O Antagonista

Realeza nigeriana é morta em crescente onda de violência

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 02.02.2024 09:53 comentários
Mundo

Realeza nigeriana é morta em crescente onda de violência

Nigéria em uma ampla crise de segurança tem monarca assassinado a tiros e esposa feita de refém.

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 02.02.2024 09:53 comentários 0
Realeza nigeriana é morta em crescente onda de violência
Fonte: BBC

Em uma chocante demonstração de violência e insolência na Nigéria, um soberano tradicional foi abatido a tiros e sua esposa, juntamente com outra pessoa, foi sequestrada.

A invasão ao Palácio

Segundo as autoridades locais, os agressores invadiram o palácio de Segun Aremu, um general aposentado e monarca cujo título oficial é Olukoro de Koro, na noite de quinta-feira. A identidade dos atiradores e se eles exigem algum resgate permanecem, até o momento, incertos.

Crise de segurança na Nigéria

Este recente homicídio e sequestro vêm na sequência de pedidos de decretos de estado de emergência para tratar do problema. Alguns grupos da sociedade civil pediram ao presidente Bola Tinubu uma intervenção mais robusta, ressaltando que mais de 1.800 pessoas foram raptadas desde que ele assumiu o cargo em maio do ano passado.

Reação das Autoridades

Condenando a morte de Olukoro de Koro em Kwara como “temerária, chocante e abominável”, o governador AbdulRahman AbdulRazaq prometeu que as autoridades capturarão os responsáveis. A polícia indica que uma caçada humana está em andamento.

Sequestros em série

Durante a semana, sequestradores capturaram cinco crianças e quatro professores no estado vizinho de Ekiti, pedindo um resgate de 100 milhões de nairas (US $ 110.000; £ 87.500) para sua libertação. Um alto funcionário do governo também foi sequestrado na quarta-feira à noite no subúrbio de Bwari, na capital, Abuja, não muito longe da residência de seis irmãs que foram sequestradas para resgate no mês passado com seu pai. Por causa do atraso no pagamento do resgate, uma das meninas foi morta a tiros.

Modernos Bandidos Rurais

Em outra ocorrência, duas meninas também foram sequestradas recentemente na área de Chikakorie em Kubwa, outro subúrbio de Abuja. Seus sequestradores exigiram cerca de $ 25.000 para a liberação delas. O sequestro para fins de resgate tem piorado na Nigéria nos últimos anos, com gangues armadas visando viajantes rodoviários, estudantes e residentes em áreas rurais e urbanas de todo o país.

Esportes

Alexandre Pato fala sobre os bastidores da sua saída do São Paulo

28.02.2024 23:00 2 minutos de leitura
Visualizar

Estátua de Daniel Alves é vandalizada em Juazeiro, sua cidade natal

Visualizar

A "epidemia geral" de Barroso

Visualizar

Flamengo considera vender Gabigol para lucrar com o atacante

Visualizar

Lula continua a ecoar o Hamas: “Genocídio”

Visualizar

Atacante Yuri Alberto visita crianças com câncer no GACC

Visualizar

Tags relacionadas

Nigéria
< Notícia Anterior

Santa Sé nomeia terceiro bispo na China em uma semana

02.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Caixa lança Pix extras: entenda como a iniciativa beneficia empresas

02.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Estação Espacial Internacional terá uma mulher na gerência pela primeira vez

Estação Espacial Internacional terá uma mulher na gerência pela primeira vez

28.02.2024 20:14 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Suprema Corte vai julgar caso de imunidade de Trump

Suprema Corte vai julgar caso de imunidade de Trump

28.02.2024 19:28 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Rússia ameaça adotar ação militar caso Suécia entre na OTAN

Rússia ameaça adotar ação militar caso Suécia entre na OTAN

28.02.2024 19:21 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Um morto e dois desaparecidos após problemas em barco de migrantes no Canal da Mancha

Um morto e dois desaparecidos após problemas em barco de migrantes no Canal da Mancha

28.02.2024 18:36 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.