O Antagonista

Muito ajuda os palestinos quem não vira cúmplice do Hamas

avatar
Felipe Moura Brasil
2 minutos de leitura 29.01.2024 14:15 comentários
Mundo

Muito ajuda os palestinos quem não vira cúmplice do Hamas

“Retirar o financiamento da UNRWA (a agência das Nações Unidas em Gaza) não significa interromper a ajuda"

avatar
Felipe Moura Brasil
2 minutos de leitura 29.01.2024 14:15 comentários 2
Muito ajuda os palestinos quem não vira cúmplice do Hamas
Imagem divulgada por Joe Truzman no X

A advogada de direitos humanos Emma Reilly, ela própria uma denunciante (“whistleblower”) da Organização das Nações Unidas, reforçou no X, antigo Twitter, o que expliquei no artigo “ONU e Hamas: imprensa chega dez anos atrasada”:

“Retirar o financiamento da UNRWA (a agência das Nações Unidas em Gaza) não significa interromper a ajuda aos palestinos enquanto eles sofrem imensamente e os apelos a um cessar-fogo são ignorados. Isso nem significa impedir que a ajuda seja entregue pela ONU“, escreveu Emma.

Quem ajuda os civis palestinos?

O Programa Alimentar Mundial (WFP, na sigla em inglês) já está em Gaza.

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS, na sigla em inglês) já está em Gaza.

A ONU tem capacidade de resposta rápida para assumir qualquer operação de ajuda da UNRWA, além da capacidade de emergência do WFP e do UNOPS.

Eliminar o financiamento da UNRWA significa apenas não entregar ajuda diretamente a uma organização da ONU cujos funcionários tiveram participação em ato de terrorismo. Significa ter mais certeza de que a ajuda não vai diretamente para o Hamas“, afirmou a advogada.

Por que os colegas não denunciaram os funcionários da UNRWA ligados ao Hamas?

Se são apenas 12 maçãs podres, como afirma a ONU – e como o profundamente corrompido Escritório de Serviços de Supervisão Interna das Nações Unidas (OIOS, na sigla em inglês) descobrirá -, por que nenhum dos seus colegas os denunciou? Talvez, se a ONU tivesse proteção real para denunciante, alguém teria falado?

Todos os funcionários da ONU sabem que a gestão protegerá terroristas, violadores de crianças e criminosos de todos os tipos. Mas ‘todo’ denunciante enfrentará retaliação cruel e difamação“, concluiu Emma.

Como O Antagonista vem mostrando, uma dezena de países e a Comissão Europeia suspenderam o financiamento à agência da ONU em Gaza, após um relatório israelense ter apontado a participação de 12 de seus funcionários nos ataques terroristas de 7 de outubro de 2023, em Israel.

Aparentemente, quem mais precisa da UNRWA é o Hamas.

Esportes

Corinthians é eliminado do Paulistão após vitória da Inter de Limeira

02.03.2024 23:06 2 minutos de leitura
Visualizar

Navalny: o sopro de liberdade que desafia Putin

Catarina Rochamonte Visualizar

Confira os adversários de Grêmio e Inter nas quartas de final do Gauchão

Visualizar

Augusto Melo confirma que dívida do Corinthians com Rojas é de R$ 8 milhões

Visualizar

Casal preso por vaquinha online falsa para criança com câncer no RJ

Visualizar

Turista brasileira sofre estupro coletivo na Índia

Visualizar

Tags relacionadas

Emma Reilly Faixa de Gaza Hamas Israel OIOS ONU Terrorismo UNOPS UNRWA WFP
< Notícia Anterior

Investimentos no Tesouro Direto atingem R$ 46,6 bilhões em 2023

29.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

PF apreende dois celulares com Carlos Bolsonaro

29.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Felipe Moura Brasil

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (2)

Claudio Augusto Rosa David

2024-01-29 17:01:28

Não há como negar que o Hamas é um grupo terrorista, mas dizer que mais de 26 mil palestinos mortos é um ataque apenas envolvendo o Hamas é uma piada de mal gosto. Hamas teve apoio do Benjamin Netanyahu, pois o objetivo de era diminuir a força do Fatah que já tinha o seu prestigio abalado por conta de corrupção. Os planos de Netanyahu, atenção isso não são os planos de Israel e sim de Benjamin Netanyahu com seu grupo, são de ocupar definitivamente toda a faixa de Gaza. Não importa quantos irã morrer nesse conflito (palestinos e israelenses). O grupo de Netanyahu quer se apossar dos repositórios de gás descobertos recentemente nesse local e construir um novo canal para concorrer com o canal de Suez. Além disso, Benjamin Netanyahu precisa se manter no poder pois além de casos de corrupção, agora está sendo responsável direto pelas mortes de palestinos e israelenses. Para não ser preso, Netanyahu pretende estivar esse conflito até o final do ano pois acha que uma possível vitória do Trump vai dar suporte para sua permanência como Primeiro-Ministro e manter um estado de guerra em Israel de forma definitiva.Da mesma forma que Hamas não representa o povo palestino, Netanyahu não representa os israelenses O plano de Netanyahu está acabando com a economia de Israel. O bloqueio feito pelos Houthis é uma manobra feita de forma tão espetacular que está mudando a forma atuação da marinha mundial. Como reflexo desse bloqueo, o preço do frete e seguro além do petróleo estão subindo. Esticar a guerra é um plano que pode trazer graves consequências para Israel e o mundo. Era apenas o Hamas, agora tem os Houthis e Hezbollah, outros países podem se envolver nesse conflito e Israel não tem folego financeiro e humano para manter um conflito prolongado. Vai ser difícil resolver esse problema de forma mediata. Talvez o ponta pé inicial seria seguir a resolução da ONU com a criação dos dois países com as divisões territoriais estabelecidas. Da forma que está hoje, Netanyahu é o maior recrutador de palestinos para a causa do Hamas.


Marcia Elizabeth Brunetti

2024-01-29 14:58:47

Como os comunistas de apartamento são analfabetos funcionais, provavelmente não estão acompanhando este lado da guerra, e desconhecem o terrorismo que o Hamas promove contra judeus e contra seu próprio povo também.


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Turista brasileira sofre estupro coletivo na Índia

Turista brasileira sofre estupro coletivo na Índia

02.03.2024 21:36 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Aquecimento global fecha estações de esqui na Suécia

Aquecimento global fecha estações de esqui na Suécia

02.03.2024 20:48 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Presidente da Irlanda hospitalizado para monitoramento

Presidente da Irlanda hospitalizado para monitoramento

02.03.2024 20:40 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Tempestade de neve na Califórnia fecha estações de esqui

Tempestade de neve na Califórnia fecha estações de esqui

02.03.2024 20:14 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.