O Antagonista

Meta exclui contas do líder supremo iraniano acusadas de promover violência

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 09.02.2024 13:13 comentários
Mundo

Meta exclui contas do líder supremo iraniano acusadas de promover violência

Descubra os motivos da Meta remover as contas do líder iraniano das redes sociais. Saiba sobre a pressão enfrentada e as acusações de financiamento ao terrorismo que levaram a essa decisão.

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 09.02.2024 13:13 comentários 2
Meta exclui contas do líder supremo iraniano acusadas de promover violência
Fonte: REUTERS

O conglomerado Meta, dono de grandes redes sociais como Facebook e Instagram, fez a exclusão das contas do líder supremo iraniano, o Aiatolá Ali Khamenei. A partir da ação, as páginas associadas ao líder iraniano foram permanentemente removidas e já não podem mais ser encontradas.

A suspensão das contas ocorreu após repetidas infrações às políticas da Meta relacionadas a “organizações e indivíduos perigosos”, como informou um representante da empresa para a CNN. Segundo essas políticas, indivíduos ou grupos que tenham histórico de envolvimento em violência, ou que façam parte de movimentos com objetivos violentos, estão proibidos de estar presentes na plataforma.

Iraniano é acusado de financiar terrorismos

O Irã enfrenta múltiplas acusações de financiar o grupo Hamas, que é classificado como uma organização terrorista pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos. Em 2021, o mesmo Departamento expressou que o grupo recebe suporte financeiro, armamentos e treinamento do Irã. Além disso, há suspeitas de que o país tenha fornecido armas e treinamento para o grupo militante Houthi, no Iêmen.

“Já havia uma pressão significativa sobre a Meta para interromper a promoção de organizações perigosas feita por Khamenei desde o dia 7 de outubro”, disse Mahsa Alimardani, pesquisadora dos direitos digitais na Article 19, uma organização de direitos humanos.

Contas deletadas possuíam milhões de seguidores

Antes da ação da Meta, uma das contas de Khamenei no Instagram acumulava mais de 5 milhões de seguidores. A empresa, porém, não esclareceu o que de específico levou à suspensão das contas pelas políticas de organizações e indivíduos perigosos.

Além disso, nesta semana, a Microsoft revelou que “atores alinhados ao governo” iraniano lançaram uma série de ataques cibernéticos. Esses ataques, ocorridos desde outubro de 2023, tinham o objetivo de fortalecer a causa do Hamas e dificultar as operações de Israel e aliados.

Aumento de ações cibernéticas iranianas

Em outubro de 2023, foram registradas 11 operações de influência cibernética comandadas pelo Irã. Em comparação, durante o ano de 2021 foi registrada uma operação do tipo a cada dois meses.

No início de dezembro de 2023, alguns serviços de streaming de TV dos Emirados Árabes Unidos, Canadá e Reino Unido foram interrompidos por hackers iranianos. Em vez do conteúdo corriqueiro, os canais transmitiram um vídeo mostrando notícias sobre palestinos feridos e mortos pelas operações militares de Israel.

“Com o conflito continuando, acreditamos que a ameaça de operações cibernéticas e de influência do Irã crescerá”, afirmou a equipe Microsoft Threat Intelligence.

Esportes

Alexandre Pato fala sobre os bastidores da sua saída do São Paulo

28.02.2024 23:00 2 minutos de leitura
Visualizar

Estátua de Daniel Alves é vandalizada em Juazeiro, sua cidade natal

Visualizar

A "epidemia geral" de Barroso

Visualizar

Flamengo considera vender Gabigol para lucrar com o atacante

Visualizar

Lula continua a ecoar o Hamas: “Genocídio”

Visualizar

Atacante Yuri Alberto visita crianças com câncer no GACC

Visualizar

Tags relacionadas

líder supremo iraniano meta
< Notícia Anterior

Homem brutalmente assassinado em Itapeva: Insegurança cresce e população cobra justiça

09.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

PSOL e Rede pedem ao STF a prisão preventiva de Mourão

09.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (2)

Antônio Carcos Zamith Junior

2024-02-09 20:20:34

Só agora lembraram de punir esse xiitas fascistas. Meta e Google protegem ditaduras mesmo


Carlos Renato Cardoso Da Costa

2024-02-09 16:17:17

Muito bem. Só está atrasado o quê, uns 10 anos?


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Estação Espacial Internacional terá uma mulher na gerência pela primeira vez

Estação Espacial Internacional terá uma mulher na gerência pela primeira vez

28.02.2024 20:14 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Suprema Corte vai julgar caso de imunidade de Trump

Suprema Corte vai julgar caso de imunidade de Trump

28.02.2024 19:28 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Rússia ameaça adotar ação militar caso Suécia entre na OTAN

Rússia ameaça adotar ação militar caso Suécia entre na OTAN

28.02.2024 19:21 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Um morto e dois desaparecidos após problemas em barco de migrantes no Canal da Mancha

Um morto e dois desaparecidos após problemas em barco de migrantes no Canal da Mancha

28.02.2024 18:36 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.