Boeing reduz produção de 737 MAX após incidentes Boeing reduz produção de 737 MAX após incidentes
O Antagonista

Boeing reduz produção de 737 MAX após incidentes

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 09.04.2024 18:20 comentários
Mundo

Boeing reduz produção de 737 MAX após incidentes

Descubra como a redução na produção do 737 MAX por parte da Boeing impactará as entregas em 2024. Entenda os detalhes e implicações.

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 09.04.2024 18:20 comentários 0
Boeing reduz produção de 737 MAX após incidentes
copa-airlines-737-max-capa-2019-820×430 (1)

A Boeing, gigante da indústria aeroespacial, revelou uma significativa diminuição no número de aviões entregues em março de 2024. A empresa conseguiu entregar apenas 29 aeronaves, menos da metade em comparação com os 64 aviões fornecidos no mesmo período do ano anterior. Este declínio na produção está associado especialmente à redução da fabricação do modelo 737 MAX, um dos seus produtos mais reconhecidos mundialmente.

Esta decisão da Boeing está diretamente ligada aos esforços de aumentar os padrões de qualidade. A fabricante de aviões se viu sob pressão após um incidente em 5 de janeiro, quando ocorreu a explosão da porta de um jato 737 MAX 9 durante o voo, atraindo a atenção rigorosa dos reguladores. Tal evento colocou a Boeing sob um escrutínio mais severo, levando a uma reavaliação dos procedimentos de fabricação para assegurar a máxima segurança e qualidade dos seus aviões.

Produção em Baixa Afeta as Entregas do Primeiro Trimestre

Nos primeiros três meses de 2024, foram entregues aos clientes um total de 83 aeronaves, incluindo 66 jatos MAX. Esse número representa uma queda quando comparado às 130 aeronaves entregues durante o mesmo período em 2023. A redução na taxa de produção, conforme reportado anteriormente pela Reuters, chegou a um dígito no final de março, um número bem abaixo do limite de 38 jatos por mês imposto pela Agência Federal de Aviação (FAA).

O Compromisso da Boeing com a Qualidade

“Vamos desacelerar deliberadamente para acertar isso”, enfatizou Brian West, diretor financeiro da Boeing, durante uma conferência do Bank of America. A decisão de restringir as taxas do programa 737 para menos de 38 jatos por mês reflete o compromisso da empresa em melhorar não só a qualidade de fabricação, mas também a segurança dos seus aviões, até que se sintam completamente prontos para aumentar novamente a produção.

Boeing Versus Airbus: A Competição Continua

Enquanto isto, a Airbus, principal concorrente da Boeing, apresentou um desempenho melhor no primeiro trimestre de 2024, com a entrega de 142 aeronaves, um aumento de 12% em relação ao mesmo período do ano anterior. Esta disparidade entre as duas gigantes da aviação destaca os desafios que a Boeing enfrenta, tanto em termos de produção quanto de percepção de qualidade por parte dos reguladores e do público.

Novas Encomendas Apesar dos Obstáculos

Apesar dos desafios, a Boeing não deixou de receber novos pedidos. Em março, a empresa anunciou a recepção de 113 novos pedidos, sendo 85 deles para o modelo 737 MAX 10, em um acordo com a American Airlines. Este número eleva o total bruto de pedidos para 131 desde o início de 2024. Após ajustes, a Boeing registrou um total líquido ajustado de 125 aviões até agora neste ano, demonstrando uma capacidade resiliente de atrair novos negócios apesar dos percalços.

Os esforços da Boeing em fortalecer sua qualidade e segurança são claros, e o mercado parece responder positivamente a estas iniciativas. No entanto, a concorrência acirrada com a Airbus e as exigências dos reguladores indicam que a jornada da Boeing rumo à recuperação e ao aumento de suas entregas ainda será desafiadora.

Mundo

Crusoé: ambientalistas atiram tinta laranja sobre Stonehenge

19.06.2024 16:38 2 minutos de leitura
Visualizar

Caetano Veloso não possui exclusividade sobre a Tropicália

Visualizar

Danilo, da Seleção Brasileira, mira Santos ou Flamengo caso volte ao Brasil

Visualizar

Projeto que libera cassinos no Brasil avança e vai ao plenário do Senado

Wesley Oliveira Visualizar

Confira os jogadores mais valiosos da Copa América

Visualizar

Nunes chama partidos da base para apresentar seu vice

Wesley Oliveira Visualizar

Tags relacionadas

Boeing Boeing 737 Boeing 737 Max
< Notícia Anterior

Thiago Oliveira renova até 2026 com a Globo

09.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Morre Terto, ídolo do São Paulo dos anos 70

09.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Crusoé: ambientalistas atiram tinta laranja sobre Stonehenge

Crusoé: ambientalistas atiram tinta laranja sobre Stonehenge

19.06.2024 16:38 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Crusoé: segurança de Sunak é detido por aposta sobre eleição

Crusoé: segurança de Sunak é detido por aposta sobre eleição

19.06.2024 15:55 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Mulher é arrastada pelo mar em praia da Rússia e desaparece

Mulher é arrastada pelo mar em praia da Rússia e desaparece

19.06.2024 15:38 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Mais de 900 muçulmanos mortos de calor em peregrinação a Meca

Mais de 900 muçulmanos mortos de calor em peregrinação a Meca

19.06.2024 14:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.