Impeachment no Senado pode banir Trump da política para sempre Impeachment no Senado pode banir Trump da política para sempre
O Antagonista

Impeachment no Senado pode banir Trump da política para sempre

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 13.01.2021 19:28 comentários
Mundo

Impeachment no Senado pode banir Trump da política para sempre

Aprovado nesta quarta-feira (13) pela Câmara, o pedido de impeachment de Donald Trump por insurreição ainda será levado ao Senado...  

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 13.01.2021 19:28 comentários 0
Impeachment no Senado pode banir Trump da política para sempre
Foto: Official White House Photo by Joyce N. Boghosian

Aprovado nesta quarta-feira (13) pela Câmara, o pedido de impeachment de Donald Trump por insurreição ainda será levado ao Senado.

Ainda não está claro quando isso vai acontecer. É possível que o pedido seja debatido pelos senadores após a posse de Joe Biden, na próxima quarta (20). Há um debate nos Estados Unidos hoje sobre a legalidade de votar o impeachment depois da saída de Trump.

As regras de impeachment são diferentes nas duas casas. Na Câmara, basta maioria simples para mandar o pedido ao Senado.

Mas para ser aprovado no Senado, o impeachment exige maioria de dois terços dos senadores presentes. Na prática, seriam necessários votos de no mínimo 17 senadores republicanos, chegando aos 67, se o quórum estiver cheio.

A maioria de dois terços é necessária para demitir Trump do cargo. Se isso acontecer, uma votação separada, exigindo apenas maioria simples, pode proibir Trump de exercer cargo público para sempre.

Assim que tomarem posse os dois novos senadores pela Geórgia, ambos democratas, os blocos de cada partido terão 50 votos.

O líder da (ainda) maioria republicana, Mitch McConnell, enviou carta a colegas de partido na tarde desta quarta (13) dizendo que ainda está indeciso sobre o impeachment de Trump.

O Senado nunca confirmou o impeachment de um presidente. Andrew Johnson (1868), Bill Clinton (1999) e o próprio Trump (2020) foram absolvidos.

A NBC relata um precedente que ajuda os partidários do impeachment.

Em 1876, o secretário da Guerra, William Belknap, foi investigado pela Câmara por corrupção. Pouco antes da votação, ele correu à Casa Branca e entregou seu pedido de demissão ao presidente Ulysses S. Grant. A Câmara aprovou o pedido de impeachment mesmo assim, mas o texto não alcançou a maioria de dois terços do Senado.

** CORREÇÃO: O impeachment exige maioria de dois terços dos senadores presentes, e não maioria absoluta de 67 votos. O número de 67 votos é necessário se o quórum estiver cheio (100 senadores).

Brasil

Supermercado em Porto Alegre é multado por vender produtos danificados pela enchente

19.06.2024 20:01 2 minutos de leitura
Visualizar

Naldo Benny conta como trouxe Miley Cyrus pro Brasil

Visualizar

Vídeo: Paciente sedada é estuprada em clínica psiquiátrica

Visualizar

Jovem médica morre em acidente assustador em Campo Grande

Visualizar

Flamengo fecha novo patrocínio milionário

Visualizar

Lira tira PEC da Anistia da pauta de votação na Câmara

Visualizar

Tags relacionadas

Donald Trump impeachment de Donald Trump Senado dos EUA William Belknap
< Notícia Anterior

PF ENTREGOU A LULA ARQUIVO INTEGRAL DE MENSAGENS ROUBADAS DA LAVA JATO

13.01.2021 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Novo apagão no Amapá

13.01.2021 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

The Boys: criador da série diz que final será diferente das revistas

The Boys: criador da série diz que final será diferente das revistas

19.06.2024 19:22 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
RBD em chamas: turnê Soy Rebelde revela tensão entre Anahí e Christian Chávez

RBD em chamas: turnê Soy Rebelde revela tensão entre Anahí e Christian Chávez

19.06.2024 18:50 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
"Modern Family" se encontra para nova produção após 4 anos do fim da série

"Modern Family" se encontra para nova produção após 4 anos do fim da série

19.06.2024 18:49 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Documentário sobre Taylor Swift vs Scooter Braun ganha data de estreia na Max.

Documentário sobre Taylor Swift vs Scooter Braun ganha data de estreia na Max.

19.06.2024 18:15 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.