Navio britânico é alvo de mísseis em ataque rebelde Houthi e tripulação abandona navio Navio britânico é alvo de mísseis em ataque rebelde Houthi e tripulação abandona navio
O Antagonista

Navio britânico é alvo de mísseis em ataque rebelde Houthi e tripulação abandona navio

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 19.02.2024 17:22 comentários
Mundo

Navio britânico é alvo de mísseis em ataque rebelde Houthi e tripulação abandona navio

Navio britânico sob ataque rebelde Houthi no Iêmen. Tensões elevadas no Golfo de Aden após ataques severos. Descubra os impactos no comércio marítimo e as respostas da comunidade internacional.

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 19.02.2024 17:22 comentários 0
Navio britânico é alvo de mísseis em ataque rebelde Houthi e tripulação abandona navio
Fonte: Reuters

No início desta semana, um navio cargueiro de velas belizeense e registro britânico, chamado Rubymar, foi atingido por dois mísseis lançados pelo grupo rebelde Houthi em águas do Iêmen, levando a tripulação a abandonar o navio, segundo informações de agências de segurança.

Localizado no Golfo de Aden, próximo ao Estreito de Bab El-Mandeb, no momento do ataque, o Rubymar sofreu danos “catastróficos” de acordo com um porta-voz militar Houthi, que também alertou para o risco iminente de naufrágio do navio. O Reino Unido classificou o ataque ao navio como “imprudente” e informou que estão a caminho embarcações navais aliadas para prestar assistência.

Resposta de forças aliadas

A título de resposta aos ataques, forças militares dos EUA e do Reino Unido iniciaram ataques aéreos contra alvos militares em todo o oeste do Iêmen, sob controle dos Houthis. O grupo rebelde, apoiado pelo Irã, tem lançado diversas ações armadas contra navios mercantes e militares ocidentais no Mar Vermelho e Golfo de Aden, desde meados de novembro, em apoio aos Palestinos em meio ao conflito armado com Israel na Faixa de Gaza.

Impacto nos negócios marítimos

Os constantes ataques têm levado várias empresas de navegação a evitar a rota pelo Mar Vermelho, responsável por cerca de 12% do comércio marítimo mundial. Em consequência do ataque ao Rubymar, o UK Maritime Trade Operations (UKMTO) recebeu um relato de um incidente envolvendo uma embarcação não identificada a cerca de 35 milhas náuticas ao sul do porto iemenita de Moca, no Mar Vermelho.

Conforme relato do mestre de navio, ocorreu uma explosão próxima ao navio, resultando em danos. A tripulação foi forçada a abandonar a embarcação.

Um avanço preocupante em táticas de ataque

Segundo o correspondente de segurança da BBC, Frank Gardner, a descoberta de que os houthis estão utilizando tanto USVs (veículos de superfície não tripulados) quanto UUVs (veículos submarinos não tripulados) representa um desenvolvimento preocupante. O conceito de um “ataque em enxame” – o lançamento simultâneo de vários mísseis e drones relativamente baratos contra um inimigo na esperança de confundir e sobrecarregar suas defesas – é uma tática tirada diretamente do livro de estratégias da marinha da Guarda Revolucionária do Irã.

À medida que os ataques dos houthis à navegação no Mar Vermelho e no Golfo de Aden adjacente não mostram sinais de cessar, a perspectiva de um ataque semelhante dirigido a um navio de guerra britânico ou americano é uma ameaça sempre presente para as tripulações que servem naquela região.

Reação da União Europeia

Em meio aos recentes eventos, os ministros das Relações Exteriores da União Europeia se reuniram em Bruxelas para aprovar uma missão com o objetivo de ajudar a proteger a navegação internacional no Mar Vermelho. A operação, que contará com a participação de quatro navios da França, Alemanha, Itália e Bélgica, deve iniciar suas operações nas próximas semanas.

Os recentes ataques são um dos mais danosos já realizados pelos houthis e evidenciam que os esforços ocidentais para dissuadir o grupo ainda não obtiveram sucesso.

Esportes

Botafogo vence o Universitario pela Libertadores com golaço de Luiz Henrique

24.04.2024 22:15 3 minutos de leitura
Visualizar

Flamengo na Libertadores: Tite faz mudanças de última hora na escalação

Visualizar

O cinismo de André Janones sobre rachadinha

Visualizar

PC-RJ indicia suspeitos por assassinato de advogado a queima roupa

Visualizar

20 toneladas de queijo sao apreendidas em Minas Gerais

Visualizar

Ludmilla ganha relógio de luxo de Brunna no aniversário de 29 Anos

Visualizar

Tags relacionadas

ataque houthi Houthi houthis Iêmen
< Notícia Anterior

Indígenas do Brasil foram usados por Lula, diz artigo da Newsweek

19.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Israel em Guerra #01: As mulheres e o Hamas

19.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Reino Unido e Alemanha assinam acordo de defesa

Reino Unido e Alemanha assinam acordo de defesa

24.04.2024 20:46 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Coreia do Norte amplia força militar desafiando EUA

Coreia do Norte amplia força militar desafiando EUA

24.04.2024 20:14 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
CEO do TikTok espera derrubar proibição dos EUA

CEO do TikTok espera derrubar proibição dos EUA

24.04.2024 19:52 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Meta enfrenta queda de ações após apostar pesado em IA

Meta enfrenta queda de ações após apostar pesado em IA

24.04.2024 19:42 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.