Câmara aprova nota de repúdio a ataques terroristas do Hamas Câmara aprova nota de repúdio a ataques terroristas do Hamas
O Antagonista

Câmara aprova nota de repúdio a ataques terroristas do Hamas

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 10.10.2023 18:54 comentários
Mundo

Câmara aprova nota de repúdio a ataques terroristas do Hamas

Por unanimidade, com 312 votos a favor e nenhum contrário, a Câmara (foto) aprovou nesta terça-feira (10) uma moção de repúdio aos ataques terroristas do Hamas contra Israel, cometidos no último sábado (7)...

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 10.10.2023 18:54 comentários 0
Câmara aprova nota de repúdio a ataques terroristas do Hamas
Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

Por unanimidade, com 312 votos a favor e nenhum contrário, a Câmara (foto) aprovou nesta terça-feira (10) uma moção de repúdio aos ataques terroristas do Hamas contra Israel, cometidos no último sábado (7).

Desde o início dos atentados, informa o Estadão, os deputados protocolaram 14 requerimentos pedindo uma moção de repúdio; todos eles foram aprovados nesta terça, com votos da base do governo Lula (PT) e da oposição.

Mas houve diferenças. A moção de repúdio apresentada por Marcos Pereira (Republicanos-SP, ao centro na foto) diz claramente que as ações do Hamas “são atos de terrorismo e desrespeitam as regras internacionais, devendo ser condenados veementemente por todas as nações civilizadas”. “O ato de violência e covardia contra Israel é um ato sem precedentes e que acaba por afligir o mundo todo”, acrescenta o deputado.

Já os governistas, como é de hábito na esquerda, colocam tanto o Hamas quanto Israel como autores de violência e não chamam os terroristas de terroristas: “Merece a condenação desta Casa o anunciado corte de água, energia, alimentos e medicamentos para a população em Gaza, medida extrema que agride cerca de dois milhões de pessoas, sem qualquer participação nos atos de violência”, justificam os parlamentares ligados ao governo Lula.

Estão, é claro, em consonância com a gestão do PT, que se recusa a chamar o Hamas pelo que é —terrorista— e, nas notas sobre a morte dos dois brasileiros que estavam na rave perto da faixa de Gaza, fala em “falecimento” e não em “assassinato”.

Economia

Mercadante quer salvar Haddad com dividendos do BNDES

Rodrigo Oliveira
12.06.2024 15:47 2 minutos de leitura
Visualizar

CCJ da Câmara aprova PEC das Drogas

Wesley Oliveira Visualizar

Crusoé: Por que Putin mandou navios de guerra para Cuba

Visualizar

Ex-reféns e vizinhos confirmam “jornalista” como captor afiliado ao Hamas

Visualizar

Medel tem saída do Vasco confirmada por Pedrinho

Visualizar

Lula não tem pressa em sanear seu ministério

Carlos Graieb Visualizar

Tags relacionadas

Câmara Hamas Israel nota de repúdio Terrorismo
< Notícia Anterior

Julgamento de Bolsonaro no TSE começa com leitura de relatório de ministro

10.10.2023 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Após ausência de Dino, comissão aprova nova convocação do ministro

10.10.2023 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Crusoé: Por que Putin mandou navios de guerra para Cuba

Crusoé: Por que Putin mandou navios de guerra para Cuba

12.06.2024 15:39 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ex-reféns e vizinhos confirmam “jornalista” como captor afiliado ao Hamas

Ex-reféns e vizinhos confirmam “jornalista” como captor afiliado ao Hamas

12.06.2024 15:32 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Hamas rejeitou libertação de reféns, diz gabinete de Netanyahu

Hamas rejeitou libertação de reféns, diz gabinete de Netanyahu

12.06.2024 15:04 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Acidente de barco deixa mais de 80 mortos no Congo

Acidente de barco deixa mais de 80 mortos no Congo

12.06.2024 14:08 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.