde e aumento de 262% no 1° trimestre

Nvidia tem receita recorde e aumento de 262% no 1° trimestre

22.05.2024 21:23 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.