Maduro, agora, reclama até da esquerda: "covarde" Maduro, agora, reclama até da esquerda: "covarde"
O Antagonista

Maduro, agora, reclama até da esquerda: “covarde”

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 27.03.2024 17:05 comentários
Mundo

Maduro, agora, reclama até da esquerda: “covarde”

“Os governos de direita calam-se, a esquerda covarde cala-se, não são capazes de condenar os golpes contra a revolução. Eles permanecem em silêncio de forma cúmplice”, disse Maduro

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 27.03.2024 17:05 comentários 0
Maduro, agora, reclama até da esquerda: “covarde”
Reprodução/Instagram

A tensão aumentou entre a Colômbia e a Venezuela, depois que o governo de Gustavo Petro manifestou sua preocupação com a situação política na Venezuela, onde o regime impediu a candidata da oposição, María Corina Machado, de apresentar a sua candidatura às eleições presidenciais ou, na sua falta, permitir o registro de sua substituta, Corina Yoris.

Após a comunicação, Nicolás Maduro referiu-se aos governos de esquerda que, segundo ele, não condenaram um alegado plano terrorista contra ele:

Os governos de direita calam-se, a esquerda covarde cala-se, não são capazes de condenar os golpes contra a revolução. Eles permanecem em silêncio de forma cúmplice”, disse Maduro.

O presidente Gustavo Petro respondeu imediatamente em sua conta no X: “Não existe esquerda covarde, existe a probabilidade de, através do aprofundamento da democracia, mudar o mundo. A magia de Chávez foi propor democracia e mudança no mundo. A revolução de hoje é: transformar o mundo através do aprofundamento da democracia”, escreveu ele

Por meio de comunicado assinado pelo atual chanceler colombiano, Luis Gilberto Murillo, o governo de Gustavo Petro declarou que as decisões do regime de Maduro poderiam “afetar a confiança de alguns setores da comunidade internacional na transparência e competitividade do processo eleitoral“.

Além disso, o comunicado da chancelaria colombiana reiterou “a necessidade de um processo eleitoral presidencial livre, justo e competitivo na Venezuela, onde a participação cidadã seja promovida através do voto como mecanismo de expressão democrática”.

Proteger Maria Corina

O ex-presidente da Colômbia, Iván Duque, também comentou sobre o caminho difícil que a oposição venezuelana tomou face aos movimentos desafiadores e antidemocráticos do regime de Nicolás Maduro.

O regime de Maduro bloqueou a possibilidade de María Corina Machado poder registrar alguém em quem confiasse, tal como tinha proposto à acadêmica Corina Yoris.

Iván Duque, que rejeitou o ataque de Maduro contra a oposicionista María Corina Machado, disse que é imperativo proteger a líder da oposição.

Não tenho dúvidas de que o que está por vir agora é a perseguição contra ela, que pode ser que a capturem como fizeram com sua equipe de campanha ou que o Sebin esteja planejando um ataque contra ela”, disse ele.

Onde está a OEA?

Segundo o ex-presidente da Colômbia, a comunidade internacional não teve a firmeza que o caso merece. Ele criticou especificamente a Organização dos Estados Americanos.

Onde está a OEA? Onde está a voz da OEA, que até dois ou três anos atrás era forte e firme? E agora parece complacente, melíflua e melosa”, disse ele.

Iván Duque reafirmou seu empenho na defesa de um modelo democrático na Venezuela:

Estamos sempre comprometidos com o retorno da democracia na Venezuela, esse pequeno modelo de socialismo do século 21, dos chamados progressistas, que são “pobres” porque empobreceram seus países, é um modelo fracassado e nunca desistiremos de enfrentar com argumentos, em plena luz do sol, essa desgraça, essa ilegitimidade de tentar transformar a democracia em ditadura“, declarou.

Brasil

O Itamaraty também fez uma nota tímida fingindo preocupação com o impedimento da principal candidatura da oposição venezuelana ao fim do processo de inscrição de candidatos nesta terça, 26 de março.

O ministro das Relações Exteriores venezuelano, Yvan Gil. publicou uma nota acusando o comunicado do Itamaraty de ser “cinzento e intervencionista”.

Brasil

Crusoé: "Twitter Files" mostra que TSE também censurou a esquerda

22.04.2024 22:43 2 minutos de leitura
Visualizar

Crusoé: Milei anuncia 3º mês de superávit

Visualizar

Alerta em Noronha com branqueamento de corais

Visualizar

A testosterona fake de Bolsonaro

Visualizar

Corolla Cross 2025 deixa freio e aposta em design

Visualizar

Reino Unido aprova polêmica Lei de Asilo

Visualizar

Tags relacionadas

ditadura venezuelana
< Notícia Anterior

Desbloqueie o Bolsa Família: guia rápido de regularização

27.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Para Maduro, oposição é o “terror”

27.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

O Antagonista é um dos principais sites jornalísticos de informação e análise sobre política do Brasil. Sua equipe é composta por jornalistas profissionais, empenhados na divulgação de fatos de interesse público devidamente verificados e no combate às fake news.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Crusoé: Milei anuncia 3º mês de superávit

Crusoé: Milei anuncia 3º mês de superávit

22.04.2024 21:35 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Reino Unido aprova polêmica Lei de Asilo

Reino Unido aprova polêmica Lei de Asilo

22.04.2024 20:36 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Coreia do Norte escala tensão com  testes de Mísseis

Coreia do Norte escala tensão com testes de Mísseis

22.04.2024 19:43 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Fifa fecha contrato bilionário

Fifa fecha contrato bilionário

22.04.2024 19:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.