Irã usou mais de 300 drones e mísseis em ataque contra Israel Irã usou mais de 300 drones e mísseis em ataque contra Israel
O Antagonista

Irã usou mais de 300 drones e mísseis em ataque contra Israel

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 14.04.2024 06:53 comentários
Mundo

Irã usou mais de 300 drones e mísseis em ataque contra Israel

Porta-voz das FDI afirma que 99% dos cerca de 300 projéteis disparados durante a noite de sábado foram interceptados pelas defesas aéreas

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 14.04.2024 06:53 comentários 0
Irã usou mais de 300 drones e mísseis em ataque contra Israel
Reprodução/ Redes Sociais

O Irã lançou cerca de 170 drones, 30 mísseis de cruzeiro e 120 mísseis balísticos contra Israel, segundo os militares israelenses. O porta-voz das FDI, contra-almirante Daniel Hagari, afirmou que 99% dos cerca de 300 projéteis disparados durante a noite de sábado, 13, foram interceptados pelas defesas aéreas.

De acordo com Hagari, todos os drones foram abatidos fora das fronteiras por Israel e seus aliados. Além disso, nenhum míssil de cruzeiro entrou no espaço aéreo israelense.

Muitos dos mísseis balísticos foram abatidos pelo sistema de defesa aérea Arrow, mas  alguns desses projéteis conseguiram contornar as defesas de Israel, atingindo a Base Aérea de Nevatim, no sul do país.

“O Irã pensou que seria capaz de paralisar a base e assim danificar as nossas capacidades aéreas, mas falhou. Os aviões da Força Aérea continuam decolando e pousando da base. Saindo para missões de ataque e defesa, incluindo os aviões Adir (F-35) que agora retornam de uma missão de defesa da base e em breve vocês os verão pousando”, disse Hagari.

Os militares israelenses sinalizaram o fim da ameaça iraniana e informaram que não era mais necessário que os moradores se abrigassem.

Já o Irã anunciou que havia concluído os ataques contra Israel e que atacaria novamente caso houvesse resposta.

Essa foi a primeira ofensiva do Irã ao território de Israel desde o início da guerra contra o Hamas, grupo terrorista aliado do Teerã.

A possibilidade de uma ofensiva iraniana em território israelense começou a ser levantada depois de o líder supremo, Ali Khamenei, prometer que “o regime sionista será punido” após ataque a consulado iraniano em Damasco, na Síria, no último dia 1º. Um dos principais generais do Irã, Mohammad Reza Zahedi, morreu no ataque.

Leia também: 

As 3 principais mudanças geopolíticas que uma guerra entre Israel e Irã pode causar

Esportes

Confira os jogadores mais valiosos da Copa América

19.06.2024 16:23 3 minutos de leitura
Visualizar

Nunes chama partidos da base para apresentar seu vice

Wesley Oliveira Visualizar

José de Abreu vai processar famosos por ofensas que recebeu

Visualizar

Eurocopa 2024: Alemanha vence Hungria e se classifica para oitavas

Visualizar

Governo vai insistir no arroz estatal de Lula

Wesley Oliveira Visualizar

Aéreas ampliam número de voos para Canoas (RS)

Visualizar

< Notícia Anterior

Concurso TRF2: Inscreva-se já e garanta altos salários e estabilidade

14.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Onde assistir aos jogos de hoje, 14/04, na TV e streaming

14.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

O Antagonista é um dos principais sites jornalísticos de informação e análise sobre política do Brasil. Sua equipe é composta por jornalistas profissionais, empenhados na divulgação de fatos de interesse público devidamente verificados e no combate às fake news.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Crusoé: segurança de Sunak é detido por aposta sobre eleição

Crusoé: segurança de Sunak é detido por aposta sobre eleição

19.06.2024 15:55 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Mulher é arrastada pelo mar em praia da Rússia e desaparece

Mulher é arrastada pelo mar em praia da Rússia e desaparece

19.06.2024 15:38 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Mais de 900 muçulmanos mortos de calor em peregrinação a Meca

Mais de 900 muçulmanos mortos de calor em peregrinação a Meca

19.06.2024 14:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Aliança de esquerda francesa divulga panfleto político em árabe

Aliança de esquerda francesa divulga panfleto político em árabe

19.06.2024 14:17 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.