Maduro cria lei fascista a pretexto de combater o "fascismo" Maduro cria lei fascista a pretexto de combater o "fascismo"
O Antagonista

Maduro cria lei fascista a pretexto de combater o “fascismo”

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 03.04.2024 14:01 comentários
Mundo

Maduro cria lei fascista a pretexto de combater o “fascismo”

“Deter o fascismo no mundo é uma tarefa que não pode ser adiada", disse a vice-presidente da Venezuela, que classificou de "fascismo econômico" o bloqueio imposto ao país

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 03.04.2024 14:01 comentários 0
Maduro cria lei fascista a pretexto de combater o “fascismo”
Reprodução/Instagram

O chavismo aprovou uma lei que proíbe organizações consideradas fascistas. Como toda a oposição é considerada fascista por Nicolás Maduro, trata-se de uma lei que proíbe qualquer organização que não seja subserviente ao regime.

“Fascistas” tornou-se uma palavra usada como insulto nos conflitos políticos diários e agora foi traduzida numa lei que proíbe mensagens e a existência de organizações consideradas fascistas.

A vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, apresentou nesta terça-feira, 3 de abril, uma proposta do Executivo.

“Lei contra o Fascismo, o Neofascismo e Expressões Similares”

O Parlamento já deu a sua aprovação numa primeira discussão. A Lei contra o Fascismo, o Neofascismo e Expressões Similares abre uma nova porta para o controle, a critério do Governo, das liberdades políticas e de expressão na Venezuela, num contexto de intensificação da perseguição contra opositores, jornalistas e críticos.

Deter o fascismo no mundo é uma tarefa que não pode ser adiada para o bem da humanidade, porque não só se manifesta em expressões de ódio, violência e morte, mas também em formas de fascismo econômico, como o bloqueio criminoso imposto contra a Venezuela ”, disse a vice-presidente perante os parlamentares.

A lei descreve as “posições e expressões ideológicas” que irá perseguir: “As características comuns desta posição são o racismo, o chauvinismo, o classismo, o conservadorismo moral, o neoliberalismo, a misoginia e qualquer tipo de fobia contra o ser humano”.

30 artigos

A lei tem 30 artigos e afirma que tem por finalidade “estabelecer os meios e mecanismos para preservar a convivência pacífica e a tranquilidade pública”, bem como “proteger a sociedade venezuelana do surgimento de qualquer expressão de ordem fascista, neofascista ou similar”. Será o Ministério Público quem determinará quais mensagens e atos poderão ser interpretados no quadro difuso de proibições.

Um Alto Comissariado contra o Fascismo, o Neofascismo e Outras Expressões, nomeado e regulamentado pelo Presidente da República, ditará diretrizes, regulamentos e políticas relacionadas com esta lei que, após a sua aprovação, proibirá certas mensagens, organizações e reuniões e manifestações na Venezuela.

O que na lei é considerado fascismo constitui também circunstância agravante para qualquer outro crime punível que as autoridades considerem ter sido motivado por essas posições ou expressões.

O responsável disse que esta lei é complementar à Lei dos Partidos Políticos, pelo que estas organizações seriam as primeiras a serem visadas por esta legislação. Além disso, disse, desenvolve a chamada lei contra o ódio, aprovada em 2017 e ao abrigo da qual pessoas têm sido presas por fazer postagens nas redes sociais, partilhar mensagens no WhatsApp ou divulgar vídeos com reclamações ou piadas contra o Governo que se tornaram virais.

Esportes

Botafogo vence o Universitario pela Libertadores com golaço de Luiz Henrique

24.04.2024 22:15 3 minutos de leitura
Visualizar

Flamengo na Libertadores: Tite faz mudanças de última hora na escalação

Visualizar

O cinismo de André Janones sobre rachadinha

Visualizar

PC-RJ indicia suspeitos por assassinato de advogado a queima roupa

Visualizar

20 toneladas de queijo sao apreendidas em Minas Gerais

Visualizar

Ludmilla ganha relógio de luxo de Brunna no aniversário de 29 Anos

Visualizar

Tags relacionadas

ditadura venezuelana fascismo Nicolás Maduro
< Notícia Anterior

Onde acompanhar PSG x Rennes: confira detalhes da partida

03.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Polícia já prendeu 8 por fugas em Mossoró (e nada dos fugitivos)

03.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

O Antagonista é um dos principais sites jornalísticos de informação e análise sobre política do Brasil. Sua equipe é composta por jornalistas profissionais, empenhados na divulgação de fatos de interesse público devidamente verificados e no combate às fake news.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Reino Unido e Alemanha assinam acordo de defesa

Reino Unido e Alemanha assinam acordo de defesa

24.04.2024 20:46 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Coreia do Norte amplia força militar desafiando EUA

Coreia do Norte amplia força militar desafiando EUA

24.04.2024 20:14 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
CEO do TikTok espera derrubar proibição dos EUA

CEO do TikTok espera derrubar proibição dos EUA

24.04.2024 19:52 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Meta enfrenta queda de ações após apostar pesado em IA

Meta enfrenta queda de ações após apostar pesado em IA

24.04.2024 19:42 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.