O Antagonista

Houthis voltam a atingir navios após ataque de EUA e Reino Unido

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 12.01.2024 19:55 comentários
Mundo

Houthis voltam a atingir navios após ataque de EUA e Reino Unido

Os Houthis, rebeldes que controlam quase todo o oeste do Iêmen, voltaram a lançar mísseis balísticos contra navios cargueiros...

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 12.01.2024 19:55 comentários 0
Houthis voltam a atingir navios após ataque de EUA e Reino Unido
Foto: Reprodução

Os Houthis, rebeldes que controlam quase todo o oeste do Iêmen, voltaram a lançar mísseis balísticos contra navios cargueiros na rota do Mar Vermelho nesta sexta-feira,  12 de janeiro.

Essa foi a primeira ofensiva dos rebeldes desde que foram alvos de um ataque aéreo conjunto dos Estados Unidos e do Reino Unido na quinta-feira, 11.

O novo ataque iemenita foi confirmada pelo diretor do Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos, tenente-general Douglas Sims.

“Sabemos que dispararam pelo menos um míssil em retaliação”, disse Sims a jornalistas nesta sexta.

O ataque houthi atingiu um navio petroleiro no Golfo do Áden, próximo à costa iemenita, na porta do Mar Vermelho.

Ataque britânico-americano

Os Estados Unidos e o Reino Unido lançaram uma ofensiva contra os rebeldes Houthis, no Iêmen, nesta quinta-feira, 11 de janeiro.

Os ataques envolveram caças e mísseis de modelo Tomahawk.

Os Houthis são o principal grupo rebelde na guerra civil no Iêmen. Eles controlam quase toda a parte ocidental do país, no extremo sul da Península Arábica.

Esse foi o primeiro ataque aos rebeldes desde que eles começaram a atacar navios cargueiros na saída do Mar Vermelho no final de novembro.

Desde o dia 19 daquele mês, ocorreram 27 ataques dos rebeldes, o último realizado ainda nesta quinta.

Leia também: Houthis desafiam EUA e Israel com ataque inédito

A sequência de ataques dos houthis tem inviabilizado parte das rotas comerciais da região. Grandes empresas de navegação, como MSC e Maersk, suspenderam as operações na área, levando a uma queda de 14% no tráfego de petroleiros pelo Canal de Suez desde novembro.

Estes ataques no coração de uma das rotas marítimas mais importantes do mundo sinalizam uma escala com consequências que extrapolam a região.

Em dezembro de 2023, o confronto se intensificou quando o Maersk Hangzhou foi atacado. As forças de segurança do navio e helicópteros da Marinha dos EUA responderam prontamente, afundando três embarcações houthis, marcando a 22ª tentativa de ataque do grupo rebelde desde outubro. O Maersk Hangzhou, apesar de atingido por um míssil, continuou navegável, sem feridos.

Mais Lidas

1

Bruninho Samudio, filho de Bruno e Eliza, assina com o Botafogo

Visualizar notícia
2

Atirador avisou: "13 de julho será minha estreia"

Visualizar notícia
3

Conheça os principais traços dos gênios: Saiba se você é um deles

Visualizar notícia
4

Governo Lula faz as contas para reduzir rombo

Visualizar notícia
5

"Israel deve focar em túneis e quebrar espinha dorsal do Hamas"

Visualizar notícia
6

Em discurso emocional, JD Vance defende trabalhadores americanos

Visualizar notícia
7

Segundo 7 de Setembro de Lula poderá custar até R$ 7,4 milhões

Visualizar notícia
8

Lula é o rei do “machismo patriarcal” combatido pela esquerda

Visualizar notícia
9

Conheça a praia eleita a Joia do Sudeste

Visualizar notícia
10

Flávio Bolsonaro muda PEC das praias após tsunami de críticas

Visualizar notícia

Tags relacionadas

Houthi houthis Iêmen
< Notícia Anterior

Chuvas intensas alagam São Paulo nesta sexta-feira, 12

12.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Valor da isenção do Imposto de Renda era para ser de R$ 4.942, diz Unafisco

12.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Crusoé: "Olhe meu secretário de defesa, o cara negro", diz Biden em canal afro

Crusoé: "Olhe meu secretário de defesa, o cara negro", diz Biden em canal afro

18.07.2024 11:35 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Biden está "receptivo" aos pedidos de desistir?

Biden está "receptivo" aos pedidos de desistir?

Alexandre Borges
18.07.2024 11:26 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ferrari luta contra as falsificações de carros e peças de roupa

Ferrari luta contra as falsificações de carros e peças de roupa

18.07.2024 11:07 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Situação de Biden aumenta euforia na convenção republicana

Situação de Biden aumenta euforia na convenção republicana

Alexandre Borges
18.07.2024 10:47 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.