O Antagonista

Milei: 2ª instância declara inconstitucional reforma trabalhista

avatar
Caio Mattos, De Buenos Aires
3 minutos de leitura 30.01.2024 21:07 comentários
Mundo

Milei: 2ª instância declara inconstitucional reforma trabalhista

Decisão da Corte desta terça suspendeu todos os 45 artigos do capítulo de reforma trabalhista do decreto presidencial de Milei

avatar
Caio Mattos, De Buenos Aires
3 minutos de leitura 30.01.2024 21:07 comentários 1
Milei: 2ª instância declara inconstitucional reforma trabalhista
Foto: Reprodução

A Câmara Nacional de Apelações do Trabalho da Argentina, órgão de segunda instância da Justiça do Trabalho no país, declarou nesta terça-feira, 30 de janeiro, que a reforma trabalhista do governo Milei imposta via decreto de necessidade e urgência é inconstitucional.

Ainda cabe recurso à Corte Suprema de Justiça, o equivalente ao STF na Argentina.

A reforma já estava suspensa por decisão cautelar da primeira instância desde o início de janeiro.

O tribunal de apelação atende a pedido da Confederação Geral do Trabalho (CGT), principal central sindical da Argentina.

A decisão desta terça referenda o entendimento da primeira instância, que julgou o mérito da ação na quarta-feira passada, 24 de janeiro, em meio ao primeiro protesto e greve da CGT contra o governo Milei.

A CGT havia questionado apenas seis artigos da reforma trabalhista, que alteravam o sistema de indenização, dentre outras medidas.

Entretanto, a decisão da Corte desta terça suspendeu todos os 45 artigos do capítulo de reforma trabalhista do decreto presidencial, que entrou em vigor em 29 de dezembro.

Segundo a Câmara Nacional de Apelações do Trabalho, o Poder Executivo não tem competência, em si, para realizar essas reformas.

Cabe devido trâmite no Legislativo, segundo o tribunal.

“A aceitação do exercício de funções legislativas pelo Poder Executivo ocorre em condições de rigorosa excepcionalidade”, diz o despacho desta terça, citando situações de emergência pública ou impossibilidade de reunião nas Casas do Congresso.

“Essas circunstâncias excepcionais não são observadas no caso”, afirma o tribunal.

Quais medidas foram suspensas?

Dentre os principais pontos da reforma trabalhista de Milei suspensa, estão a limitação ao direito de greve para serviços considerados “essenciais” e para os de “importância transcendental”.

Também se derrubou a possibilidade de demissão por justa causa de empregados que tenham participado de atos de restrição à liberdade de movimento e de trabalho dentro da empresa.

Além disso, caiu a desburocratização do processo de negociação de contrato entre empregador e empregado, assim como a redução de casos e montantes de indenização por demissão.

O período de experiência, durante o qual pode haver demissão sem necessidade de nenhuma indenização, seria expandido de três a oito meses.

Outra medida de liberalização do mercado de trabalho que prevê a reforma suspensa é a abolição da multa por registro incorreto de empregado, que pode acumular com a indenização por justa causa.

Esportes

Corinthians é eliminado do Paulistão após vitória da Inter de Limeira

02.03.2024 23:06 2 minutos de leitura
Visualizar

Navalny: o sopro de liberdade que desafia Putin

Catarina Rochamonte Visualizar

Confira os adversários de Grêmio e Inter nas quartas de final do Gauchão

Visualizar

Augusto Melo confirma que dívida do Corinthians com Rojas é de R$ 8 milhões

Visualizar

Casal preso por vaquinha online falsa para criança com câncer no RJ

Visualizar

Turista brasileira sofre estupro coletivo na Índia

Visualizar

Tags relacionadas

Argentina Javier Milei Reforma Trabalhista
< Notícia Anterior

Concurso da FUNDAC em Ubatuba com salário de até R$ 5 mil

30.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Prisão por violência doméstica em Borba: Homem agride esposa e é detido

30.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Caio Mattos, De Buenos Aires

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (1)

Claudio Miguel Caram

2024-01-31 05:54:33

Primeiro tem que aparelhar o judiciário. O Brasil é um bom exemplo a ser seguido por Milei.


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Turista brasileira sofre estupro coletivo na Índia

Turista brasileira sofre estupro coletivo na Índia

02.03.2024 21:36 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Aquecimento global fecha estações de esqui na Suécia

Aquecimento global fecha estações de esqui na Suécia

02.03.2024 20:48 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Presidente da Irlanda hospitalizado para monitoramento

Presidente da Irlanda hospitalizado para monitoramento

02.03.2024 20:40 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Tempestade de neve na Califórnia fecha estações de esqui

Tempestade de neve na Califórnia fecha estações de esqui

02.03.2024 20:14 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.