O Antagonista

Netanyahu: “Não aceitaremos qualquer acordo a qualquer preço”

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 04.02.2024 11:43 comentários
Mundo

Netanyahu: “Não aceitaremos qualquer acordo a qualquer preço”

Primeiro-ministro israelense afirma que informações sobre libertação de grande número de terroristas não são verdadeiras

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 04.02.2024 11:43 comentários 0
Netanyahu: “Não aceitaremos qualquer acordo a qualquer preço”
Foto: Reprodução/X

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu (foto), afirmou neste domingo, 4, que a guerra contra o Hamas não acabará até que todos os objetivos sejam alcançados

Sobre um possível acordo para a libertação de reféns, Netanyahu afirmou que “não aceitaremos qualquer acordo a qualquer preço

Disse ainda que as informações relatadas na imprensa sobre o acordo para libertar um grande número de terroristas não são verdadeiros.

“Quero ser claro sobre a nossa política: o objetivo principal é, antes de mais, a eliminação do Hamas, afirmou.

O primeiro-ministro citou três condições para alcançar essa meta: a destruição dos batalhões restantes do Hamas (17 de 24 foram derrotados); operações de limpeza que, segundo afirmou, as Forças de Defesa de Israel estão fazendo por meio de ataques na parte norte e central de Gaza; e a eliminação da rede de túneis do Hamas, “que exige mais tempo”.

As declarações foram feitas no início da reunião semanal do governo em Tel Aviv.

Ele afirmou que a guerra não acabará até que os objetivos sejam alcançados: “A eliminação do Hamas, trazendo de volta todos os nossos reféns e garantindo que Gaza nunca mais representará uma ameaça para Israel”.

Acordo para a libertação de reféns

Segundo informações do The Wall Street Journal publicadas na semana passada, o chefe do Mossad, David Barnea, delineou um acordo que prevê uma pausa nas hostilidades por seis semanas e a libertação de 150 terroristas condenados em troca de cada mulher militar das FDI.

O acordo começaria com um cessar-fogo, onde Israel pausaria todas as atividades militares, incluindo a vigilância por drones, permitindo ao Hamas preparar a libertação dos reféns.

Esportes

Corinthians avança em negociação para quitar dívida da Neo Química Arena

29.02.2024 19:30 2 minutos de leitura
Visualizar

Tiroteio na Universidade de Johannesburg deixa estudante ferido

Visualizar

Incêndio devastador em Bangladesh deixa mais de 40 mortos

Visualizar

Aumento nos casos de covid-19 gera alerta no Brasil

Visualizar

Beach tennis é motivo de folga no Tribunal de Justiça de Sergipe

Visualizar

Confira a classificação geral do Paulistão 2024 na 10° rodada

Visualizar

Tags relacionadas

acordos Gaza guerra Hamas Israel Netanyahu Palestina reféns
< Notícia Anterior

Grêmio vence e Renato Portaluppi ataca Federação gaúcha

04.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

James Rodríguez não viaja com o São Paulo para final da Supercopa

04.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

O Antagonista é um dos principais sites jornalísticos de informação e análise sobre política do Brasil. Sua equipe é composta por jornalistas profissionais, empenhados na divulgação de fatos de interesse público devidamente verificados e no combate às fake news.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Tiroteio na Universidade de Johannesburg deixa estudante ferido

Tiroteio na Universidade de Johannesburg deixa estudante ferido

29.02.2024 19:21 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Incêndio devastador em Bangladesh deixa mais de 40 mortos

Incêndio devastador em Bangladesh deixa mais de 40 mortos

29.02.2024 19:16 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
EUA refutam preparação nuclear da Rússia frente a ameaças de Putin

EUA refutam preparação nuclear da Rússia frente a ameaças de Putin

29.02.2024 18:24 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Crusoé: ex-líder catalão é alvo no Supremo da Espanha por terrorismo

Crusoé: ex-líder catalão é alvo no Supremo da Espanha por terrorismo

29.02.2024 17:22 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.